domingo, 14 de outubro de 2018

Bombeiros resgatam de lago notebook de operador financeiro de Cabral

Computador tem planilhas com informações de propina. Carlos Miranda contou em depoimento onde equipamento foi jogado

Notebook tinha informações sobre registros de propina e foi jogado em lago por Carlos Miranda - Reprodução TV / Globo News


Rio - Agentes do Corpo de Bombeiros resgataram um notebook que tinha registros de propina e que foi jogado em um lago há quatro anos na fazenda de Carlos Miranda em Paraíba do Sul, no Sul Fluminense. As imagens foram divulgadas pela Globo News. O homem é apontado como operador financeiro no esquema de corrupção que seria liderado pelo ex-governador Sérgio Cabral. 


Miranda contou em depoimento que tinha jogado o computador no local quando a Operação Lava Jato começou. Ele disse que era no equipamento que guardava as planilhas com as transações do grupo de Cabral.

Notebook tinha informações sobre registros de propina e foi jogado em lago por Carlos Miranda - Reprodução TV / Globo News



“Eu joguei no lago da minha fazenda, em Paraíba do Sul, no intuito de destruir a prova”, contou Miranda em depoimento. Ele teria recebido R$ 7 milhões em propina, em pagamentos mensais, de acordo com a denúncia.

Nas planilhas, estariam os pagamentos feitos ao então procurador-geral de Justiça do Estado, Cláudio Lopes, denunciado na terça-feira por formação de quadrilha, corrupção passiva e ativa, além de e quebra de sigilo funcional, crimes cometidos entre o final de 2008 e dezembro de 2012.

Cláudio Lopes foi afastado de suas funções por 60 dias por decisão do procurador-geral em exercício, Ricardo Ribeiro Martins. O ex-procurador-geral, que é acusado de corrupção, vai continuar recebendo o salário de R$ 30.471,10.

O afastamento de Lopes foi publicado na quinta-feira em primeira mão pelo blog Justiça e Cidadania. Por enquanto, Lopes, denunciado ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ), por receber propina do esquema do ex-governador Sérgio Cabral, não pode atuar na 6ª Câmara Criminal e nem como membro do Conselho Superior do Ministério Público (MP).



Galeria de Fotos

Notebook tinha informações sobre registros de propina e foi jogado em lago por Carlos MirandaREPRODUÇÃO TV / GLOBO NEWS
Notebook tinha informações sobre registros de propina e foi jogado em lago por Carlos MirandaREPRODUÇÃO TV / GLOBO NEWS

Estado e prefeitura seguem sem previsão do 13º salário; TJ e MP pagam hoje

Servidores ativos e aposentados da Defensoria Pública também receberão abono nesta quarta-feira

Governador Pezão e prefeito do Rio, Marcelo Crivella - Marcio Mercante / Agência O Dia


O governo estadual e a Prefeitura do Rio seguem sem previsão de pagamento do décimo terceiro salário de seus servidores ativos, aposentados e pensionistas. Ontem, o secretário municipal da Casa Civil, Paulo Messina, voltou a fazer esse alerta durante reunião com parlamentares na Câmara dos Vereadores. Já o Ministério Público Estadual (MPRJ), Defensoria Pública e Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) depositam hoje a primeira parcela da gratificação natalina. A segunda parte será quitada em 10 de dezembro.

O MPRJ e a Defensoria Pública farão o pagamento do décimo terceiro a servidores ativos e inativos, e a promotores e defensores (na atividade e inatividade) com recursos próprios devido à economia de verbas orçamentárias. No caso de pensionistas do Ministério Público, aqueles que recebem pelo órgão estão incluídos no depósito, já quem for atrelado ao Rioprevidência vai receber junto com o pessoal do Executivo.

Já o Judiciário antecipará o depósito a todo o seu pessoal da ativa e aposentados usando verbas do fundo especial do TJ-RJ, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), já que por lei esses recursos não podem ser destinadas a pagamento de salários.


Depois, o governo terá que repassar ao Tribunal de Justiça do Rio o duodécimo correspondente ao valor do décimo terceiro salário do órgão. A medida foi acordada entre o Executivo e o TJ-RJ, com homologação do Supremo.

Estado e prefeitura

No Estado do Rio, o décimo terceiro está atrelado ao avanço do Refis. Com a adesão de contribuintes e empresas ao programa de refinanciamento de dívidas de IPVA e ICMS, o governo acredita que vai arrecadar cerca de R$ 1 bilhão. Já a prefeitura implementou pacote de 17 medidas para aumentar a arrecadação e garantir o pagamento. O secretário de Fazenda, Cesar Barbiero, fez o anúncio durante reunião extraordinária das comissões de Saúde e de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal.

Depósito no fim do ano?

O secretário de Fazenda lembrou que algumas das 17 medidas já foram adotadas. "Uma é o Concilia Rio, em que chamamos empresários devedores de IPTU a compor conosco. Temos outras medidas de arrecadação, como a inclusão de imóveis no cadastro de IPTU, que vão surtir efeito a partir do ano que vem. Com isso, estamos não só visando a pagar os salários em dia, mas juntando dinheiro suficiente para no final do ano pagarmos 13º", disse.

E o reajuste...

Barbieri também sinalizou para a possibilidade de o reajuste ao funcionalismo municipal sair no fim do ano. Vale lembrar que a correção salarial será de mais de 7%, segundo já declarou à Coluna Paulo Messina. O secretário da Casa Civil, aliás, esteve no centro das atenções ontem na reunião com os parlamentares. Os vereadores reclamaram que Messina quis impedi-los de fazer perguntas aos secretários presentes, o que gerou confusão entre eles.

Caixa no vermelho

Apesar da declaração do secretário de Fazenda, vereadores temem que o município não consiga encerrar o ano com as contas zeradas. Teresa Bergher (PSDB) questionou como o governo conseguirá fechar o buraco financeiro e lembrou que a previsão orçamentária de 2018 é de R$ 30,3 bilhões e que, até o momento, só R$ 20,1 bilhões entraram no caixa. "O Rio terá que arrecadar R$ 3,4 bi por mês até o fim do ano para atingir a estimativa, mas só deve chegar a cerca de R$ 26 bi".

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

DENÚNCIA CONFIRMADA: ESSE É O BRASIL QUE NÃO QUEREMOS!!

Recebemos mais provas que confirmam a denúncia, dando conta de que o Quartel de Bombeiros de Sepetiba - 2/13, bancou churrasco preparado por Oficial Superior, para Candidata Cristiane Brasil, apoiadora de Eduardo Paes, angariar votos.

Mesmo com o exemplo da Operação Lava Jato, alguns Oficiais Superiores ainda teimam em usar da velha política, para se garantirem na Chefia!

Relembrando: "Quem bancou a carne e a linguiça foi o DBM 2/13 Sepetiba. Que segundo o passarinho azul do bico preto cantou: militares de folga e de férias, escalados compulsoriamente, para descascar cebola, fazer maionese, farofa e outras iguarias para serem consumidas no evento politico. O AR-205 foi utilizado para transporte de materiais da unidade para o local do evento, em Jacarepaguá, por militares que encontravam-se de serviço no socorro, inclusive esta viatura permaneceu no pátio do GBS, até o término do evento, para regressar os materias para o Quartel de Sepetiba, comandado também por um Oficial superior, que pessoalmente realizou as compras para o evento político, com verba do rancho da unidade, e ainda ordenou que militares comparecessem ao evento, para aplaudirem a classe política carioca."

Até quando nós bombeiros, teremos que nos sujeitar ao coronelismo dentro da Corporação, sendo coagidos a votar nos candidatos deles?

Apresentar candidatos do nível de Dr.Luizinho, Cristiane Brasil ou Eduardo Paes, é um desrespeito com a história de pundonor e moral da nossa centenária Corporação. Não adianta tentar, os Bombeiros de bem, já escolheram seu lado e sabem em quem vão votar.









Fonte: Recebido por e-mail 

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

CORONELISMO? A TROPA NÃO CAI MAIS!!


Em tempos de corrida eleitoral, para muitos, o certo passa a ser o errado e o errado passa a ser o certo.

Mesmo com o exemplo da Operação Lava Jato, alguns Oficiais Superiores ainda teimam em usar da velha política, para angariar votos e se garantirem na Chefia!

O absurdo da vez é este “singelo” convite, onde um Oficial Superior chama a todos para um churrasco de confraternização, denominado FORÇA BRASIL preparado para a candidata Cristiane Brasil, que apóia Eduardo Paes.

Mas quem bancou a carne e a linguiça foi o DBM 2/13 Sepetiba. Que segundo o passarinho azul do bico preto cantou: militares de folga e de férias, escalados compulsoriamente, para descascar cebola, fazer maionese, farofa e outras iguarias para serem consumidas no evento politico. O AR-205 foi utilizado para transporte de materiais da unidade para o local do evento, em Jacarepaguá, por militares que encontravam-se de serviço no socorro, inclusive esta viatura permaneceu no pátio do GBS, até o término do evento, para regressar os materias para o Quartel de Sepetiba, comandado também por um Oficial superior, que pessoalmente realizou as compras para o evento político, com verba do rancho da unidade, e ainda ordenou que militares comparecessem ao evento, para aplaudirem a classe política carioca.

Até quando nós bombeiros, teremos que nos sujeitar ao coronelismo dentro da Corporação, sendo coagidos a votar nos candidatos deles?

BRASIL, MOSTRA A TUA CARA!!!



Fonte: Recebido por e_mail.

MESAC E MARA NO CLUBE DOS SUBTENENTES E SARGENTOS BOMBEIROS

Mesac Eflaín 28193 e Cabo Mara da Saúde 2893, marcam presença na sabatina do candidato ao Governo do RJ, Wilson Witzel no Clube de Sgt e Sub Ten do CBMERJ.