Guarda Vidas pedem socorro! São 6 anos sem concurso! No edital do novo concurso não tem vagas para QBMP10. Querem acabar com o GMar?

terça-feira, 22 de abril de 2014

Após 10 horas de paralisação, PMs e bombeiros decidem voltar a trabalhar


Após 10 horas de paralisação, PMs e bombeiros decidem voltar a trabalhar Categorias decidiram encerrar paralisação após garantias do governo. Policiais militares e bombeiros estavam parados desde as 7h desta terça.


Durou 10 horas a paralisação conjunta feita pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros no Rio Grande do Norte. Durante reunião com a cúpula da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) e Procuradoria-Geral do Estado, as associações que representam as duas categorias retornaram ao trabalho após receberem garantias de que a Lei de Promoção de Praças será enviada até o dia 1o de maio. Uma nova reunião também foi agendada para discutir outras reivindicações. Os bombeiros e policiais, acampados desde os primeiros dias do mês no Centro Administrativo do Estado, em Natal, também prometeram desocupar o local. A volta ao trabalho é imediata. 

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo Silva, durante as 10 horas em que os policiais e bombeiros estiveram parados, nenhuma ocorrência de maior gravidade foi registrada. 

Os bombeiros e policiais apresentaram 11 reivindicações na reunião. Apesar da decisão de encerrar a greve, o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM, soldado Roberto Campos, disse que o Governo do Estado mais uma vez não apresentou nenhum posicionamento concreto sobre a pauta das categorias. “Apenas nos foi informado que o projeto da Lei de Promoção de Praças deverá ser enviado para a Assembleia Legislativa até o dia 30. Ou seja, mais uma vez saímos sem uma definição para nossa luta”, comenta. 

O procurador-geral do Estado, Miguel Josino, explica que foi apresentado um cronograma para cumprimento das principais reivindicações dos militares. “Apresentamos tudo aquilo que o secretário havia anunciado. A Lei de Promoções de Praças irá para Assembleia Legislativa até 1o de maio. Faremos o pagamento imediato das férias e montaremos uma comissão para dar andamento aos processos que tratam da promoção de policiais. O diálogo prevaleceu”, destaca. 

No entendimento do secretário de Segurança Pública, Eliéser Girão, a greve foi decretada de forma unilateral. “Sábado apresentamos a nossa proposta e atualmente praticamente repetimos. Fiz o que podia e nos disseram que estavam satisfeitos. Acabaram decretando a greve de forma unilateral, sem comunicar previamente”, diz o titular da Sesed. 

Além da Lei de Promoção dos Praças, os militares fizeram outras dez reivindicações. São elas o reajuste de 56,7% do Subsídio e a inclusão da database ao texto da lei; devido enquadramento dos níveis remuneratórios; pagamento das férias; integralização dos vencimentos dos que foram promovidos e ainda não recebem de acordo com a graduação; revisão da lei e reajuste da Diária Operacional; admissão de etapa alimentação como verba indenizatória; revisão do estatuto da Polícia Militar (carga horária); substituição do RDPM pelo Código de Ética; complementação dos efetivos de acordo com o previsto nas leis de fixação do efetivo e convocação dos 624 suplentes; e assistência à saúde psíquica do PM e do BM. 

O movimento, segundo as associações, contou com a adesão de 90% dos efetivos, incluindo participação de maioria dos oficiais.

Fonte: PolicialBR

Policiais militares entram em greve no Rio Grande do Norte


Os policiais militares do Rio Grande do Norte entraram em greve por tempo indeterminado às 7h desta terça-feira. A decisão foi tomada após uma assembleia ocorrida na semana passada. Desde o último dia 8, os PMs estão acampados em frente ao prédio da Governadoria, em Natal. 

De acordo com o soldado Roberto Campos, presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte (ACS-PM), cerca de 4 mil pessoas estão concentrados diante da sede do governo estadual. "A expectativa é de uma grande participação de praças vindos também do interior do Estado para somar a esta luta que só têm um motivo, garantir ao cidadão um melhor serviço de segurança pública", disse Campos.

A principal reivindicação da categoria é o plano de carreira para a PM. "Somos o único Estado do Brasil onde não existe lei de promoção de praças. O soldado entra soldado e vai para a reserva soldado", justificou o presidente. Segundo ele, o pedido vem sendo feito desde 2011. "Sabemos que não é um problema que foi criado hoje. Um dia ia estourar. Viemos tentando negociar com o governo do Estado, mas infelizmente as conversas não avançaram", alegou. 

Para o soldado Campos, o movimento da corporação é um grito por dignidade. "Todas as polícias do Brasil passam por sucateamento, mas nós aqui não temos nem sequer a manutenção mínima de viaturas", disse. De acordo com ele, serviços simples como a troca de óleo dos carros não estão sendo feitos há um ano. "As viaturas rodam porque os policiais tiram do bolso, pedem apoio a prefeitos, associações", explicou. "É um estado de falência total. O pouco que funciona, funciona porque os policiais se dispunham a trabalhar. É preciso que o governo do Estado tenha o mínimo de reconhecimento", completou.

Outra reivindicação é o retorno do vale-alimentação, que foi cortado pelo governo desde o início do ano passado, de acordo com a associação. Campos alega que, desde então, os policiais recebem "quentinhas", mas que já houve pelo menos três casos graves de intoxicação alimentar. "Ou elas já chegam estragadas ou estragam devido ao tempo que o policial leva para conseguir parar e se alimentar", justificou. 
publicidade

Conforme o vice-presidente da ACS-PM, cabo César Cales de Queiroz, cerca de 80% da PM no Estado aderiu à paralisação. Ontem, o grupo ganhou o apoio da associação de oficiais do RN, que também decidiu pela greve. A estimativa é que cerca de 4 mil policiais estejam no acampamento em frente à Governadoria. "Temos algumas faixas no acampamento e a proposta é que se o governo não atender as nossas reivindicações estaremos parados na Copa do Mundo", avisou. 

Na tarde de ontem, as representações de associações de praças da PM-RN se reuniram com o procurador-geral do Estado, Miguel Josino. Eles apresentaram detalhes da pauta de reivindicação e receberam como resposta o compromisso do procurador em formar uma mesa de negociação com a governadora ainda na manhã desta terça.

Governo reunido
Desde o início da manhã desta terça-feira, o comando da Polícia Militar está reunido com representantes do governo do Estado. Entre os participantes do encontro estão o procurador-geral Miguel Josino Neto e o secretário de Segurança Elieser Monteiro. O objetivo é avaliar a pauta da categoria. Somente após as definições é que o governo irá se pronunciar a respeito da greve. 

Fonte: TERRA
TRANSPORTES:

- A atual presidente Dilma Rousseff garantiu que faria um trem-bala, nos moldes do TGV Francês, que ligaria 4 cidades-sede: SP-RJ-BH-Brasilia. A promessa está gravada em redes sociais. (http://www.estadao.com.br/noticias/esportes,governo-garante-trem-bala-pronto-ate-a-copa-de-2014,381839,0.htm)

- Em 2009 foram aprovados 13 bilhões de Euros no PAC, uma soma gigantesca de dinheiro, suficiente para construir um TGV de Paris a Cabul no Afeganistão. Nunca se viu um orçamento tão alto.

- Mas o dinheiro desapareceu e nem um único centímetro do TGV brasileiro foi construído.

- Nenhum brasileiro cobra da Dilma a responsabilidade sobre a promessa do trem bala.

- Nenhuma das cidades-sede tem metrô até o Aeroporto.

- O taxis são caríssimos e os taxistas fazem trajetos mais longos com os estrangeiros que não conhecem a cidade.

- Aprenda Português pois os Taxistas não falam nem espanhol, francês não existe. Inglês nem pensar???

- Para os taxistas não há cursos de inglês financiados pelo governo, mas para as prostitutas sim. Parece piada, mas é verdade: (http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/01/1211528-prostitutas-de-bh-tem-aulas-gratis-de-ingles-para-se-preparar-para-a-copa.shtml)

- É assim que o Brasil está se preparando para receber os turistas, ensinando inglês para as prostitutas. Pergunte se há um programa assim para policiais???

- Metrôs não funcionam bem, não cobre nem 10% das cidades ou simplesmente não existem.

- Os ônibus são precários, com muitos atrasos.

- O sistema de ônibus é complicadíssimo e ineficiente.

- Diariamente os ônibus são atacados por gangues que lhes ateiam fogo sob ordem de criminosos ou simplesmente para protestar.

- Às vezes não dá tempo do passageiro sair correndo e morre carbonizado.

- Ninguém é preso, mas as autoridades dizem: “estamos investigando…”

- O aeroporto da Megalópolis São Paulo tem uma capacidade de receber vôos inferior ao Aeroporto da pequena cidade de Orly, no interior da França.

- Os preços de passagens de aviões dispararam. Por um trajeto de 400km chegam a cobrar 1.000Euros durante a copa.

- Como o Brasil não tem infraestrutura, não aproveitará a alta demanda, devendo permitir que empresas aéreas estrangeiras atuem durante a Copa, o lucro virá para a Europa ou os EUA.

- Aluguel de carros é caríssimo, e, como disse um ex-presidente brasileiro, Fernando Collor, também afastado por corrupção, os carros brasileiros são carroças, sem os principais itens de segurança.

- Muito cuidado ao dirigir, o trânsito é uma selvageria. Sinalização, quando existe, é exclusivamente em português.

- Ônibus lotados a toda velocidade, dividem faixas com carroças, mendigos que puxam carros de ferro-velho, motoqueiros cruzando faixas sem sinalizar, pessoas xingando, engarrafamentos de horas. Em São Paulo chega a passar de 300km de engarrafamento, dentro da cidade, o maior da humanidade.

- Faixa de pedestre não serve para nada, não espere que os carros parem. Atropelam, matam e fogem.

- Não tente andar de bicicleta, será atropelado ou roubado.

- As estradas estão caindo aos pedaços, sem sinalização e o número de mortes em acidentes de trânsito em 2008 foi de 57.166, na França, 399, ou seja, quase 15.000% a mais de mortes, e levando em conta que no Brasil não há acidentes por neve ou gelo na pista.

- Apesar do Brasil ser autossuficiente em petróleo e estar do lado de países da OPEP, como Venezuela e Equador, a gasolina uma das mais caras do mundo, e de péssima qualidade, misturada com etanol e solvente de borracha, não há fiscalização nos postos.

- Mas o Brasileiro defende o monopólio do petróleo. É o único país do mundo onde os consumidores acham que o monopólio é bom para o consumidor, e não para o monopolista.

- Não existe transporte fluvial, apesar de ser o país com mais rios no mundo. O Brasil deveria investir em barcos, todo ano as cidades alagam. (http://www.youtube.com/watch?v=aNHnPUcZOFA)

- As autoridades dizem que foram pegas de surpresa!

- Não há transporte por trens.

Temendo novas greves durante a Copa, Dilma monitora policiais militares



Lei e ordem A cúpula do governo Dilma Rousseff monitora o risco de novas greves de policiais militares em Estados que vão sediar partidas da Copa do Mundo, nos meses que antecedem a competição —a exemplo do movimento que terminou ontem na Bahia. O Palácio do Planalto já identificou essa possibilidade no Rio Grande do Norte, no Amazonas e em Mato Grosso. A equipe da petista avisou aos governos locais que tropas do Exército serão enviadas aos Estados, se for necessário.




Precedente O Ministério da Justiça lembrou aos governadores que há entendimento do Judiciário para que as greves sejam declaradas ilegais.




Fogo baixo Ao analisar os movimentos, o Planalto identificou que os PMs usam a proximidade da Copa para fortalecer suas demandas, mas não estariam dispostos a parar durante o evento.




FONTE - FOLHA

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Governo federal comemora permanência de Prisco na prisão


O governo federal teria comemorada a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região de não conceder o habeas corpus para o vereador Marco Prisco (PSDB), líder da greve da PM, de acordo com a coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo (confira no tópico Tolerância). Prisco está detido desde a última sexta, 18, um dia após finalizar o movimento grevista na Bahia.

Depois do juíz do TRF alegar que não tinha competência para julgar o pedido de habeas corpus, defesa de Prisco encaminhou a solicitação para o Supremo Tribunal Federal (STF). O processo será analisado pela ministra Cármen Lúcia, que ainda não se pronunciou, de acordo com o diretor da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra), Fábio Brito.

"Pode sair a qualquer momento ou não sair. Hoje é o último dia do plantão (do feriado) e esperamos que a ministra devolva para distribuição do STF com a deliberação pela soltura de Prisco. Se isso não acontecer, vamos lutar para liberá-lo durante a semana", diz Brito.

De acordo com nota divulgada pela Aspra, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) encaminhou o conselheiro federal do órgão, Aldemario Araújo Castro para acompanhar a situação do vereador no presídio federal da Papuda, em Brasília.


Entenda o caso

Prisco foi detido por crime político contra segurança nacional. A detenção foi solicitada pelo Ministério Público Federal (MPF) citando crimes que teriam sido cometidos durante o movimento de 2012. Após a prisão, o governo estadual alegou que não tem participação na detenção do líder dos PMs.

Os policiais militares ameaçaram retomar a greve em represália a prisão de Prisco, mas a situação foi contornada e lideranças dos PMs descartam qualquer movimento. 

"O movimento acabou em acordo feito com o Comando da corporação (PM). Cumprimos nossa palavra e vamos manter nosso discusso de não paralisar. Temos um compromisso com a sociedade. Se o governador (Jaques Wagner) não cumpriu é problema dele".

Fonte: A Tarde

Análise: Crise da PM na Bahia sai do roteiro e desafia governos petistas


A sucessão dos fatos na atual crise de segurança pública na Bahia mostrou que o cenário ainda está fora do roteiro planejado pelos governos federal e do Estado. 

Temendo mais greves de PMs em outros Estados às vésperas da Copa, o Planalto entrou em campo logo no primeiro dia de greve, em auxílio ao petista Jaques Wagner.

Com tropas federais nas ruas e a cúpula da segurança nacional em Salvador, veio o acordo com os grevistas na quinta-feira (17), após duas noites de saques, arrastões e explosão de homicídios.

O quadro parecia se acalmar quando o vereador tucano e líder da greve Marco Prisco foi preso pela Polícia Federal, numa operação cinematográfica da qual Wagner logo buscou se desvencilhar. 

O discurso oficial de que a prisão era por fatos de 2012 não colou entre os praças. 

A associação de Prisco fazia um jogo duplo: dizia que o recado do líder era para não retomar a paralisação, mas apontava o dedo do PT na prisão. 

Resultado: PMs se aquartelaram, e a violência avançou na madrugada de sábado (19). 

O comandante da PM, Alfredo Castro, foi buscar interlocução na madrugada com um PM deputado do PSB e com a ex-ministra do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Eliana Calmon (PSB), pré-candidata ao Senado e futura rival do petismo baiano nas eleições de outubro. 

Ontem, o governo baiano tentava isolar a questão do aquartelamento como um problema da PM. Oficiais ameaçaram demitir grevistas, e PMs voltaram às ruas na tarde de sábado em "operação tartaruga", numa espécie de greve branca. 

A crise, grande teste em 2014 para a articulação entre Planalto e Estados diante dos desafios da segurança pública deste ano, continua em aberto e com fios perigosamente desencapados.

Guarda-vidas entram em greve em Balneário Camboriú


Profissionais reclamam que estão sem receber salário desde março.

Reunião entre comando dos bombeiros e governador deve discutir assunto.


Praia Central ficou cheia neste sábado (19) (Foto: Luiz Souza/RBS TV)

Os guarda-vidas de Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, entraram em greve neste sábado (19). Eles reclamam que estão sem receber o salário referente à segunda quinzena de março. O Corpo de Bombeiros Militar colocou outros profissionais para substituí-los enquanto durar a paralisação.

Sem ter uma resposta sobre os pagamentos, os guarda-vidas paralisaram as atividades. Até as 11h15, não havia definição se eles continuariam o movimento no domingo (20). Segundo os grevistas, os salários de 16 de março em diante estão atrasados.

Guarda-vidas reclamam de salários atrasados

(Foto: Luiz Souza/RBS TV)


De acordo com o tenente Daniel Dutra, comandante da companhia dos bombeiros militares de Balneário Camboriú, os grevistas realizaram uma reunião na sexta (18), quando decidiram pela paralisação. O batalhão foi avisado e foram chamados bombeiros militares de folga para substituir os 14 guarda-vidas que estariam atuando neste sábado nos seis postos da Praia Central.

Caso a greve prossiga nos próximos dias, o batalhão utilizará a mesma estratégia de convocar bombeiros de folga.

O salário dos guarda-vidas é pago pela Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, que repassa a verba ao Corpo de Bombeiros da cidade. De acordo com o tenente, na quarta (16) foi encaminhado ao batalhão quantia para cobrir o salário dos guarda-vidas referente ao intervalo de 1º a 16 de março. O restante está atrasado.

Na próxima terça (22), haverá uma reunião entre o comando geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina com o governador do estado, Raimundo Colombo. Conforme o tenente, um dos principais tópicos discutidos será o salário dos guarda-vidas de Balneário Camboriú.

O G1 tentou contato com a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, mas, até as 11h15, não obteve resposta.

Fonte: G1

3º Protesto dos Bm's e Pm's no Espírito Santo



Mais uma vez bombeiros e policiais foram à orla marítima da Praia de Camburi denunciar o descaso com a segurança público feita pelo governador Renato Casagrande. 478 homicídios registrados neste trimestre pelo governo do estado do Espírito Santo. Um aumento de 12,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Apesar de serem números oficiais são irreais pois a Secretaria de Segurança Pública não considera roubo seguido de morte, lesões corporais seguido de morte e encontro de cadáver como homicídio. Um absurdo.

Os nomes das vítimas são omitidos propositadamente para que a população capixaba acredite que estas mortes são todas em decorrência de tráfico de drogas. Uma vergonha o que o governo Casagrande faz com o único objetivo de tentar reduzir índices de criminalidade no papel. Nem desse modo estão conseguindo.

Esse Movimento das Cruzes é organizados por bombeiros, policiais capixabas e familiares das vítimas desses homicídios justamente para denunciar estes fatos e também para denunciar o excesso de trabalho a que são submetidos os trabalhadores da segurança pública por não existir uma política pública de segurança no ES. Trabalham de sol a sol sem qualquer garantia trabalhista. Sem carga horária semanal e com salários irrisórios eles são desprovidos de qualquer outro direito de trabalhador. Bombeiros e policiais eles estão no limite.

As corporações convivem com outra triste marca: já computam três suicídios registrados nos últimos 5 meses e uma tentativa de suicídio. Tal marca trágica não acontecia há 10 anos atrás. Não queremos que a próxima vítima seja você. Estamos fazendo a nossa parte. Faça também a sua. Participe e nos ajude com idéias de como podemos alcançar nossos objetivos.









sábado, 19 de abril de 2014

PGR quer opinar no recurso da defesa do líder das greves da PM na Bahia

Pedido se dá em virtude dos tipos de crimes pelos quais Marco Prisco responde


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou, na tarde deste sábado (19), ofício ao desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) solicitando que ele seja informado imediatamente do habeas corpus impetrado pela defesa de Marco Prisco Caldas Machado, preso nesta sexta-feira (18) na Bahia e transportado para Brasília, onde se encontra isolado no Presídio da Papuda. 
Requereu ainda que o representante do MPF que atua perante o TRF-1 - membro da Procuradoria Regional da República da 1ª Região - seja intimado para manifestar-se nos autos, ainda que em breve prazo fixado em horas.O pedido para que o PGR seja comunicado se dá em virtude dos tipos de crimes pelos quais Marco Prisco responde em denúncia proposta pelo Ministério Público Federal na Bahia, e na qual foi determinada a sua prisão. Trata-se de crimes previstos da Lei de Segurança Nacional (7.170/1983) e no Código Penal "em detrimento de bens, serviços ou interesses da União ou de suas entidades autárquicas ou empresas públicas". Tais crimes são processados pela Justiça federal.
Na segunda nota divulgada neste sábado, a PGR explica que aprisão do líder do movimento grevista da Polícia Militar baiana deu-se em decorrência de mandado expedido pelo juiz titular da 17ª Vara Federal da Seção Judiciária da Bahia, e "fundou-se na necessidade de garantia da ordem pública"."O denunciado liderou três greves ilegais de policiais militares no estado da Bahia e de consequências negativas para a população baiana. Apenas entre os dias 16 e 18 deste mês de abril, período em que os policiais militares interromperam suas atividades, mais de cem pessoas foram assassinadas em Salvador, além de terem sido praticados saques, 'arrastões', roubos e a restrição ao direito de ir e vir dos cidadãos.

Governo prepara plano rápido contra greve durante a Copa

Na Bahia, vereador que liderou a paralisação da Polícia Militar foi preso pela PF

O DIA
Brasília - Preocupado com ameaça de greve em vários setores estratégicos durante a Copa do Mundo, o governo estuda um plano rápido a adotar para frear esses movimentos. Apontado como o líder da greve da Polícia Militar na Bahia, o vereador Marco Prisco (PSDB) foi preso na tarde desta sexta-feira (18) O Palácio do Planalto avaliou como positiva a reação rápida do governo federal à paralisação da Polícia Militar baiana. O movimento, que durou três dias, terminou na quinta-feira, assim que chegaram integrantes da Força Nacional e das Forças Armadas à Bahia, a pedido do governador Jaques Wagner (PT). Ontem, apontado como o líder da greve da PM baiana, o vereador Marco Prisco (PSDB) foi preso pela Polícia Federal.
Os policiais militares aceitaram basicamente o que o governo do estado tinha oferecido antes. Houve pouca alteração substancial no acordo que encerrou a paralisação. O governo considerou a resposta à greve um teste positivo e poderá a usar a mesma estratégia na Copa, segundo o Blog do Kennedy, abrigado no Portal iG.
Governadores de estados em que há rumores de eventuais paralisações estão sendo estimulados pelo Planalto a seguir o exemplo de Jaques e pedir reforço imediato de tropas federais. O governo federal elaborou um plano de pronto atendimento a esse tipo de reivindicação.
A estratégia do governo é carimbar como oportunistas e chantagistas eventuais greves de policiais ou de outros setores do funcionalismo que usem a Copa para pressionar governantes.
Em entrevista ao ‘Jornal do SBT’, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o governo tem “um plano de contingência” para um cenário de onda de greves pré-Copa. Exemplo: medida para evitar que uma greve de policiais federais dificulte o controle de passaportes dos estrangeiros que virão para o evento.
“O policial saberá entender que uma hora é hora da sua reivindicação. Outra hora é hora de jogar junto com toda a sociedade brasileira para que a gente tenha uma excelente Copa”, disse Cardozo.
A prisão preventiva do vereador Prisco por 90 dias faz parte de uma ação penal contra sete acusados por diversos crimes na greve de 2012. Ele é diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra). Prisco foi transferido ontem para o Presídio da Papuda, em Brasília.
Segundo a Secretaria de Segurança, foram registrados 59 homicídios em Salvador e região metropolitana durante a greve de três dias.

Dobra o número de salvamentos marítimos nas praias do Rio

Em um ano, atendimentos dos Bombeiros saltaram de 4.021 para 8.081. Número de óbitos na praia diminuiu de 13 para 8 no mesmo período.
19/04/2014 07h07 - Atualizado em 19/04/2014 07h07
Por Daniel Silveira
Do G1 Rio
Previsão da Marinha do Brasil é que as ondas atinjam até 2 metros de altura (Foto: Bernardo Tabak / G1)
Entre 2012 e 2013, houve formação de muitas ondas (Foto: Arquivo/ G1)
Ao longo de 2013, o Corpo de Bombeiros realizou 8.081 salvamentos no mar nas praias do Rio. O número é superior ao dobro dos atendimentos realizados no ano anterior, que foi de 4.021. “Isso está diretamente relacionado às condições do mar”, afirmou o tenente-coronel Marcelo Pinheiro, comandante do 3º Grupamento Marítimo de Copacabana.
O tenente coronel disse que entre o final de 2012 e o início de 2013 "o mar balançou", que significa a formação de muitas ondas. “Foram cerca de 300 salvamentos por dia”, disse. Ele destacou que a temperatura das águas, o clima, a alta frequência de banhistas nas águas e o perfil deles são outros fatores que podem ter contribuído para o aumento de casos.
O comandante ressaltou ainda que nem todas as ocorrências de salvamento marítimo podem ser consideradas como afogamento. “Um pessoa pode ter tido uma câimbra e precisou de ajuda para sair do mar”, disse. Conforme levantamento do Corpo de Bombeiros feito em 2012, 13 pessoas morreram afogadas nas praias da capital. Em 2012 o número caiu para 12.
Para o diretor-geral do Hospital Miguel Couto, na Zona Sul, Luiz Alexandre Essinger, o abuso no consumo de bebidas alcoólicas pelos banhistas pode ser um dos fatores que também explique esta escalada. “Nos últimos anos essa questão do [abuso no consumo] álcool tem sido mais comum entre os pacientes afogados. No passado não era comum os adultos beberem na praia", comentou Essinger.
O Miguel Couto também registrou aumento no número de casos de afogamentos. Em 2012 foram 25 casos, enquanto 2013 foram 33. Segundo o diretor da unidade, a maioria das vítimas socorridas lá é carioca, do sexo masculino e com idade média na faixa dos 30 anos. O mesmo perfil é apontado pelo Corpo de Bombeiros.
Perigo no mar
“Eu sempre digo que o mar nunca está tranquilo. O mar sempre exige cuidado. E vale destacar que água na linha da cintura já é sinal de perigo”, alertou o tenente-coronel Marcelo Pinheiro. "A gente sempre gosta de frisar que não importa a profundidade da água. Um palmo pode ser suficiente para se afogar", completou o médico Luiz Alexandre Essinger.

Pinheiro destacou que grande parte dos afogamentos estão associados às “correntes de retorno”. Segundo ele, isso ocorre após uma sequência de ondas que provoca aumento instantâneo do volume de água que torna uma profunda uma parte até então rasa. “Pode haver quatro ou cinco afogamentos simultâneos nesta situação”, destacou.
Lesão cervical
Além de alertar para o risco de afogamento mesmo em águas rasas, o diretor do Hospital Miguel Couto, Luiz Alexandre Essinger alerta para um perigo grave. Segundo ele, são frequentes os casos de banhistas que saltam no mar e batem com a cabeça na areia sofrendo lesão na coluna cervical que pode levar, até mesmo, à tetraplegia (paralização dos movimentos de membros superiores e inferiores do corpo).
“São casos que impressionam muito porque, geralmente, as vítimas são pacientes mais jovens e essa paralisia é um peso muito grande para elas e para a família”, disse Essinger. O tenente coronel do Corpo de Bombeiros Marcelo Pinheiro também destacou este tipo de acidente. “Com a maré baixa as pessoas ficam no raso pegando jacaré [deixar-se levar pelas ondas até a areia] e acaba batendo com a cabeça no fundo. Isso pode acabar com a vida”, alertou.
Dicas de banho seguro
Para evitar acidentes no mar, o Corpo de Bombeiros orienta os banhistas a:
- respeitar as placas de aviso instaladas nas praias
- respeitar os apitos dos guarda-vidas
- se tiver dúvida sobre as condições do mar, perguntar ao guarda-vidas
- evitar o consumo de bebidas alcoólicas antes de entrar no mar
- evitar se alimentar em excesso e mergulhar em seguida
- evitar mergulhar de cabeça sem ter a real dimensão da profundidade da água
- redobrar a atenção com as crianças na água
Dois salva-vidas resgatam um homem na Praia do leme, na Zona Sul (Foto: Bernardo Tabak/G1)

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Líder da greve da PM na Bahia é preso, segundo MPF

Apontado como o líder da greve da Polícia Militar na Bahia, o vereador Marco Prisco (PSDB) foi preso na tarde desta sexta-feira (18) em um resort em Costa de Sauípe, no Litoral Norte do estado, segundo informações do Ministério Público Federal (MPF).


A prisão preventiva foi determinada pela Justiça Federal na terça-feira (15), informou o MPF, que fez o pedido nesta segunda.

Segundo a decisão da 17ª Vara Federal, a prisão é baseada nos artigos 311 a 313 do Código de Processo Penal, visando a "garantia da ordem pública", e deverá ser cumprida por 90 dias "em estabelecimento de segurança máxima".

O MPF afirma que ele somente pode recorrer ao Supremo Tribunal Federal. O pedido faz parte de uma ação penal contra sete acusados por diversos crimes na greve de 2012, que foram denunciados no ano passado.

A Polícia Federal informou em nota que a prisão ocorreu em Costa do Sauípe, com apoio da Polícia Rodoviária Federal e da Aeronáutica. Segundo a PF, ele será transferido para o Presídio Federal de Brasília (Complexo da Papuda) nesta tarde.

Prisco é vereador e diretor-geral da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares no Estado da Bahia (Aspra).


Após assembleia realizada entre líderes do movimento e PMs em Salvador, Prisco afirmou que a categoria conseguiu um aumento de 25% no soldo (remuneração específica dos policiais) para o administrativo da PM; de 45% para o operacional e de 60% para motoristas. Também foi aprovada a extinção do Código de Ética, nova discussão sobre o plano de carreira e fim do curso de cabo.

Para Fábio Brito, vice-presidente da Aspra, a “prisão é arbitrária". "Ele é vereador eleito, tinha que ser domiciliar ou na Câmara de Vereadores, e não em presídio de segurança máxima. É o que garante a Constituição. É um absurdo”, afirmou ao G1.

O Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA) fez a denuncia de sete envolvidos na greve da Polícia Militar (PM), entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro de 2012, entre eles Marco Prisco (PSDB), ex-soldado da PM, líder do comando grevista e atual vereador de Salvador, e Gilvan Souza Santana (PT do B), soldado e vereador em Jequié (358 km de Salvador).

Os outros denunciados são o cabo Jeoás Nascimento dos Santos, os soldados Josafá Ramos dos Santos e Jeane Batista de Souza, o líder da greve dos Bombeiros no Rio de Janeiro, Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, e David Salomão dos Santos Lima, de Vitória da Conquista.

Segundo a denúncia do MPF, os sete denunciados formaram uma quadrilha armada com objetivo de “lesar e expor a perigo o Estado”.


QUE DEUS ESTEJA NA FRENTE DE MAIS ESSA BATALHA!

FORÇA A TODOS AQUELES QUE LUTAM PELA DIGNIDADE DE UMA CATEGORIA.

PEDIMOS ORAÇÕES A TODOS OS AMIGOS, PARA QUE TUDO SE RESOLVA DA MELHOR MANEIRA POSSÍVEL!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

OBRAS - BRASIL UM PAÍS DE TODOS?

- O Brasil foi o país que teve mais tempo na história de todos os mundiais para prepará-lo: 7 anos, mas o Brasil é o mais atrasado.

- O Francês Jérome Valcke, secretário geral da FIFA criticou o Brasil pelos atrasos. O governo brasileiro disse que não conversaria mais com Jérome Valcke.

- A França teve apenas 3 anos, e finalizou as obras 1 ano e 2 meses antes.

- A África do Sul teve 5 anos, e terminou com 5 meses de antecedência.

- Há pouco mais de 3 meses da Copa, o Brasil ainda tem que fazer 15% do previsto.

- O custo do “Stade de France” foi de 280 milhões de Euros(o mais caro da França), uma vergonha se comparado ao “Olimpiastadium” sede da final da Copa da Alemanha em 2006, que consumiu menos de 140 milhões de Euros.

- Mas perto do Brasil isso não é nada. Cada estádio custa em média mais de 1/2 bilhão de Euros.

- E o dinheiro sai do bolso do Brasileiro. Tudo é financiado com recursos públicos. Na França tudo foi financiado com recursos privados.

- Mas o custo não é alto porque os trabalhadores recebem muito. Os trabalhadores recebem salários de fome.

- As empreiteiras é que ganham muito e há muita corrupção para os políticos.

- Não há segurança para os trabalhadores, acidentes e mortes são comuns. Na França o número de mortes nas construções foi 0(zero)

- Mesmo com os milhões a mais, os Estádios são ruins.

- Em 2007 o Brasil construiu um estádio para o Panamericano do Rio e homenageou quem???? Um diretor da FIFA, um brasileiro, corrupto para variar: João Havelange! No Brasil corruptos recebem homenagens.

- O estádio era tão ruim que não durou nem 6 anos. Isso mesmo, 6 anos….

- Hoje o estádio está interditado e não recebe mais jogos. Detalhe: custou mais de 150 milhões de Euros(mais do que o Estádio do Olympic de Marseille), e hoje serve de ninho para pombos.

- Na França, os Estádios são multi-uso, servem para competições olímpicas, jogos de Rugby, e são centro de lazer, com lojas e restaurantes e estacionamento nos outros dias da semana. No Brasil são usados só para jogos.

- Em Brasília estão construindo um Estádio para 68.000 pessoas, sendo que o time local está na quarta divisão do campeonato brasileiro e tem média de público de 600 pagantes. Tudo com financiamento público.

- Em São Paulo há 2 estádios, Morumbi e Pacaembú, ao invés de reformá-los, construíram um 3o. estádio, Itaquerão, 23km do centro da cidade e sem metrô até lá.

- O ex-presidente Lula, torcedor do Corinthians, empenhou-se pessoalmente para que construíssem este estádio em vez de reformar um dos outros 2 já existentes.

- Exceto seus correligionários, ninguém acredita que Lula foi movido por amor ao “Timão” .

- Lula é amigo íntimo de Marcelo Bahia, Diretor da Odebrecht, vencedora da licitação. Um reforma custaria menos de 100 milhões de Euros, um novo estádio tinha previsão de custo inicial de 300 milhões de Euros (mas já passou de 500 milhões) um dos mais caros da história da humanidade. Lula e Marcelo são constantemente vistos em caríssimos restaurantes de Paris, tomando bons vinhos franceses. Lula, claro, se declara socialista.

- Este estádio é igualmente ruim, alagamento, péssima infraestrutura, e antes mesmo de inaugurar já caiu, matando funcionários. (http://oglobo.globo.com/esportes/video-mostra-momento-do-acidente-no-itaquerao-10911765)

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Sepetiba pede socorro - Destacamento 5/M - 2º GMar

Com bebedouro com filtro sem trocar por tempos, sujo como se fosse de uma oficina mecânica; caixa d'água suja por mais de anos, sem tampa e de amianto; cozinha que não fecha a porta, não fechando, também a janela, dando acesso a gatos para frequentar o ambiente no período da noite; Destacamento mal acabado; Comida é carne moída e peixe de baixa qualidade; O lixo é colocado no carrinho de mão, pois não existe lixeira; Refresquera não funciona; o café da tarde é o pão requentado e sem ceia; o alojamento feminino cheio de infiltração; mas tendo como prioridade o Gabinete do Comandante do destacamento, sendo que, o mesmo comandante não aparece no quartel, ficando sempre no CBA 11 - RECREIO, tendo este lugar como clube, não atuando como tal, mas somente deixando o quartel na mão do SubTen para administrar, sendo assim, deveria dar o DAS para o SubTen.

Mediante ao exposto, perguntamos ao Cmt do CBA XI: 

Qual a prioridade, o gabinete que não é frequentado pelo Comandante do Destacamento ou o bom andamento do serviço operacional e administrativo?





















PARABÉNS AOS NOVOS RECRUTAS - JUNTOS SOMOS FORTES