segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Pezão e Crivella em guerra por 4,1 milhões de votos no segundo turno





Mais de um terço dos eleitores do estado do Rio não foram às urnas no dia 5 de outubro ou votaram BRANCO ou NULO para o governo do estado. Juntos, eles somam 4.142.231 de votos (2,4 milhões não votaram, 1,1 milhão votou nulo e 592 mil optaram pelo voto em branco), mais do que os 3.130.534 obtidos pelos cinco candidatos que não foram para o segundo turno. A uma semana dos brasileiros voltarem às urnas, esta fatia do eleitorado pode ser a diferença entre a vitória e a derrota e tem mobilizado os dois postulantes ao Palácio Guanabara.

— A radicalização, o marketing do conflito adotado por Marcelo Crivella (PRB)e Luiz Fernado Pezão (PMDB) no segundo turno, é uma forma de mobilizar o eleitorado a buscar os que se abstiveram ou votaram branco e nulo. Quando Pezão diz que Crivella é testa de ferro do bispo Macedo, ele mobiliza os que não gostam do bispo a buscarem votos para ele. Quando Crivella diz que Cabral está por trás do Pezão, mobiliza os críticos do Cabral a combater a eleição do Pezão — explica Cesar Romero Jacob, professor da PUC.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, o percentual de brasileiros que sequer foram às urnas no estado do Rio saltou de 17,36%, na última eleição, para 20,11%. O índice de abstenção é superior à média nacional, de 19,3%.

Procurado pelo EXTRA, Crivella, que tem o apoio dos candidatos derrotados Anthony Garotinho (PR)e Lindberg Farias (PT), se surpreendeu com o índice dos sem candidato.

— Este número de eleitores que preferem não votar é vexatório para a classe política. Tenho procurado motivar este eleitorado a participar do processo durante as minhas caminhadas e no meu programa político. Mas não é uma tarefa simples — afirma Crivella.

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) não revelou como pretende conquistar essa fatia do eleitorado:

— Se omitir não é uma boa prática porque a pessoa pode deixar vencer um gestor que pode trazer prejuízos — disse.

Capital tem a maior abstenção

A maior taxa de abstenção entre os dez maiores colégios eleitorais do estado foi registrada na capital, onde 1.037.516 não foram às urnas, o equivalente a 21,47% do eleitorado. Na cidade, que tem 4,8 milhões aptos a votar, 1,7 milhão não foram às urnas ou votaram branco ou nulo.

Segundo Cesar Romero, a falta de identificação dos moradores da Zona Sul, da Barra e da Tijuca com os postulantes é um dos fatores que podem explicar o maior índice de abstenção na capital.

— Nas últimas três eleições, este eleitorado se identificou com Benedita da Silva (2002), Denise Frossard (2006)e Fernando Gabeira (2010). Esse eleitorado não se viu representado agora — diz Romero.

‘As promessas são sempre as mesmas’

— Não votar é uma forma de mostrar meu descontentamento. Desde o meu primeiro voto, no início dos anos 90, os candidatos fazem as mesmas promessas no período eleitoral. Eles sempre dizem que, se eleitos, oferecerão Saúde e Educação de qualidades e segurança. Mas a gente não vê melhorar após as eleições. Não votei no primeiro turno porque não me identifiquei com as propostas de nenhum candidato. E também não confio na urna eletrônica. Agora, no segundo turno, vou fazer a mesma coisa. Não voto no Pezão porque ele representa o Cabral, o PMDB e série de escândalos. E não voto no Crivella porque a mistura de política com religião é péssima, prejudica políticas públicas importantes, como prevenção ao HIV e redução de danos para usuários de drogas. Ou seja, melhor não sair de casa — desabafa o ator Cazu Barros.

Fonte: EXTRA

domingo, 19 de outubro de 2014

E AGORA? COMO EXPLICAR A FAMÍLIA DO PROFESSOR MICHEL CORDEIRO (mãe, pai...) ? DE QUEM É ESSA RESPONSABILIDADE?





Bombeiros retomam buscas por desaparecido na Praia da Reserva, RJ

Botes e motos aquáticas são utilizados nas buscas.
Irmão do desaparecido disse estar desesperado.


Professor de história que desapareceu no mar da Praia da Reserva com sua esposa (Foto: Arquivo pessoal)Professor de história que desapareceu no mar da
Praia da Reserva com sua esposa (Foto: Arquivo
pessoal)
Bombeiros do Grupamento Marítimo da Barra da Tijuca e do Grupamento de Buscas e Salvamentos retomaram na manhã desta sexta-feira (17) as buscas pelo professor de história Michael Cordeiro da Silva, de 30 anos, que desapareceu na quarta-feira (15) no mar da Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio. Segundo a corporação, estão sendo usados botes, motos aquáticas, além de um grupo de mergulhadores e uma equipe de guarda-vidas.

Fellipe Cordeiro, irmão da vítima, disse ao G1que Michel é evangélico, não bebe, não fuma e que sabe nadar.
“Estou desesperado, meu irmão sumiu. Fiquei a tarde inteira acompanhando as buscas. Ele foi para essa praia só com um amigo do trabalho no dia dos professores quando entrou no mar e desapareceu", disse Fellipe.
O Corpo de Bombeiros ainda  informou que foram feitas buscas durante toda a tarde da quinta-feira (16). Ainda segundo a corporação, aeronaves não estão sendo utilizadas pois estão empenhadas nas ações de combate aos focos de incêndios florestais que atingem a Região Serrana.
Fonte: G1


sábado, 18 de outubro de 2014

DENÚNCIAS NO MINISTÉRIO PÚBLICO - VAMOS APURAR?






OBRIGADO

Família SOS BOMBEIROS, nosso evento ontem na ABI foi um sucesso, com a presença de parlamentares, autoridades, representantes dos professores, garis, médicos, estudantes, agentes penitenciários, guardas municipais, policiais civis e militares, servidores da saúde, bombeiros civis....

Ontem foi uma dia marcante para a retomada da organização e luta dos servidores públicos no Estado do Rio de Janeiro. Não desistimos de lutar, muito pelo contrário, ESTAMOS PRONTOS!

EM BREVE VÍDEOS DO EVENTO!




Obrigado à todos amigos e amigas que compareceram ontem na ABI (Associação Brasileira de Imprensa) e prestigiaram nosso evento de agradecimento e organização dos próximos passos.
Esse mandato é de todos nós, cidadãos, estudantes, trabalhadores, oprimidos, perseguidos e humilhados por esse sistema arbitrário e ditatorial. 

A cadeira de Deputado Federal é nossa, é de todos nós!!! Obrigado por tudo.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

PRISÃO DE MESAC, MAIS UMA PERSEGUIÇÃO

ESTÁ CHEGANDO A HORA!!!

17 de outubro (SEXTA), 18H - PRÉDIO DA ABI, 
RUA ARAÚJO PORTO ALEGRE 71 – CENTRO


SENHORES!! MAIS UM DIA “D” entre muitos outros que virão!!!! Esse é o momento que estava reservado para nós NOS REENCONTRARMOS E DARMOS JUNTOS UM BRADO DE VITÓRIA E FORMALIZAR UM AGRADECIMENTO A TODOS QUE SEMPRE ESTIVERAM CONOSCO. 


É o momento de estarmos juntos como sempre, só que nesse momento se faz necessário o tal do CALOR HUMANO!!! Provamos e comprovamos O SABOR DA NOSSA COLETIVIDADE NAS URNAS!!! NESSE PLEITO QUE QUEBROU PARADIGMAS E RESGATA HOMENS DE BEM PARA UM CAMINHO COMPATÍVEL, pois é a forma que mostramos FORÇA E UNIÃO. Com toda estratégia forjada para nos denegrir, cai, caiu e sempre cairá por terra, pois só os cegos espiritualmente não enxergam a mão de DEUS na nossa empreitada!!!! 


CHEGA DE BAIXEZAS POLÍTICAS... NOSSA LUTA É LIMPA E ASSIM PERMANECERÁ!!!! Ainda temos muito que caminhar, mas já temos uma ferramenta importantíssima, que é a NOSSA CADEIRA LÁ EM BRASÍLIA!!!!!


...INFELIZMENTE, PELA NOSSA IMATURIDADE POLÍTICA PODERÍAMOS TER FEITO UM ESTADUAL TAMBÉM, MAS AS COISAS JÁ ESTÃO SE APRUMANDO E TEREMOS MUITOS PLEITOS ADIANTE!!! PENSAREMOS PARA FRENTE!!!!




COM TODA CERTEZA, JÁ SABEMOS QUEM ESTÁ DO NOSSO LADO, DO LADO DA TROPA, DO LADO DOS POUCOS RECURSOS, DA PORTA ESTREITA, DOS QUE FIZERAM O MÁXIMO E O MÍNIMO, MAS O FIZERAM EFICAZMENTE PARA A OBTENÇÃO DE ÊXITO EM MAIS ESSA BATALHA.... 


POIS A ESSÊNCIA DO SOSBOMBEIROS.COM FOI DISSEMINADA NA TROPA E NA POPULAÇÃO, ALCANÇOU DO ESCAÇO NÚMERO DE SOLDADOS ATÉ A EXAGERADA TROPA DE CORONÉIS!!! 


Nós temos um mandato e a nossa UNIÃO, essa última é incontestavelmente a nossa maior demonstração de VITÓRIA AO LONGO DESSES ANOS!!! É POR ISSO QUE A NOSSA UNIÃO DEVE PREVALECER, SEREMOS INFINITAMENTE VITORIOSOS!!! PROVAMOS QUE QUEM DESUNE É FRACO E QUE JUNTOS SOMOS FORTES!!! 


OBS: TRATAREMOS DE ASSUNTOS DE INTERESSE DA TROPA E DA SOCIEDADE (SAÚDE/SEGURANÇA/EDUCAÇÃO)!!! JSF 


#união #pleitodeverdade #vitória #JESUS 




FONTE: YELLOW SUBMARINE

Servidores públicos realizam debate na ABI, nesta sexta


Bombeiro chorando durante o movimento grevista (Foto: Reprodução http://coronelsaintclair.blogspot.com.br/)

Representantes do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe) promovem um debate nesta sexta-feira, dia 17 de outubro, às 18h, no 7º andar do edifício-sede da ABI, no Centro da Cidade. O encontro reunirá jornalistas, parlamentares, estudantes e representantes das áreas de saúde, da educação e de segurança do Estado do Rio de Janeiro.

Entre as presenças importantes, está o cabo bombeiro Benevenuto Daciolo, que ganhou projeção nacional ao liderar o movimento da categoria em uma greve por melhores salários e condições de trabalho, realizada em 2011. Daciolo e outros cinco bombeiros foram presos durante nove dias no presídio de Bangu 1, por determinação da juíza Ana Paula Monte Figueiredo Pena Barros.

Os cinco bombeiros, entre eles, um major, dois capitães, um sargento e um cabo (Daciolo), foram acusados pela corregedoria da corporação de incitamento à prática de crimes militares, como descumprimento de missão, deserção e recusa de obediência.

No pleito do último dia 5, o cabo bombeiro Benevenuto Daciolo foi eleito deputado federal pelo Psol com 49.831 votos.

— A vitória é fruto do meu trabalho e da minha luta em defesa dos trabalhadores. A maioria dos meus eleitores são homens e mulheres que atuam na segurança pública, o que muito me honra, disse Daciolo.

Fonte: ABI.org

terça-feira, 14 de outubro de 2014

DIA 17 DE OUTUBRO AS 18:00 HORAS - PRÓXIMOS PASSOS


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE IMPRENSA
RUA ARAUJO PORTO ALEGRE 71 CENTRO

Apenas uma das seis aeronaves para combate a incêndios consegue chegar a Petrópolis

Nebulosidade e fogo dificultam voos. Ponto mais crítico é o Parque da Serra dos Órgãos

POR JAQUELINE RIBEIRO / TAÍS MENDES



Incêndio em mata em Petrópolis - / Divulgação

PETRÓPOLIS - Focos de incêndio florestal e a nebulosidade provocada pela quantidade de fumaça produzida pelas queimadas, que há oito dias se alastram em diferentes bairros de Petrópolis, estão dificultando a chegada de seis aeronaves que serão usadas para ajudar a conter as chamas. Das seis aeronaves previstas para auxiliar o combate às chamas, apenas uma conseguiu chegar à cidade.

- Esperamos para esta terça-feira o auxílio de seis aeronaves. Nas primeiras horas da manhã, elas não conseguiram ultrapassar a serra porque o fogo estava atrapalhando. Uma delas conseguiu chegar agora de manhã. Ela vai atuar no Parque Nacional da Serra dos Órgãos - disse o responsável pelo Comando de Bombeiros da área Serrana, coronel Roberto Robadey Jr.

Em uma semana, o fogo já consumiu mais de 2.200 hectares – área correspondente a 2.200 campos de futebol. Ao todo, 130 homens do Corpo de Bombeiros atuam para conter as chamas em 13 pontos de vegetação. O fogo atinge áreas de mata no município de Petrópolis desde a semana passada, e chegaram a uma área dentro do parque na segunda-feira.


Brigadista lamenta incêndio em área verde de Petrópolis

O combate ao incêndio conta também com a ajuda de brigadistas do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Reserva Biológica de Araras e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em outros pontos do município.

O ponto mais crítico continua sendo o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, onde as chamas se alastraram durante a madrugada em outras direções.

- Estamos precisando de aeronaves para termos noção da grandeza do fogo e para lançar água e levar os brigadistas até os pontos de difícil acesso. Nosso pessoal está em campo. Na região em que estamos, o fogo já destruiu tudo. Nossa preocupação agora é que ele virou para o outro lado da montanha, onde fica a Estrada para Teresópolis, em Itaipava - explica o chefe do Parnaso, Leandro Goulart.


Segundo Goulart, as chamas estão concentradas no distrito de Bonfim, em Corrêas. Um balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros nesta segunda-feira revela que pelo menos 2.200 hectares de mata já haviam sido consumidos pelas chamas em Petrópolis. A área corresponde a 2.200 campos de futebol.

Segundo Leandro Goulart, uma base foi montada no Bonfim para dar apoio às operações no Parque da Serra dos Órgãos, que abriga 3.683 espécies da fauna e flora, sendo 883 delas animais – 130 dos quais ameaçados de extinção. Alguns deles se feriram e foram resgatados, mas brigadistas encontraram animais carbonizados.

O número de queimadas detectadas por satélite no estado vem crescendo no segundo semeste deste ano. De acordo com o site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em julho, foram 62 focos; em agosto, 199; em setembro, 318; e este mês, 193.

FONTE: O GLOBO

SALÁRIO x CUSTO DE VIDA - VOCÊ ACHA QUE ESTÁ GANHANDO MAL?

Bombeiros cariocas são finalistas em prêmio mundial por atuação em tragédia na Linha Amarela



Depois de resgatarem com vida cinco pessoas dos escombros de uma passarela derrubada por um caminhão na Linha Amarela, em janeiro, os bombeiros do quartel do Méier se sentiram recompensados ao receberem uma salva de palmas dos que acompanhavam o salvamento. Mas a comoção popular não foi o único reconhecimento para eles. O trabalho heroico também rendeu à equipe uma indicação à medalha Conrad Dietrich Magirus Award, uma espécie de Oscar dos bombeiros.

A competição, que foi criada em 2012 por uma empresa alemã, premia a atuação de bombeiros em desastres reais do mundo todo. Entre milhares de inscritos, os cariocas estão entre os dez finalistas, brigando contra candidatos de países como França, Áustria e Irã. O vencedor será eleito por voto popular, até domingo, no site world-of-firefighters.com.


O tenente Igor, que inscreveu a equipe, comemora com os outros bombeiros Foto: Guilherme Pinto

— Fomos os únicos do Brasil a chegar lá, o que já é incrível. Estamos confiantes na vitória, pela dificuldade da ação — diz o tenente-coronel Demétrio Saldanha, de 43 anos, comandante do quartel.

Quem inscreveu o grupo na competição foi o tenente Igor Calixto, 22 anos. Há quatro anos na corporação, ele chegou ao local cinco minutos após a primeira equipe.

— Foi, de longe, o evento de maior complexidade que já vivi. Num só acidente, tivemos que dividir a equipe. Havia carros atingidos dos dois lados da via e um pedestre que passava pela passarela e caiu dentro do canal — lembra.


Quem inscreveu o grupo na competição foi o tenente Igor Calixto, de 22 anos Foto: Guilherme Pinto

Com 24 anos de profissão, o tenente Paulo Henrique Félix de Oliveira, de 45, ficou impressionado ao chegar ao local à frente da primeira equipe.

— Era um cenário de guerra. Quem mais me chamou atenção foi uma senhora que estava presa às ferragens dentro do carro. Ao lado dela, havia um senhor já morto, e, apesar de tudo, ela se manteve calma o tempo todo — conta.

A senhora era Gláucia Pereira de Andrade, de 56 anos, que hoje se recupera das lesões causadas pelo acidente. Desde que soube da indicação dos bombeiros ao prêmio, iniciou uma campanha pela equipe.

— Peço votos para todo mundo. Eles prestaram um serviço muito bonito. Merecem essa homenagem — diz.

Ano passado, quem levou o troféu foi a corporação de Palermo, na Itália. A equipe resgatou 15 pessoas de um prédio que desabou logo depois. Este ano, os vencedores serão homenageados numa solenidade na Alemanha e ganharão dez passagens para Nova York, onde trocarão experiências com os bombeiros locais.


Glaucia: presa nas ferragens Foto: Foto enviada por leitor via WhatsApp-28/01/2014

Processo ainda tramita

O motorista do caminhão que causou o acidente na Linha Amarela, Luís Fernando Costa, de 30 anos, foi indiciado por homicídio culposo pela Polícia Civil. Além de trafegar na via em horário proibido para veículos de grande porte, ele admitiu que falava ao celular enquanto a caçamba se levantou sem que ele percebesse. No entanto, oito meses após a tragédia, o processo ainda não foi concluído. A audiência de julgamento está marcada para o próximo dia 25.

— Fico triste com a lentidão da Justiça. Parece que isso não vai terminar nunca — desabafa Glaucia, que ainda se submete a tratamento ortopédico: — Tive um amassamento de rótula (osso do joelho) e, por isso, ainda sinto muita dor nas pernas. Pelo menos já estou conseguindo andar normalmente.

Além dos heróis do Méier, outro bombeiro carioca teve a honra de levantar um troféu internacional pela corporação. Em novembro de 2012, o cabo Alexandre Fernandes, com 22 anos na época, ganhou medalha de ouro nos Jogos Mundiais de Bombeiros, em Sidney, na Austrália. Morador do Morro da Providência, ele encarou provas de força, técnica e resistência para se consagrar.



Fonte: EXTRA

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Presidente da ABMERJ é preso

Senhores (as),
     nesses próximos 10 dias SOMOS TODOS MESAC. O Presidente da nossa Associação de Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro foi mais uma preso nessa caminha em prol de DIGNIDADE, DIREITOS e agora mais uma vez LIBERDADE. A punição começou a contar hoje 13/10/2014, devido a entrevista concedida ao Programa Balanço Geral da TV RECORD. Na ocasião tivemos um Bombeiro Militar que veio a óbito após a realização de um TAF. 

     A realização e aplicação desse mesmo TAF por si só traduzem diversos questionamentos no seio da tropa, já denunciados anteriormente em nosso site. E as circunstâncias do socorro oferecido levantaram indagações entre os Bombeiros quanto a remoção do nosso companheiro para o interior do Quartel Central ao invés do Hospital Souza Aguiar.
     Mesmo com toda circunstância difícil, adversa e frágil, Mesac Eflain foi nossa voz e nos representou não se calando diante a tantas verdades. E agora o que faremos diante de mais esse absurdo? Nos calaremos? Não é possível em 2014 e respondermos por leis, códigos, estatutos e regulamentos da época da DITADURA, do regime de exceção de direitos que hoje continua oprimindo a todos nós Bombeiros.


Somos Todos Bombeiros
Somos Todos Mesac Eflain

sábado, 11 de outubro de 2014

Equipe se recusa a limpar ambulância que levou suspeito de ter ebola

Mulher diz que militares não foram treinados e não têm equipamento especial.
Em nota, o Corpo de Bombeiros disse que a denúncia não procede.

Janaína CarvalhoDo G1 Rio
 O missionário de 47 anos chegou em uma ambulância do SAMU vindo da Base Aérea do Galeão  (Foto: Fábio Tito/G1)O missionário de 47 anos chegou em ambulância do SAMU da Base Aérea do Galeão (Foto: Fábio Motta/G1)
Bombeiros do quartel do Corpo de Bombeiros da Penha, no Subúrbio do Rio, ficaram assustados na manhã desta sexta-feira (10) quando receberam a ordem para limpar a ambulância que transportou o paciente com suspeita de ebola da base aérea do Galeão para a Fiocruz. Após deixar o africano Souleymane Bah, de 47 anos, no pátio do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a viatura foi levada para o quartel e os bombeiros designados para a tarefa se recusaram a entrar na ambulância.

“Tem uma equipe que é designada para fazer a desinfecção das ambulâncias do Samu quando elas chegam no quartel. Quando essa ambulância chegou lá ficou todo mundo surpreso e revoltado. Ninguém tinha sido preparado ou submetido a treinamento para fazer essa limpeza. Os bombeiros se recusaram”, afirmou a esposa de um bombeiro que trabalha no quartel, mas que não quis se identificar.

Após deixar a África, paciente passou por duas cidades do Paraná (Foto: Reprodução / Globo)Após deixar a África, paciente passou por duas
cidades do Paraná (Foto: Reprodução / Globo)
Em nota, o Corpo de Bombeiros disse que a denúncia não procede. "A viatura utilizada no transporte do paciente fica baseada no Grupamento de Operações com Produtos Perigosos (GOPP), em Duque de Caxias, atuando exclusivamente para essa destinação e sendo tripulada por uma equipe altamente capacitada para lidar com casos como o de hoje. A remoção do material utilizado, bem como a limpeza química, foram feitas por esses mesmos militares e os resíduos foram devidamente encaminhados para a Fiocruz para incineração."
Infográfico sobre ebola, V6 (Foto: Infográfico/G1)De acordo com a mulher que fez a denúncia, os dois militares designados para fazer esse trabalho não tinham roupas específicas para realizar o procedimento e no momento que a ambulância chegou ao quartel cerca de 80 bombeiros e funcionários da unidade estavam no local. “Fiquei muito preocupada, queria que ele saísse de lá na mesma hora. Esse vírus ainda é muito desconhecido. Pode ser que esse caso não seja confirmado, mas pode haver outro e o Brasil não está preparado para lidar com isso, ao contrário do que disseram hoje na televisão”, criticou a mulher.
Após a recusa da equipe que faz a limpeza das ambulâncias normais, uma equipe do grupamento de operações com produtos perigosos, do próprio Corpo de Bombeiros, foi para fazer a desinfecção do veículo. “A dúvida, a revolta é porque não reservaram um lugar na própria Fiocruz para fazer essa limpeza lá mesmo. Sei que a profissão dele é arriscada, mas o trabalho dele é o que ele faz com orgulho e amor. Meu receio é pelo despreparo do governo, deixando essas
pessoas e suas famílias tão vulneráveis”, disse a mulher de um militar do quartel da Penha, destacando que por volta das 12h a viatura já havia passado pela limpeza e deixado o local.
Segundo a assessoria do Corpo de Bombeiros, a ambulância é previamente envelopada (seu interior é coberto por plástico, para que não haja contato dos instrumentos com o paciente). Durante o transporte, tanto o paciente quanto a equipe médica utilizam equipamentos de proteção (macacão de tyvek, protetor facial, bota, luvas, entre outros). Após o transporte, o plástico é removido e é feita limpeza com solução química na viatura. Esse material e refugos de limpeza são, então, incinerados. Ainda de acordo com a assessoria, o material descartável  serão incinerados.
Resultado em 24 horas
O africano Souleymane Bah, que está com suspeita de ebola, chegou por volta das 6h30 desta sexta-feira (10) na Base Aérea do Galeão, no Rio de Janeiro. Ele está recebendo os atendimentos básicos, como a medição de temperatura e pressão, e está sob isolamento. Os médicos do instituto devem colher uma amostra de sangue ainda na manhã desta sexta para realizar testes que devem comprovar  se o africano possui ou não a doença. O resultado do exame fica pronto em até 24 horas.
A amostra colhida será enviada para teste no Instituto Evandro Chagas de Belém, no Pará. Segundo assessoria, a Fiocruz é referência somente no atendimento a doenças infecciosas. Souleymane, de 47 anos, é de Guiné, na África Ocidental, e até quinta-feira (9) estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) II, no bairro Brasília, em Cascavel, no oeste do Paraná.
O africano veio para o Brasil na condição de refugiado e, de acordo com o documento expedido pela Coordenação Geral de Polícia de Imigração, ele pode permanecer no país até o dia 22 de setembro de 2015.
(Abaixo, o infectologista Luiz Carlos Pereira Junior, diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, esclarece dúvidas sobre o ebola no Jornal Hoje.)

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

MILITARES NO PSOL - REINCLUSÃO DOS 63




ASPECTOS IMPORTANTES SOBRE OS 63 MILITARES


NO MOMENTO DA INSTAURAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS QUE RESULTARAM NAS EXCLUSÕES, O QUE OCORREU 10 (DEZ) ANOS APÓS O CONCURSO E 08 (OITO) APÓS A POSSE DOS MILITARES, OS FATOS JÁ HAVIAM PRESCRITO - ENTENDIMENTO JUDICIALMENTE RECONHECIDO EM FAVOR DOS OFICIAIS ACUSADOS DE SEREM OS MENTORES DA MESMA SUPOSTA FRAUDE.

OS PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS FORAM LIMITADOS A UMA SINDICÂNCIA SUMÁRIA, NA QUAL OS MILITARES RESPONDERAM A PERGUNTAS SOBRE POSSUIREM EM SEU PODER COMPROVANTES DO PAGAMENTO DAS TAXAS E CARTÃO DE INSCRIÇÃO DO CONCURSO, POSSUINDO TODOS OS ATOS DE EXCLUSÃO IDÊNTICA MOTIVAÇÃO E FUNDAMENTAÇÃO.

NÃO HOUVE DETERMINAÇÃO JUDICIAL NO SENTIDO DAS EXCLUSÕES E OS PROCESSOS REFERENTES AS AÇÕES CIVIS PÛBLICAS CORRELATAS SEGUEM, AINDA, EM CURSO.