quarta-feira, 11 de março de 2015

Em novo vídeo, Daciolo diz que não desistiu de incluir Deus na Constituição

Cerca de uma hora antes, a Direção Nacional do Psol emitiu nota afirmando que o parlamentar havia desistido definitivamente da proposta

O DIA

Rio - O deputado federal Cabo Daciolo postou um novo vídeo nesta quarta-feira garantindo que não desistiu de incluir o nome de Deus na Constituição Federal, mas que antes de apresentar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) vai discutir o tema com as lideranças do Psol. Cerca de uma hora antes, a Direção Nacional do partido emitiu nota afirmando que o parlamentar havia desistido definitivamente da proposta. Na postagem no Facebook, o bombeiro militar declara que defende o estado laico, mas reafirma acreditar que "Todo o poder emana de Deus". Nesta terça-feira, Daciolo foi ao microfone da Câmara dos Deputados propor alteração do artigo primeiro da Constituição que em seu texto manifesta que "Todo o poder emana do povo". 

"Eu sou bombeiro militar e sou cristão. Eu sou a favor do estado laico e sou contra a religião. A palavra laico está relacionada à independência da religião. Eu acredito que Deus é criador do céu, da terra e tudo o que há. Ele não habita em templo feito por mãos de homens. O teu corpo é templo do espírito santo de Deus. Eu venho aqui ratificar a todos que todo o poder emana de Deus. Eu quero fazer esse debate com o Psol. Eu vou ficar aguardando para fazermos esse debate no Psol. Juntos somos fortes. Deus está no controle", argumentou o parlamentar.


Em nota, também divulgada nesta quarta-feira, o partido afirmava que o bombeiro havia desistido de apresentar a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que altera um dos princípios fundamentais da Carta Magna, acolhendo "as ponderações dos colegas de bancada". A mudança viria após críticas de colegas de partido, como o deputado federal Jean Wyllys e o deputado estadual Marcel o Freixo, ambos do Psol fluminense. O vereador Renato Cinco foi ao facebook pedir a expulsão de Daciolo do partido, mas a Direção Nacional não acolheu a proposta, pelo menos até o momento. 

Nas redes sociais, a reação ao discurso do parlamentar continua forte. Uma página chamada 'Fora Daciolo' foi criada no Facebook para pedir a expulsão do parlamentar do Psol. Procurada pela reportagem do DIA, a Direção Nacional do Psol ainda não tinha uma posição sobre o novo vídeo do deputado Daciolo.

Confira a nota da bancada do Psol na Câmara dos Deputados:


"A liberdade de crença religiosa dos cidadãos, o direito ao livre exercício de cultos e a proteção à sua inviolável liberdade de consciência são algumas das garantias legais previstas na Constituição Brasileira de 1988. A nossa legislação maior – que rege a sociedade e o Estado brasileiros – garante, no seu Artigo 5º, que o Brasil é oficialmente um Estado laico. Em outras palavras: sob nenhuma hipótese haverá intervenção da Igreja no Estado, e vice-versa, entendido “igreja” como qualquer religião.

Somente um Estado laico, com posição neutra no campo da fé, pode respeitar o princípio da imparcialidade, não apoiando ou discriminando nenhuma religião, não permitindo a interferência de correntes religiosas em matérias de interesse político e social, e, sobretudo, respeitando a diversidade e cultural em toda a sua abrangência, do pertencimento de credo às diferentes expressões da sexualidade humana, do aspecto étnico às questões humanas como um todo.

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) reafirma a defesa destes princípios de respeito à diversidade e da manutenção intransigente da laicidade do Estado, sem vinculação ou submissão a qualquer manifestação religiosa, e da defesa das liberdades conquistadas e consolidadas na Constituição Federal de 1988. São elas que nos garantem a livre expressão do pensamento e nos abrem os horizontes para o desenvolvimento – longe de qualquer obscurantismo – da sociedade brasileira.

Dito isto, em reunião da bancada encerra agora há pouco, o deputado Cabo Daciolo acolheu as ponderações dos colegas, sustando a apresentação da PEC noticiada, sem prejuízo de seu debate individual sobre sua crença".

FONTE: O DIA

Um comentário:

  1. Esse Renato Cinco é um fanfarrão mesmo... Pede a expulsão do nosso Deputado pois é o primeiro suplente. Malandro da onde mesmo...???

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.