terça-feira, 3 de março de 2015

Estado demora a repassar aos bancos parcelas do consignado dos servidores

Os bancos que operam o crédito consignado dos servidores estaduais estão tendo que esperar mais para receber as parcelas dos empréstimos, descontadas diretamente dos contracheques do funcionalismo. Segundo a Secretaria de Fazenda, desde dezembro do ano passado, o estado vem pedindo mais 30 dias para repassar esses recursos às instituições financeiras. Estima-se que, em condições normais, esse dinheiro chegue aos bancos em até cinco dias úteis após os servidores receberem seus salários, dos quais as parcelas do crédito consignado são descontadas.

Considerando esse prazo, as prestações subtraídas dos vencimentos relativos a janeiro, pagos nos dias 2 (inativos) e 3 de fevereiro (ativos), deveriam ter chegado aos bancos por volta do dia 10 do mês passado, mas isso deverá acontecer somente no próximo dia 10.

A Secretaria de Fazenda informou ainda que essa prorrogação do prazo foi informado previamente às instituições financeiras e que “as providências para a regularização total dos pagamentos já estão sendo tomadas”. Desde dezembro, ainda de acordo com a pasta, o total de recursos que tiveram o pagamento adiado foi de cerca de R$ 120 milhões.

Questionado sobre os atrasos do pagamento, o governador Luiz Fernando Pezão afirmou que tudo será regularizado até o fim de março:

— Está tudo dentro do prazo conforme foi combinado com os credores. Tivemos uma série de dificuldades nos repasses que vêm para o estado. Até o fim deste mês, quero colocar todas as finanças em dia. Assim como estou conversando com cada devedor, também preciso prestar esclarecimento a cada credor que está recebendo aquilo que o Rio deve pagar.

Procurados, os bancos Bradesco, BMG, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, além da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), não se pronunciaram sobre a demora no repasse das parcelas do crédito consignado do estado.

FONTE: Extra

Um comentário:

  1. O BANCO PAN COLOCOU MEU NOME NO SERASA ALEGANDO ATRASOS NAS PARCELAS,MESMO EU COMPROVANDO ATRAVÉS DE FOLHA DE PEGAMENTO QUE OS DESCONTOS FORAM FEITOS, PROCUREI A SEPLAG E FUI INFORMADO Q O ERRO É DO BANCO, ENQUANTO ISSO MEU NOME FICA SUJO.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.