domingo, 29 de março de 2015

No RJ, PMs defendem a PEC 300 e pedem o fim das restrições de Prisco




As manifestações populares pela soltura, em definitivo, do deputado estadual soldado Prisco (PSDB) foram parar no Rio de Janeiro, na manhã deste domingo (29). Policias militares baianos que viajaram à capital carioca se reuniram em manifestação pacífica com deputados federais, senadores e policiais do território nacional, em favor da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300, que trata do fim do militarismo, e pelo fim das restrições enfrentadas pelo parlamentar.

Prisco está impedido de exercer suas atividades em totalidade já que as restrições judiciais o impossibilita de deixar a capital baiana, sair de casa entre 20 horas e 6 horas, de segunda a sexta, e nos finais de semana e feriados. 

A manifestação reuniu centenas de militares que percorreram as ruas de Copacabana dizendo palavras de ordem e com máscaras do deputado estadual, simbolizando a ida do parlamentar ao evento.


"Toda a categoria e parlamentares de todo o território nacional estão reunidos na defesa dos dois pontos. Em pleno estado democrático de direito, o parlamentar que sempre representou a categoria compre pena antes de fase sequer de instrução do processo", reclamou o coordenador da Aspra, Fábio Brito.

FONTE: BOCÃO NEWS

Um comentário:

  1. ATENÇÃO AOS ADMINISTRADORES DO GRUPO, A PEC 300 NÃO TRATA DO FIM DO MILITARISMO.
    Vamos filtrar as informações antes de postar para não prejudicar a nossa caminhada.
    JUNTOS SOMOS FORTES E NENHUM PASSO DAREMOS ATRÁS.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.