quarta-feira, 1 de abril de 2015

Pecados do deputado federal Cabo Daciolo: defender DEUS, defender militares e tirar foto ao lado de Bolsonaro. 28/03/2015




daciolo2_1943-daciolo


A eleição do Cabo Daciolo para deputado federal é mais uma prova de que o eleitorado não se guia por siglas partidárias. No Rio de Janeiro os militares e sociedade conservadora votaram em massa em candidatos hospedados em partidos ligados ao governo, como Psol e PP. Com isso, nomes como Bolsonaro e Cabo Daciolo, sem qualquer identificação com seus partidos, conseguiram angariar um número expressivo de votos.
Daciolo nessas últimas semanas defendeu a libertação dos militares acusados de assassinar o pedreiro Amarildo e fez pronunciamentos em favor de um reajuste de salário para militares das Forças Armadas. Ainda defendeu que, assim como é na Constituição Norte americana, Deus seja citado na Constituição Brasileira. Essa última proposta parece ser a que mais irritou a cúpula do PSOL.
Quanto aos militares suspeitos do assassinato de Amarildo, Daciolo diz que se ainda não foi provada sua culpa, que sejam tratados como a CF determina, que todos sejam considerados inocentes até que se prove o contrário.
É verdade que o cabo Daciolo antes de ter compromisso com o partido que o abrigou, deve ter um compromisso com seus eleitores, que em grande parte são militares e cristãos.
Um dos grandes incentivadores da expulsão de Daciolo do PSOL, ao que parece, é o vereador Renato Cinco, primeiro suplente do partido para o cargo de Deputado Federal.
Oficialmente o Cabo Daciolo já está suspenso do PSOL e deve ser julgado pela executiva nacional em maio, onde será decidido se vai ou não ser expulso.
Revista Sociedade Militar.

8 comentários:

  1. Alguem tem alguma duvida quanto esse partideco que só defende vagabundo eles querem e tomar a vaga do DEP cabo daciolo esse tal de Francisco de Alencar e o primeiro nunca fez nada para ninguém a não ser defender marginal

    ResponderExcluir
  2. Nada vai perder saindo desse partido, não endebdo pq homens tão honrados como tb o deputado Paulo Ramos estão fazendo nele.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de saber um parlamentar não pode legislar sem estar filiado a um partido porque se verifica essa situação em Itaguaí o vice prefeito assumiu a prefeitura porem esta sem partido sendo assim o nobre DEP daciolo pode sair desse pardfreixo e chicos e bichas e legislar sem partido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Putz, que asneira.... O vice-prefeito é do poder executivo... não legisla, ele assumiu o cargo de prefeito pelo afastamento do atual, não foi indicado por partido a compor comissão... quando a poder legislar é possível sim, sem apoio partidario o difícil é por em pauta o projeto....

      Excluir
  4. Pra mim isso é uma estratégia, saindo do PSOL,Daciolo fica livre pra ir pra qualquer partido,inclusive o PMDB.

    ResponderExcluir




  5. DESMILITARIZAÇÃO DO BOMBEIRO JÁ!
    Ou trabalhamos para mudar o estatuto disciplinar dos bombeiros ou lutamos para desmilitarizá-lo. Se observarmos com atenção, o maior beneficiário de haver um corpo de bombeiros MILITAR é o estado, que usa de um regulamento covarde e humilhante para um praça, para explorar a mão de obra do trabalhador de forma gratuita (pois não paga as horas extras trabalhadas pelo militar). Onde o mesmo trabalhador não tem o direito sequer de reclamar.



    ResponderExcluir
  6. DESMILITARIZAÇÃO DO BOMBEIRO JÁ!
    Chega de ficar bancando esses monte de oficiais psicopatas e ditadores nos humilhando o tempo todo. Tomem como exemplo o CBA IV soba a gestão do Coronel Douglas, que se utiliza de um regulamento covarde e humilhante para submeter e subjugar os trabalhadores espalhando um clima de terror e ameaça o tempo todo. Não somos bandidos para ser presos, somos pais de família e trabalhadores.

    ResponderExcluir
  7. DESMILITARIZAÇÃO DO CORPO DE BOMBEIROS JÁ!
    Não precisamos tomar chicotadas para fazer nosso serviço. Chega de "RQUERO". Ao invés de soldados e praças, seremos denominados como AGENTES de segurança. Aí sim trabalharemos com dignidade.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.