sábado, 6 de junho de 2015

Tortura ou Treinamento?


Venho como anonimato aos senhores com um pedido de ajuda, não por ser covarde, mas protegendo meu amado da atitude daqueles que são covardes.

Este manifesto vai parecer incomum, pois até onde me foi dito nenhum cadete jamais manifestou sua indignação publicamente, mas a intensidade de injustiça tem sido tanta, que a ideia de ignora-la e seguir em frente tornou-se inconcebível para qualquer um que preze por justiça.

Primeiramente quero relatar as condições sob as quais vivem os cadetes dentro da Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II. Para quem não sabe, eles vivem em regime de internato, ou seja, não podem voltar para casa durante os dias de semana, em muitos casos nem tampouco no final de semana. Dito isto, o que se espera é que haja ao menos um pouco de infraestrutura capaz de fornecer o mínimo de dignidade, para aqueles que se dispõe a passar 3 anos sob este regime, a atual situação é de precariedade.

Outra situação em que não posso deixar de relatar, é o tratamento em que os cadetes recebem na Academia. Os cadetes sofrem constantemente acusações injustas e por esse motivo são punidos muitas vezes injustamente, sem o verdadeiro direito de ampla defesa e contraditório.

E por último, mas não menos importante quero denunciar o descaso com a saúde física e psicológica dos cadetes. Sendo submetidos a situações extremamente exaustivas sem ter tempo de descanso, ocasionando assim problemas e saúde em muitos deles, levando-os a pegar dispensa médica, acabam sofrendo retaliação e são ameaçados de serem punidos severamente.

Novamente reitero, este é um pedido de socorro e está acontecendo nesse exato momento mais um ato de covardia, por favor alguém faça alguma coisa, pois a injustiça morreu naquele lugar.

Recebido por email

27 comentários:

  1. Infelizmente isso vai ser assim por trinta anos no mínimo, talvez vc mxm vai ser um babaca, pq isso é muito comum, as pessoas esquecem o tanto q foi ruim ser humilhado, desrespeitado e qd estão em outra posição desce o cacete, isso serve pra oficial e praça. Pra finalizar espero q o cadete de hj nao venha a ser o coronel BAbaca de amanhã, vc vai trabalhar com pai d família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto tiver Praças que não se respeitem,alguns Oficiais vão achar que todos são otários,só que se mexerem com os Praças errados,vão pagar o preço da sacanagem que fizerem.É só duvidar,pois para chorar nossas Mães que chorem a de vocês que não valem porra nenhuma. Principalmente Oficiais Superiores,que gostam de humilhar Pais de Famílias.Deixem os loucos em Paz.Ou então foda-se vocês.

      Excluir
    2. Seu comentário é típico do ignorante e do fraco. A forja do Oficial e do praça tem que ser de primeira linha. Heróis não se formam na alegria. Apesar do ingresso por concurso público, todo o serviço no CBMERJ é absolutamente voluntário. NINGUÉM é obrigado a ser BOMBEIRO MILITAR. Aqui não é casa de sindicalistas. O grande BABACA aqui é certamente você, já começando pelo anonimato.
      O que você descreveu acima chama-se mau-caratismo e isso, seguramente, se traz do berço: não se aprende no CBMERJ.
      Faça um elenco das ações em prol da comunidade e da Instituição ué você já fez! Provavelmente será só mais um daqueles que pensam que o serviço público é para dele se servir. Reflita meu jovem.

      Excluir
  2. O último apaga a luz e fecha a porta.

    ResponderExcluir
  3. Denúncia séria tem que ser apurada, mas ficar falando que "meu amado" não vem pra casa, aí é falta de vocação para a carreira militar. Até na Suécia bacana, os cadetes são forjados em internatos. Ele pode acabar com este problema é só pedir baixa e ficar livre, na UERJ, o aluno vai todos os dias para a sua casa. Seja Praça ou Oficial, pra ser realmente Bombeiro tem que ter vocação, não dá pra vir para o CBMERJ atrás somente de estabilidade. Não defendo injustiça de jeito nenhum.

    ResponderExcluir
  4. Trabalho na academia e vejo o que os cadetes passam, tem oficiais que tratam os alunos com total falta de respeito, não deveriam estar trabalhando ali.

    ResponderExcluir
  5. Daqui vinte anos é coronel full sem ter que fazer nenhum concurso,ainda quer moleza no primeiro ano.É mole?

    ResponderExcluir
  6. Sou Oficial moderno do CBMERJ, passei pela Academia há pouco tempo e vi que, infelizmente, cada vez menos estão formando Bombeiros Militares com condições psicológicas e físicas para suportar os desafios que podem surgir durate a carreira. Cada vez mais estão formando especialistas de incêndio, daqueles que sentam num estúdio de televisão para comentar e apontar as falhas e acertos de um grande evento, porém sem a mínima condição de atuar diretamente como Bombeiro. Obtive informações a respeito do último recrutamento, especificamente, dos pelotões formados no CFAP. Bom, basicamente, foram formados dentro dasala de aula no ar-condicionado. Entraram na casa de fumaça 1 ou 2 vezes, enrolaram mangueira menos de 10 vezes, as instruções não podiam acontecer a céu aberto se estivesse chuvendo para que os alunos não se molhassem, entre outros mimos. Senhores, somos Bombeiros acima de tudo, nosso dever é árduo, nossa missão causa dor, cansaço e pressão psicológica. As chamas não respeitam Direitos Humanos, a selva não respeita a Dignidade Humana. Não podemos deixar de entrar em um prédio em chamas, porque o EPR incomoda ou a magueira é pesada ou a capa de aproximação esquenta muito, TEMOS QUE SUSTENTAR. Não podemos chorar e ficar desesperados quando vemos a reação de uma mãe ao ver seu filho morto, TEMOS QUE SUSTENTAR. Não podemos deixar de fazer uma busca na selva porque está de noite e estamos com frio e com sono, TEMOS QUE SUSTENTAR. Quado vemos uma criança de 5 anos de idade morrer em nossas mãos, não podemos sentar na calçada e reclamar que a vida é injusta. TEMOS QUE SUSTENTAR. E por aí vai... E como se aprende a sustentar tamanho desconforto? SOFRENDO NO TREINAMENTO. Quando um cadete é detido injustamente, seu psicológico está sendo trabalhado. Quando os cadetes fazem tarefas sem intervalo para descansar, seu físico está sendo trabalhado. Então, peço, POR FAVOR, não destruam a formação de BOMBEIROS, tanto de oficiais quanto de praças. Estamos perdendo o amor pela profissão. Se não quer sentir dor, cansaço, sede, fome, frio, faça prova para outro cargo. PROCURE OUTRO EMPREGO, O CBMERJ NÃO PRECISA DE VOCÊ. A POPULAÇÃO NÃO QUER OUVIR UM BOMBEIRO DIZER QUE NÃO VAI ENTRAR NO PRÉDIO EM CHAMAS PORQUE É PERIGOSO. QUE NÃO VAI FAZER A BUSCA NA SELVA PORQUE ESTÁ DE NOITE E O BOMBEIRO QUER DORMIR. Um BOMBEIRO de verdade, não dorme enquanto todas as vítimas não forem salvas, não chora antes de acabar o plantão, resumindo, NÃO DESISTI. Somos BOMBEIROS, aqui não há espaço para a FRESCURA. Espero que a pessoa que fez esta queixa nunca precise de ajuda e ouça esse tipo de discurso vindo de um bombeiro. Aos Bombeiros de verdade, forte abraço e fé na missão. E aos outros, se precisarem acionem 193, ainda há Bombeiros de verdade para cumprir essa missão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm sou Oficial formado na valorosa ABMDPII. Sábias palavras do jovem oficial. A rusticidade é necessária pois é ela que vai fazer com que o Bombeiro, seja ele Praça ou Oficial, não desista da vítima que se encontra necessitando do socorro. Realmente o treinamento é árduo, o sofrimento existe, o frio e o cansaço são postos como condições necessárias ao surgimento do homem que abdica do conforto em detrimento da vida do próximo. O maior orgulho do Bombeiro é vencer a adversidade no ato de salvar.

      Excluir
    2. Treinamento técnico de qualidade não precisa incluir injustiças. Mentalidade de "arrião". Tens razão quanto às dificuldades da profissão, mas esse bombeiro ideal, temos no máximo 10%.

      Excluir
    3. Também sou pai de um Cadete do 2º ano! Concordo que o treinamento é árduo. Como bem ressaltou o Jovem Oficial, e nesse treinamento que são forjados nossos herói o Bombeiro!!! Muito bem resumido no Hino da Academia “..Onde jovens com justo valor/São forjados para nobre missão/Servir ao próximo de todo coração.. Academia de Bombeiro Militar/Orgulho e glória de toda Corporação/..Em ti confia toda uma população” num futuro a vida de alguém poderá esta na mão do seu filho nesse momento ele não poderá hesitar.... Esse treinamento se faz necessário...

      Excluir
  7. Meu filho, você ta pegando a era de ouro do cfo, nunca se viu tanta frouxura, pague suas flecas aí, brinque de casinha no mato por 15 dias, e estude bastante para se tornar um bom oficial para o corpo de bombeiros

    ResponderExcluir
  8. Pra vocês que nunca passaram na academia lá e de verdade o oficial tem q chegar ao extremo pq ele e o líder e tem q ser o melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então por que não é?

      Excluir
    2. Um líder que quando chega no socorro depende dos praças mais antigos pois não tem experiência nenhuma de socorro. Ai do CBMERJ se não fossem os praças. Oficial fica apenas 8 anos em serviço de socorro e depois vai para o gabinete assinar papel, enquanto o praça sustenta a fileira por 30 anos.
      Vai contar conversa fiada para outro!!!

      Excluir
    3. Para liderar engenharias precisa de tempo árduo? Para emitir notas falsas no balancete? para fazer compras no mercado no complexo do alemão?

      Excluir
  9. Pelo jeito aqui parece que são dois pesos e duas medidas. Temos muitas reclamações a respeito das condições das praças nos quartéis, escala de serviço, reclamamamos por termos que fazer faxina, reclamamamos por não termos nossos pedidos atendidos, até mesmo pelo investimento na nova academia em Petrópolis. Senhores para nossa corporação mudar, eh importante que a postura, principalmente dos oficiais mude. Hoje algumas coisas não cabem mais, caso contrário voltaremos a época da escravidão. A denúncia deve ser apurada e encarada com a maior seriedade possível, se estão havendo excessos eles devem ser combatidos pq mais cedo ou mais tarde isso se refletirá na tropa. Nosso portal tem se enfraquecido cada vez mais por conta de só darmos atenção ao que nos diz respeito diretamente.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei sabendo que o Cel Velloso está na academia. Bom ele não me parece muito certo das idéias, não tem um histórico muito bom nos cursos de especialização. É bom verem isso direito antes que ele mate alguém, esse cara não pode ser instrutor.

    ResponderExcluir
  11. E olha que essa galera não conheceu Rossi, Bento e Gustavo... UERJ, UFRJ, UNIRIO... lá não tem isso... Corram que ainda dá tempo...

    ResponderExcluir
  12. Pelo amor de Deus, para de chorar. Já sabia das regras do jogo desde que entrou. Ta incomodado? Simples: Pede a ficha rosa!!

    ResponderExcluir
  13. Isso ae!
    ABMDPII só os melhores conseguem!!

    ResponderExcluir
  14. Querem construir bombeiros competentes e preparados para tudo! Que discurso lindo! Mas isso inclui também criar anticorpos contra os ratos do rancho e pombos dos alojamentos!? As condições de higiene pelas quais os cadetes passam merecem muito mais atenção do que surubação de superior como denunciada no e-mail

    ResponderExcluir
  15. Só uma coisa, exigir de um aluno em recrutamento e normal afinal somos militares!!! Não tem espaço para mamaezada não!! Mas concordo falta de respeito ao subordinado e abuso de autoridade não concordo!!!! Servir o EB fui SD depois fui CB! fui MT exigido fisicamente mas com respeito!!!! Isso e o CBMERJ!!! falta de respeito com o subordinado sempre!! Lembre-se de quanto VC foi mal tratado e não repasse isso, torne-se oficial seja correto e humano que a tropa irá lembrar de VC como um bom oficial, não um babaca mal educado e autoritário que não terá amigos nem em seu próprio circulo!!! Não mude sua cabeça!!!

    ResponderExcluir
  16. Com todo respeito; tá com peninha do seu ente querido amamãezado criado com todinho porque ele não vai pra casa?tá ralando muito,fica cansadinho...? ah me poupe,se ele fosse para a brigada,ou então fazesse o CSMAR o sr. ou a senhora faria greve de fome na porta do quartel com pena do seu queridinho,tem que ralar mesmo deixar o sangue,ademais ele passará os próximos 30 anos de sua vida prendendo praças,e cá pra nós, esse tal de CFO é uma frouxurinha danada a grande maioria dos cadetes são afilhados dos coronéis perpetuando o ciclo hereditário no CBMERJ. Vai ralar amiguinho deixa de ser frouxo.

    ResponderExcluir
  17. Ao anônimo das 12:33; pela primeira vez eu concordo com um oficial,faço coro com o senhor.

    ResponderExcluir
  18. Se não aguenta, pra que veio? "Seu amado" ta na profissão errada. Daqui a pouco vai querer leite ninho com sustagem no café da manhã.

    ResponderExcluir
  19. Agora entendo de onde veio tanto rancor...

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.