sexta-feira, 31 de julho de 2015

Ambulâncias são flagradas abandonadas em Seropédica, RJ - CBMERJ SE PREPARANDO PARA AS OLIMPÍADAS

Dos 10 veículos, apenas 2 estão funcionando; município tem 82 mil habitantes.

Pacientes reclamam também que faltam médicos e remédios .



Pacientes dizem que faltam médicos, remédios e ambulâncias em Seropédica, na Baixada Fluminense. A equipe do RJTV encontrou oito ambulâncias paradas no pátio da Secretaria de Saúde — as duas que funcionam não atendem a todos os chamados porque falta gasolina.

Telespectadores enviaram vídeos pelo Whatsapp que mostram o abandono dos veículos. “Nós precisamos de ambulância no município, porque se acontece alguma coisa grave aqui no município, o posto não vai resolver. Temos que levar pessoa pros hospitai e não temos”, afirmou Gabriel Rocha.

Quando estava com nove meses de gravidez, a estudante Roberta Costa passou mal, mas não conseguiu ambulância. “Liguei pra ambulância, não veio, fui de ônibus para a maternidade. Não aceitaram, tive que ir de ônibus pra Marechal Hermes pra ganhar ele”, contou Roberta.

Seropédica tem 82 mil habitantes e apenas duas ambulâncias do Samu estão funcionando. A produção do RJTV conversou com funcionários do Samu. Eles disseram que as ambulâncias que estão funcionando atendem apenas casos de acidentes nas estradas.

Os profissionais contaram também que enfrentam problemas para abastecer as únicas duas ambulâncias em operação, porque o posto de fornece combustível está sem receber o pagamento.

Uma agente de saúde que fez denúncias graves. Ela disse que o vice-prefeito Zealdo Amaral morreu em 2014 porque não havia um respirador disponível.

“Não tinha aparelho pra respiração, ele morreu de infarto, entendeu? O único que tinha, tentaram tirar de outro paciente, entendeu, do outro paciente, a família do paciente não deixou. Então o vice-prefeito morreu por falta de socorro, por falta de socorro. Iam buscar aparelho de respiração na maternidade. O vice prefeito morre, o que seremos de nós que somos moradores?”, questionou a agente de saúde.

Pacientes também fizeram muitas reclamações no posto de saúde José Bueno Lopes. “Quando meu filho passa mal tenho ir na Upa de Itaguaí, porque aqui não tem médico”, disse uma mulher.

O secretário de Saúde de Seropédica, Artur Correa de Resende, disse que o município tem cinco ambulâncias funcionando — duas do Samu e mais três do governo do estado. Ele negou que falte gasolina, mas não explicou por que muita

s vezes a ambulância não chega.

Das oito ambulâncias paradas, o secretário disse que uma já foi para o conserto, outras duas serão encaminhadas nesta quinta-feira e em cinco será feita uma avaliação do orçamento. O secretário admitiu que há problemas no fornecimento de remédios.

FONTE: O GLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.