sábado, 18 de julho de 2015

Defensoria cria núcleo para atender funcionário público processado por ato de serviço

Núcleo da Defensoria: servidores terão atendimento em separado. Foto: Paulo Nicolella / 18-08-2013
Pâmela Oliveira 

A Defensoria Pública do Estado vai inaugurar um núcleo para atender exclusivamente os servidores do estado e do município. O setor, que funcionará no prédio da Avenida Marechal Câmara 314, no Centro do Rio, atenderá funcionários públicos processados em atos relacionados ao exercício de suas funções. A cerimônia de lançamento do atendimento especializado acontecerá no dia 12 de agosto.

“Uma professora da rede estadual que está se separando do marido, por exemplo, não poderá ser atendida pelo núcleo para tratar da separação. Mas se for processada por um pai de aluno ou tiver outro problema relacionado ao trabalho e precisar dar entrada numa ação judicial, ela poderá utilizar o núcleo”, explicou Francisco Messias, assessor parlamentar da Defensoria.



Além de não precisar pagar um advogado, o funcionário terá um atendimento direcionado. “Hoje, o servidor que é processado por um ato de serviço tem que arcar com os custos de um advogado. Trabalha com medo. Com o núcleo, ele vai ter acesso a um profissional que dificilmente conseguiria pagar no mercado”, afirmou o deputado Pedro Fernandes (SD), que propôs a criação do núcleo de atendimento.

Para servidores estaduais e municipais

Funcionários do governo do estado e do município poderão ser atendidos no núcleo, que funcionará um dia por semana. Segundo o defensor público Francisco Messias, o expediente será ampliado à medida que a procura aumentar. Para ter acesso ao serviço, no entanto, será necessário se enquadrar nos critérios estabelecidos para a Defensoria Pública. Funcionários com salários mais altos, como os médicos, por exemplo, não deverão ter acesso à gratuidade. Será preciso demonstrar que não há condições financeiras para contratar um advogado e pagar as despesas de um processo judicial ou as certidões, sem prejuízo de seu sustento e de sua família.



3 comentários:

  1. Viram isso? Exército preocupado com DACIOLO. http://observatoriodarede.com.br/exercito-desesperado-com-manifestacao-de-militares-liderada-por-cabo.html

    ResponderExcluir
  2. Subten PM, 1º Sgt PM, 2º Sgt PM, 3º Sgt PM, Cb PM e Sd PM morrem por um soldo abaixo do Salário Mínimo!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.