quarta-feira, 15 de julho de 2015

'Governo está sem comando', diz Presidente da ALERJ

Pezão cancela portaria que aumentava número de armas permitidas a bombeiro 

Governador evitou entrar em choque com o presidente da Alerj, que, ao saber da medida, disse que 'governo está sem comando' Felipe Martins 15/07/2015 20:49:24 

Rio - O governador do estado, Luiz Fernando Pezão, determinou nesta quarta-feira o cancelamento da portaria que aumentava de três para seis o número de armas permitidas a um agente do Corpo de Bombeiros. O anúncio acontece um dia depois de o presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), criticar duramente a norma. Ele havia prometido revogar a medida na volta do recesso parlamentar. Em evento no Palácio Guanabara, o governador evitou entrar em choque com Picciani. Quando questionado sobre as fortes críticas do colega de partido, que chegou a afirmar que o 'governo está sem comando', Pezão desconversou. "Eu estava em Brasília ontem (terça-feira) com a presidenta Dilma e fui surpreendido com esta notícia (da portaria). Eu imediatamente liguei para o coronel Alcântara e pedi para ele anular o decreto. Eu sou contra arma. Eu sou a pessoa mais pacífica do mundo. Pode ter igual a mim; mais, eu duvido", declarou. A portaria revogada permitiria que os bombeiros tivessem posse de duas armas de uso restrito das Forças Armadas, duas de caça e duas de porte. Com a revogação, cada militar copntinuará com o direito de adquirir até três armamentos, uma arma de porte e duas de caça. Procurado pela reportagem do DIA, o Corpo de Bombeiros informou que "a decisão do Comando-geral, em conformidade com as diretrizes do Governo do Estado do Rio de Janeiro, será publicada em Diário Oficial nesta quinta-feira e segue o entendimento de que o porte de armas não soma na atividade fim dos bombeiros".

16 comentários:

  1. O ÚLTIMO FECHA A PORTA !!!

    ResponderExcluir
  2. O Governador e o Cmt Geral, negam porem andam com seguranças. Vai entender ????

    ResponderExcluir
  3. Fico cada vez mais surpreso com o descompasso de atitudes, normas, regras, sei lá mais o que. Interessante que estas coisas que não melhorarão em nada a vida, a dignidade de cada bombeiro militar, acabam por contagiar de forma quase generalizada, uma tropa ou instituição, seja lá como quiserem.
    São insultos, palavras de baixo calão, arrogâncias, tudo pelo direito a seis armas por cada bombeiro.
    Onde vamos parar? deveríamos sim, estar lutando por um salário mais digno, pelo direito de darmos mais dignidade às nossas famílias.
    Quase não se fala mais em PEC 300, que já mudou de número; piso salarial e outros direitos que deveríamos ter. Nosso direito é não ter direito a nada.
    Desviam o FOCO e caímos de gaiato, muitas das vezes.
    Sei que muitos colegas necessitam de arma de fogo, fazem bicos para complementarem sua renda, porque o salário que o Estado nos paga, é pouco, chega ser vergonhoso em relação a outros Estados, devido o PIB do RJ.
    Eu, particularmente não faço uso de arma de fogo a muitos anos e não pretendo ou pretendia ter agora o direito a seis armas.
    Salário digno Sr. Governador, Senhores Parlamentares em geral, por favor, aí sim imploramos por dignidade.
    Salário digno Sr. Comandante, lute conosco por este tão sonhado piso salarial.
    É uma humilhação esta discrepância salarial e nós quando vamos para a inatividade, sentimos mais ainda esta desigualdade.
    Não preciso de seis armas e tenho certeza que não precisamos, mas um salário corrigido e justo, este sim, precisamos, ou melhor, necessitamos urgentemente.

    Juntos somos fortes!
    Sgt BM R/R - Brito.

    ResponderExcluir
  4. Arrego!!!!moral baixa.....

    ResponderExcluir
  5. Bem galera, na falta do que fazer e querer mostrar trabalho na atual conjuntura de crise e sem força, eles agora vão querer mostrar que ainda mandam em alguma coisa e que por sinal e dizendo ainda mais com a vida de quem não tem nada a ver.
    Mais é isso ai, perda de tempo e mais que provado que nosso comandante geral e um bundao de merda que não bate de frente com medo de perder a função...... dinheiro fala mais alto.
    É os bombeiros continuam na mesma, com armas parecendo estilingue e os bandidos de fuzil. Como o colega ai de cima das 00:58 disse: o último fecha a porta. Se ele é contra a arma então tira a arma de seus seguranças ou Tita seus seguranças.
    Ipocresia do caralho, a vontade e de jogar uma bomba em todos eles. Fui

    ResponderExcluir
  6. Opinião pública hipócrita + imprensa de merda + governo cagão = Bombeiro prejudicado. Att , Recruta "49 milhão"

    ResponderExcluir
  7. A lei não pode retroagir para prejudicar, quem tiver interesse em adquirir 6 armas, busca a justiça.

    ResponderExcluir
  8. O mais engraçado disso tudo é que só seguem as leis quando convém fato este que, neste caso como não convém não seguiram o estatuto do desarmamento LEI 10826/03.

    ResponderExcluir
  9. Daciolo,pec 300,nós os 63 excluidos e mais essa do Piciani,nos esqueceu.

    ResponderExcluir
  10. Esse é o momento de aprovar a pec 300,pois Eduardo cunha rompeu com o PMDB.

    ResponderExcluir
  11. CMT coloca a papelada debaixo do braço e prova para todos esses que por interesses próprios estão tentando colocar-lo numa posição complicada perante a tropa, já vimos isso antes e não tem muito tempo.
    Anteriormente fizera isso com o senhor Cel Pedro Marcos, quando ele recuou para que interesses de outros fossem a frente.

    ResponderExcluir
  12. Temos que fazer pressão pela aprovação da PEC 300, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha rompeu com o governo federal e pode querer colocar a PEC 300 em votação de segundo turno. A hora é agora. Mandem email para o Eduardo Cunha pelo site da Câmara Federal.

    ResponderExcluir
  13. Agora se segurem porque quem tinha 3 daqui apouco não vai ter nenhuma,viu o que que da o olho grande.

    ResponderExcluir
  14. Vcs acham que ladrao vai colocar armas na mao de instituicao onde existe homens que se colocam bem em qualquer funcao onde eles nos coloca eles sabem muoto bem disso nos nao somos so bombeiros esse e o medo deles,coloca o bombeiro pra quebra o pau nesses vagabundo ate o piciane sergio cabral vai preso agora toma cuidado em vagabundo o comandamte do nombeiro e froxo mais o do exercito nao e ele acredita e gosta do bombeiro e somos dele o regulento nao mudou so estamos esperamdo as orde porque la e de verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que confusão o seu texto!

      Excluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.