segunda-feira, 6 de julho de 2015

Gratificação Tempo Capacitação Qualificação dos Soldados ainda não foi completamente resolvido

Depois de solicitado o pagamento da gratificação através do Ofício ABMERJ 017/215 o Estado então resolveu pagar o benefício aos Militares, porém, somente alguns Soldados receberam o benefício.

Informamos ainda que esta gratificação é devida e que a mesma deve ser paga de forma retroativa, pois desde dezembro de 2014 o Estado não vem cumprindo com sua obrigação.

Governador, para onde está indo essa gratificação?

Estamos de olho!

Discriminação - 2142 – Gratificação Tempo Capacitação/Qualificação
Competência – 12/2014 
Vantagens – R$ 327,42

2 comentários:


  1. Meta para arrecadar fraldas geriátricas para os hospitais da Polícia Militar do Rio e Niterói.


    Em ofício enviado aos postos na última sexta-feira, o comandante André Luiz Belloni Gomes pede que as companhias se mobilizem para arrecadar 820 pacotes de fraldas geriátricas para os hospitais da Polícia Militar do Rio e Niterói.

    No texto que traz as metas de cada região, o oficial afirma que a ordem obedece a uma mensagem do chefe de gabinete do comando geral. Informa ainda que o objetivo deve ser atingido até 14 deste mês, para que as fraldas já sejam entregues no dia 16.

    Por mais que a causa pareça justa, a mensagem não tem sido bem recebida. Um sargento do posto de Bom Jardim, 2ª CIA, que prefere não se identificar, lembrou que o hospital da PM sofreu desvio de R$ 7,9 milhões em 2014.

    — Recebemos o ofício mas, eu, particularmente, não vou pedir fraldas. A causa é justa, mas a alta cúpula é investigada por desvio de verbas e eu vou ter que comprar fralda com meu salário, que é baixo? — questiona o policial.

    O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM, Vanderlei Ribeiro, pretende acionar o Ministério Público para investigar o fato:

    — Isso é desvio de função. Arrecadar fraldas não é competência de um policial.

    Em nota, a PM disse que a campanha faz parte de “uma ação de responsabilidade social para mobilizar policiais voluntários”. No entanto, afirma que o hospital da PM não será o único beneficiado

    ResponderExcluir

  2. Meta para arrecadar fraldas geriátricas para os hospitais da Polícia Militar do Rio e Niterói.


    Em ofício enviado aos postos na última sexta-feira, o comandante André Luiz Belloni Gomes pede que as companhias se mobilizem para arrecadar 820 pacotes de fraldas geriátricas para os hospitais da Polícia Militar do Rio e Niterói.

    No texto que traz as metas de cada região, o oficial afirma que a ordem obedece a uma mensagem do chefe de gabinete do comando geral. Informa ainda que o objetivo deve ser atingido até 14 deste mês, para que as fraldas já sejam entregues no dia 16.

    Por mais que a causa pareça justa, a mensagem não tem sido bem recebida. Um sargento do posto de Bom Jardim, 2ª CIA, que prefere não se identificar, lembrou que o hospital da PM sofreu desvio de R$ 7,9 milhões em 2014.

    — Recebemos o ofício mas, eu, particularmente, não vou pedir fraldas. A causa é justa, mas a alta cúpula é investigada por desvio de verbas e eu vou ter que comprar fralda com meu salário, que é baixo? — questiona o policial.

    O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM, Vanderlei Ribeiro, pretende acionar o Ministério Público para investigar o fato:

    — Isso é desvio de função. Arrecadar fraldas não é competência de um policial.

    Em nota, a PM disse que a campanha faz parte de “uma ação de responsabilidade social para mobilizar policiais voluntários”. No entanto, afirma que o hospital da PM não será o único beneficiado

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.