quinta-feira, 2 de julho de 2015

Ministério da Defesa reconhece como válida a concentração de militares e envia representante para a frente do Congresso Nacional

MILITARES. Ministério da Defesa reconhece como válida a concentração de militares e envia representante para a frente do Congresso Nacional.

Na tarde dessa terça-feira cerca de 200 militares das Forças Armadas, em movimento inédito, se concentraram em frente ao Congresso Nacional. Não se pode dizer que foi uma manifestação, foi na verdade uma reunião onde representantes de vários grupos dentro (e fora) das Forças Armadas e vários políticos convidados por Daciolo tentaram chegar a um denominador comum sobre a pauta de reivindicações para os militares das Forças Armadas. 

A alavanca desse processo tem sido o deputado carioca Cabo Daciolo. Ele é bombeiro militar e filho de um oficial da Aeronáutica. Daciolo desde o inicio desse ano tem se reunido com vários grupos de militares no Rio e em Brasília para se inteirar dos problemas que ocorrem com a categoria, que ao longo dos últimos anos vem perdendo poder aquisitivo.

A Revista Sociedade Militar acompanhou as reuniões e testemunhou várias vezes o deputado dizendo que se os militares não forem par a rua, se não se unirem, as coisas permanecerão da mesma forma. Aos poucos os militares tem se disposto a participar dos movimentos e com isso Daciolo parece ganhar força.


A reunião em frente ao Congresso nacional começou pouco depois das 15 horas, o deputado se encontrou com os militares em frente ao Congresso Nacional. Entre os presentes estavam também ex-militares da Aeronáutica que lutam pela sua reintegração. Percebeu-se também a presença de lideranças como Ivone Luzardo e Genivaldo. Compareceram também ao local os deputados Cabo Sabino, Júlio Delgado, Ronaldo Lessa e Capitão Augusto.

O Deputado Cabo Sabino elogiou bastante o pessoal do QESA, disse que são persistentes e lutam mesmo por seus direitos. Ele disse também: “Eu acho que vocês deveriam pedir data base... ” .

O deputado Julio Delgado disse que vai tentar mobilizar sua bancada em favor da causa. Ronaldo Lessa, vice-líder do PDT, também declarou apoio.

Ontem, com a votação da redução da maioridade penal, a frente do Congresso estava bem confusa e a concentração de militares acabou não ganhando o destaque que certamente ganharia em um dia de movimento normal. Entretanto, fato importante e que deve ser ressaltado, mesmo Daciolo tendo convocado ATIVA e RESERVA para se fazerem presentes, o que ainda não é comum no país, o Ministério da Defesa enviou um representante, endossando a movimentação como algo perfeitamente legal.

O senhor José Guerra, que foi até o local por ordem de Jaques Wagner, disse algumas palavras com um megafone.


“o ministro já pediu para as três forças… pareceres atualizados a respeito da causa do QESA, QE, 2215… para que a gente não fique empurrando com a barriga… O deputado é nosso interlocutor nessa causa… ”

José Guerra disse ainda que Daciolo receberá planilhas e pareceres para o subsidiar nas demandas e para a reunião que será marcada para a próxima semana. Pouco depois do ato o deputado Daciolo informou que já foi agendada a reunião com o Ministro da Defesa para tratar dos seguintes assuntos: ” Pauta da reunião: 1- Reajuste Salarial das Forças Armadas 2- MP 2215 3- Reintegração dos Soldados Especializados da FAB 4- Promoção dos QE E QESA”

Revista Sociedade Militar / Imagens de Comissão QESA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.