quarta-feira, 12 de agosto de 2015

CCJ do Senado aprova fundo de segurança pública para Estados



A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para criar um fundo para a segurança pública. Ao contrário de outros que já existem, esse será destinado diretamente aos estados para que eles invistam na remuneração e no aparelhamento das polícias. O texto ainda terá que ser apreciado pelo plenário da Casa.

Por sugestão do relator, senador Aécio Neves (PSDB), a distribuição dos recursos deverá levar em conta alguns fatores, como indicadores de violência de cada Estado e o porcentual de alunos matriculados na educação básica.

A previsão é que o dinheiro para alimentar o chamado Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública venha de impostos cobrados sobre indústrias de armas e empresas de segurança privada, além de outras dotações orçamentárias. O projeto não traz uma estimativa de qual seria o tamanho orçamentário do fundo.

Policiais

Outro projeto aprovado pela comissão, que ainda vai para o plenário, regulamenta a investigação de crime praticado por policial militar. Pela proposta, cabe ao oficial conduzir o inquérito e outros procedimentos necessários à investigação.

A CCJ também aprovou um projeto que concede anistia a bombeiros e policiais militares de diversos Estados que foram punidos por participarem de movimentos de greves por melhores salários no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.