terça-feira, 22 de setembro de 2015

ABMERJ faz visita ao HCAP



A Associação de Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro esteve no dia 16 de setembro no auditório da Diretoria Geral de Saúde, no HCAP, para visualizar a realidade do nosocômio e buscar informações que possam ajudar na tomada de decisão de nossos associados, quanto a permanência ou não do FUNDO DE SAÚDE em nossos contra-cheques.

Assistimos a uma palestra do Coronel Canetti e do Coronel Miura, onde diversas informações foram passadas, debatidas, contestadas e sugeridas com relação a gestão, transparência e participação dos contribuintes no FUNDO, tanto os Coronéis da Saúde, assim como o próprio Comandante Geral se mostraram favoráveis a atender esse pedido.

De início fomos informados da publicação em Boletim, no dia anterior, da Relação de Despesa do Fundo de Saúde do ano de 2014, uma boa resposta, já que este item havia sido pautado na Reunião com o Comandante Geral Coronel Alcântara no dia 08 de setembro. Soubemos através do Coronel Canetti que a Diretoria Geral de Saúde não tem o controle do FUNDO, ela apenas faz requisição do serviço/equipamento/necessidade e a DGAF subordinada a SUSAD, é quem faz a compra/utilização da verba.

Buscamos saber mais sobre o GSE, e observamos informações preciosas sobre o Grupamento, como a sua subordinação ao SUS e a latente falta de efetivo para algumas especialidades, tais como: Técnicos, Cardiologistas, Ginecologistas e Psiquiatras. Fomos informados que já foi pedido providências para composição do quadro.

Soubemos que de acordo com o Artigo 196 da Constituição Federal, se o Estado arcar como todo o custeio do Hospital, este obrigatoriamente se tornará em Hospital Público, e que a taxa de evasão do FUNDO DE SAÚDE hoje é de 5%, e segundo estudos da Corporação, se essa taxa for de 15% nosso sistema entra em colapso, correndo o risco de ser gerido pelo Estado.

Informamos aos Comandantes presentes que hoje a nossa principal deficiência são daqueles que moram no interior, e não usufruem frequentemente do Hospital , diferentemente dos militares e familiares da Região Metropolitana. Fomos informados que diversas ações estão sendo tomadas para tentar sanar um pouco essa deficiência no Interior, como a disponibilização de viaturas do tipo V4 (van) e do tipo AA (Auto Ambulâncias) exclusivamente para o transporte dos militares e seus familiares do interior, que ficarão baseadas nos CBAs locais. Fomos informados também que estaria permanentemente aberto a possibilidade de fechamento de Contratos de Convênio com os Hospitais particulares das regiões, no entanto, existe uma dificuldade por conta da necessidade de algumas certidões negativas para que se possa fechar Contrato com o Estado. Porém, houve avanços em alguns municípios, com o fechamento de contratos. Aproveitamos e colocamos nossas Diretorias Setoriais a disposição para apresentar convites de Hospitais, Clínicas ou especialistas particulares que tenham tais requisitos e que se interessem em trabalhar com o Estado.

Outros assuntos foram pautados e serão debatidos entre os Diretores Setoriais que levarão as pautas aos associados locais, como por exemplo a liberação de APTOS com Restrição, ampliação do prazo das licenças médicas dadas por médicos do interior para concessão de até 30 dias, a revisão do ato de ter que ir no Quartel pegar autorização/encaminhamento para ir ao Hospital.

Por estes motivos, a direção da Abmerj convida todos os DIRETORES SETORIAIS de todas as Regiões, a agendarem uma reunião com a Diretoria Executiva para iniciar o debate sobre o posicionamento da Associação quanto ao FUNDO DE SAÚDE.

Segue abaixo momentos da visita ao HCAP e a publicação do Relatório das Despesas do Fundo de Saúde do ano de 2014:



11 comentários:

  1. Nos que somos do interior, sempre ficamoa em segundo plano.
    E o cumulo do absurdo quando precisarmos de internacao, twnos que ir pro Rio.
    A familia e q sofre. So tao olhando pro seu umbigo....

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de ter certeza, de que, a ABMERJ, já não está do outro lado. Nada mudou.

    ResponderExcluir
  3. VCS ACHAM QUE ESSES CARAS ESTÃO PREOCUPADOS COM A FAMILIA BOMBEIROS

    ELES ESTAO PREOCUPADOS E COM O BOLSO DELES

    BRINCADEIRA SO AGORA ELES PRESTAM CONTAS

    VAMOS PARAR DE NOS ENGANARMOS ESTAMOS EM 2015 SECULO XXl

    CAIAM NA REAL

    SUB TENENTE FERNANDO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, vc pode falar de qualquer um, mas destes caras que estão aí não,os conhecemos bem, investiram e muito no hospital, atendem muito bem os bms que vão até eles, pra tu ter uma ideia, esses coronéis são tão preocupados com os problemas do bomba que muitos tem o nº do celular particular deles, amigo sobre eles tenho a liberdade de falar, baseado em muitos depoimentos de colegas que passam ali pelo hcap, antes de postar algum comentário levante primeiro os fato, e se puder nos procure ali e venha conversar conosco.
      qualquer dúvida pergunte ali quem são os coronéis, Canete, Miúra, Otero e alguns outros, forte abraço e juntos somos fortes.,

      Excluir
  4. Vou cancelar esse desconto do meu salário, moro em Nova Friburgo à 160 KM do Hospital , gasto R$196,00 cada vez que tenho que ir fazer algum tratamento.

    ResponderExcluir
  5. Só vejo "neguin" dizer q vai cancelar...cancela e para de perturbar... Depois não chora!

    ResponderExcluir
  6. Agora eles acham que irão reparar os problemas do interior, nos no interior precisamos ser atendido com respeito, fazer exames nas conveniadas , ter medicos e caso precise ser internado que seja por 72 hrs no minimo, imaginem ter que se deslocar kms para ir ao hcap é desumano. Pq que muitos dos bombeiros do interior chegaram a fazer exames em hospitais publicos, como ressonancia em saracuruna.

    ResponderExcluir
  7. Primeiro queremos saber sobre o efetivo do GSE,e o numero de profissionais de saúde que estão fora da corporação!!!!

    ResponderExcluir
  8. Só não concordamos com o valor que se paga ao serviço de tele-atendimento, pois somos muito mal atendido e menosprezado por estes atendentes mal preparados, sugerimos o sistema do detran, que é muito mais eficiente.

    ResponderExcluir
  9. Queremos UROLOGISTA EM CAMPINHO NAS CLINICAS NÃO SÓ NO HAB, BM MORRENDO DE CACER DE PRÓSTATA E SEM ATENÇÃO. TEM URO CORRENDO NO SAMU E NÓS PRECISANDO.

    ResponderExcluir
  10. O sr. Deputado Federal Daciolo pode injetar nos hospitais da policia e corpo de bombeiros militar rj a verba que é destinada a investimentos em municipios para angariar votos? Ou nao pode?

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.