sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Câmara confirma limite de crédito consignado maior

A Câmara dos Deputados aprovou, por 249 votos a 200, a Medida Provisória (MP) 681/2015, que aumentou de 30% para 35% o limite de endividamento dos servidores públicos, dos aposentados e dos pensionistas, com empréstimos consignados. O limite extra de 5% somente poderá ser usado para dívidas feitas com o cartão de crédito.

Relator da proposta, o senador Valdir Raup (PMDB-RO) destacou que a ampliação do limite é importante porque permite que o funcionário endividado no cartão utilize o consignado e pague menos juros, já que a modalidade substitui as taxas mais altas, como no caso do rotativo do cartão de crédito, pelas mais baixas do desconto em folha.

Segundo o senador, enquanto no crédito pessoal a média dos juros gira em torno de 6,5% e, nos cartões de crédito, de 13,5% ao mês, o consignado tem média de juros de 2% a 3%, para trabalhadores regidos pela CLT; de 1,7% a 3,3%, para servidores públicos; e de 2,14% a 3,06%, para aposentados e pensionistas do INSS.

FONTE: EXTRA

3 comentários:

  1. Conversa fiada! A idéia é fazer com que os bancos ganhem muito mais dinheiro, deixando assim os servidores muito mais endividados.

    ResponderExcluir
  2. concordo como sempre os bancos com dinheiro e os coitados dos servidores pagando a conta covardia apenas liberaram mais uma fatia do salário dos servidores para as instituições financeiras, parabéns obrigado pela ajuda.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.