segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Carro invade Quartel dos Bombeiros de Maricá e cinco ficam feridos; Veja o vídeo

LEI SECA MARICÁ :: ROMÁRIO BARROS­ Cinco pessoas ficaram feridas após um carro invadir o Destacamento do Corpo de Bombeiros de Maricá, localizado as margens da RJ­106 (Rodovia Amaral Peixoto) na noite deste domingo, dia 06. Motorista estava em alta velocidade e carro ficou completamente destruído. 

O acidente aconteceu às 22 horas. O condutor do veículo Citroen C4 branco placa KWM 9089 (Maricá | RJ) seguia no sentido Região dos Lagos quando perdeu o controle da direção e atingiu em cheio o muro do Destacamento. Com a força do impacto, o carro ficou completamente destruído. 

Pedaços do muro voaram, atingiram a janela e foram parar dentro do salão do Destacamento, onde estavam quatro Bombeiros. Três Bombeiros foram 

atingidos e ficaram feridos. Eles estavam assistindo televisão quando foram surpreendidos pelos estilhaços. 

“­ Estávamos assistindo o Fantástico, a reportagem sobre o acidente com um ônibus em Paraty, quando de repente fomos surpreendidos pelos estilhaços. Os vidros vieram para cima da gente junto com as pedras e só pedimos a Deus para sair vivos dali. Foi um susto enorme,” disse o Cabo Bastos, acrescentando que duas viaturas que estavam na garagem do Destacamento também foram atingidas pelos estilhaços. 

Mesmo machucados, os Bombeiros foram até o veículo, onde encontraram dois jovens feridos. Gabriel Lima dos Santos, de 18 anos e João Esteves de Souza Neto, de 16 anos, foram socorridos e colocados na ambulância. O Sargento Carlos Eduardo e o Cabo Marquês sofreram cortes na cabeça. O Cabo Jean Pierre sofreu um ferimento na mão. Ambas as vítimas foram levadas para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro. 

Os Bombeiros já receberam alta médica e passam bem. Já João Esteves, que estava no banco do carona, quebrou o braço e deverá ser transferido para uma clínica particular para cirurgia. O condutor do carro sofreu apenas dores pelo corpo. Uma Unidade Móvel do SAMU de Maricá foi até o Destacamento de Maricá para auxiliar na remoção dos feridos. 

Policiais Militares do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) estiveram no local para registrar a ocorrência policial. 

Segundo informações, o condutor do veículo estava em alta velocidade, não era habilitado e ainda por cima teria pego o carro do pai escondido para ir na Rua. O pai deverá responder criminalmente pelo acidente e arcar com os custos dos prejuízos causados ao patrimônio público. 

O motorista teria dito que o chinelo ‘agarrou’ no pedal do acelerador, com isso perdeu o controle da direção na curva. 

Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estiveram no local do acidente e disseram que o velocímetro do carro parou em 120 km/h. 

O caso foi registrado na delegacia de Maricá (82a DP).


2 comentários:

  1. ESSES HERÓIS VITIMADOS, FERIDOS E ADOECIDOS SEM PODER PROVER, ENQUANTO DAVA SEU SANGUE PARA DEFENDER A POPULAÇÃO. AGORA VEGETAM SEM TER CONDIÇÕES DE PROVER MEIOS DE SUBSISTÊNCIA. ESSA ATUAL GESTÃO DO CBMERJ NÃO CONSEGUE RESPONDER PORQUE O ESTADO NÃO ESTÁ CUMPRINDO A LEI 6764 ( AUXÍLIO - INVALIDEZ DECORRENTE EM ATO DE SERVIÇO ) NA VERDADE SÃO POLÍTICOS COM FARDA DE MILITAR . ACORDA MINHA GENTE!! PERGUNTA PARA SEU COMANDANTE DE CADA OBM. AMANHÃ PODE SER VOCÊ O INVÁLIDO .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu conheço um BM que capotou numa viatura do CBMERJ, e teve uma lesão na coluna. Até hoje tem dificuldade de andar. Foi reformado por invalidez e também não recebe esse auxilio. Este Bombeiro passa por muita dificuldade familiar. Nunca teve uma visita do seus superiores.

      Excluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.