quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Decisão judicial impede que banco faça contrato com governos

Bradesco alega que a proibição pode ter consequências “desastrosas”

Rio - Um acórdão da Justiça do Rio anda tirando o sono dos administradores do Bradesco. A decisão, da 1ª Câmara Cível, impede que o banco faça, por cinco anos, contratos com os governos federal, estaduais e municipais e receba incentivos fiscais.

Em requerimento apresentado no mês passado à Justiça, o Bradesco alega que a proibição pode ter consequências “desastrosas” para o banco, seus clientes e “especialmente, para a estabilidade do Sistema Financeiro Nacional e para a sociedade brasileira como um todo”. 

Contas-salário 

Apesar de o processo já ter ido para o Superior Tribunal de Justiça, o requerimento do Bradesco foi apresentado na 4ª Vara Cível de Petrópolis. O caso foi gerado pela contratação do banco pelo então prefeito Rubens Bomtempo (também condenado), para receber contas-salário de funcionários da prefeitura.

Sem concorrência

Como não houve concorrência para a escolha do banco, o Ministério Público e o ex-vereador Paulo Pires foram à Justiça.

FONTE: O DIA

Um comentário:

  1. Kkkkkk.....Essa turma do Bradesco deve ta correndo da sala pra cozinha....vai acabar a roubalheira dos funcionarios publicos...

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.