sexta-feira, 11 de setembro de 2015

PF arquiva processo contra Pezão e Sérgio Cabral na Lava Jato

De acordo com advogados do atual governador do Rio, ele e seu antecessor não são mais investigados pela Polícia Federal, assim como o ex-chefe da Casa Civil, Regis Fitchner


O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, afirmou nesta quinta-feira, 10, ter sido informado por seus advogados na noite desta quarta, 9, que um relatório da Polícia Federal concluiu pelo arquivamento do processo em que ele, o ex-governador Sérgio Cabral e Regis Fitchner, ex-chefe da Casa Civil do Rio de Janeiro são investigados no âmbito da Operação Lava Jato.
cabralfalacoletivahumildadediv.jpg
Relatório da PF pede arquivamento de processo contra Cabral e Pezão
 
A informação foi publicada no início da tarde na coluna Radar, do jornalista Lauro Jardim. O processo que apura a suposta prática de corrupção e lavagem de dinheiro tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob os cuidados do ministro Luis Felipe Salomão.
O caso foi detonado por declaração do ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa, que em delação premiada afirmou ter repassado R$ 30 milhões de caixa-dois para a campanha de reeleição de Cabral em 2010. Pezão comemorou, mas afirmou que o caso ainda deverá passar pela Procuradoria-Geral da República antes de uma decisão final do STJ.
"Vou continuar aguardando como fiz desde o momento em que meu nome surgiu nesse caso. Respeito a Justiça do País, mas fiquei muito indignado. Passei os piores momentos da minha vida", disse.
O governador do Rio destacou que as investigações, por outro lado, revelam a força das instituições no País. "Temos que saudar o fato de que todas as instituições puderam agir sem pressão, fazer as fiscalizações em um ambiente democrático", disse após encontro com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, no Palácio Guanabara. Pezão teve seu sigilo bancário e telefônico quebrado durante as investigações. 
FONTE: ISTO É

3 comentários:

  1. Nada pra mim e novidade...ta tudo dominado e blindado....

    ResponderExcluir
  2. O que alguns milhões não faz??

    ResponderExcluir
  3. Está fingindo reclamar de que Daciolo,não foi você mesmo que foi a favor do voto nulo?Não engana a mais ninguém.Vai ver a resposta quando tentar a reeleição.A máscara caiu.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.