quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Gratificações incentivam funcionalismo a estudar

Conquistar a vaga desejada no serviço público não precisa ser o fim da linha para os estudos de quem passou em um concurso. Renovar os conhecimentos, além de agregar mais valor à administração pública, é forma de estar preparado para assumir cargos de gestão. Para estimular esse comportamento, o governo do estado, por exemplo, oferece bonificação a quem faz pós-graduação, mestrado e doutorado. Desde a criação do programa, em 2011, houve crescimento de 290% do número de servidores contemplados.

O bônus varia de R$ 125 a R$ 1.239,15, dependendo da especialização. Atualmente, 10.927 servidores, distribuídos em 39 órgãos, têm o acréscimo no salário para pagar universidades.


Rodrigo Menezes, do site Concurso Virtual, recomenda que servidores procurem cursos relacionados à área de atuação

“É necessário que o estudo continue. Infelizmente, muitos servidores se acomodam, mas é importante pensar que a conclusão de especializações proporciona a progressão em plano de carreira, por exemplo”, incentivou o diretor do site Concurso Virtual, Rodrigo Menezes.

O adicional é levado para a aposentadoria, já que é incluído no vencimento básico. Quem já parou de trabalhar mas fez, enquanto estava em atividade, algum curso acadêmico acima da formação exigida por seu cargo, pode entrar com o pedido para receber o adicional no departamento de Recursos Humanos da secretaria onde trabalhou.

Em todos os casos, o adicional é concedido a servidor que obtiver diploma acadêmico de um nível acima do exigido pelo cargo que ocupa.

Menezes recomenda que o servidor procure cursos relacionados à área de atuação. “Mas mestrado e doutorado têm mais peso, é bom dar prioridade para essas modalidades”, disse.

Já o professor do Universo Concurso Rodrigo Rodrigo Lelis alerta que estudar é, também, uma saída para quem almeja seleções públicas que oferecem salários maiores. “É importante refletir se o atual trabalho satisfaz as necessidades, caso contrário, um novo concurso pode será uma alternativa. Assim, é preciso estar atualizado”, recomenda.

FONTE: O DIA

2 comentários:

  1. EuSouBombeiroPorAmor!!!28 de outubro de 2015 18:49

    Mas essas gratificações não tem pra quem é Bombeiro. Sou formado em dois cursos de nível superior um dele de interesse da corporação e duas pós graduação ambas de interesse da corporação e vou iniciar o mestrado no ano que vem e não tenho incentivo nenhum e quase todos os cursos são de interesse da corporação, eu paguei tudo do meu salário só o mestrado é que vai ser em uma universidade pública se houvesse alguma ajuda de custo ou redução da carga horária de trabalho já me ajudaria. JSF!!!

    ResponderExcluir
  2. Onde encontro a lei ou decreto que me concede esse benefício sendo PM do RJ?

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.