sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Ministério da Defesa exonera general que criticou governo



BRASÍLIA — O Ministério da Defesa exonerou o general Antônio Hamilton Martins Mourão do Comando Militar do Sul. Ele foi transferido para a Secretaria de Economia e Finanças da pasta. A mudança ocorreu depois que Mourão, em palestra dada em 17 de setembro no Rio Grande do Sul, criticou políticos e disse que a saída da presidente Dilma não altera o “status quo”, mas que seria “o descarte da incompetência”, entre outras declarações.

As declarações, muitas delas apresentadas em slides, causaram mal-estar no ministério. O comandante do Exército recebeu carta branca para resolver a situação. Nesta quinta-feira foi oficializada a transferência do general.

Pesou ainda contra Mourão o fato de, depois do episódio da palestra, ele ter estimulado integrantes do Comando Militar do Sul a fazer homenagens ao coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, ex-chefe do órgão repressor da ditadura militar, que morreu este mês. Quem assumirá o lugar de Mourão será o general Edson Leal Pujol, que foi comandante das tropas brasileiras no Haiti.

FONTE: O GLOBO

3 comentários:

  1. A VERDADE, QUEM EXONEROU E ENQUADROU ESSE MILICO FOI O GENERAL VILLAS BÔAS.

    ResponderExcluir
  2. Quem enquadrou esse militar , foi o General Villas Bôas. Parabéns General , pela atitude corajosa de um grande líder.

    ResponderExcluir
  3. O General VILLAS BÔAS enquadrou e exonerou, foi um recado para todos os insatisfeitos. Assim ele compovou que só tem água de salchicha nas FFAA.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.