sábado, 10 de outubro de 2015

PM trabalha na folga, mas fica sem diária

Policiais Militares (PMs) que trabalham no Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) na Imprensa Oficial, órgão responsável pela publicação dos atos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do governo do Estado, não recebem o pagamento pelo trabalho extra há cinco meses. Por dia, 11 PMs prestam serviço no local. Pelo trabalho, os praças deveriam receber diárias de R$ 225 e, os oficiais, de R$ 300.

“Ninguém nos dá qualquer previsão sobre o pagamento. Sacrificamos nossa folga porque precisamos do dinheiro”, disse um PM que pediu para não ser identificado.

FONTE: EXTRA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.