sábado, 3 de outubro de 2015

Projeto de lei que determina corte de pensão pode excluir Polícia Civil

Policiais civis: categoria também corre riscos Foto: Fabiano Rocha / 18.09.2014

Gustavo Barbosa, presidente do Rioprevidência, já garantiu que policiais militares e bombeiros serão excluídos do projeto de lei do governo do estado que dificulta a concessão de pensões, acabando com benefícios vitalícias para viúvas abaixo de 44 anos. Deputados ligados à área de Segurança Pública, porém, brigarão para que policiais civis e agentes da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) também sejam retirados da proposta. No início da semana, eles se reunirão para discutir emendas ao texto.

“Incluí-los nesse projeto é um absurdo. Não tem lógica. Afinal de contas, eles também arriscam a vida a trabalho. Assim que o novo projeto chegar à Alerj, vamos fazer as emendas para que os policiais civis e os agentes sejam retirados do texto e trabalhar juntos para que sejam aprovadas”, disse Bolsonaro (PP), acrescentando que Martha Rocha e Wagner Montes (PSD) e Zaqueu Teixeira (PT) fazem parte do grupo.

FONTE: EXTRA

4 comentários:

  1. PEZÃO NÃO PODE CEDER, TÊM QUE CORTAR ESSE PRIVILÉGIO DA POLÍCIA CIVIL.

    ResponderExcluir
  2. Os SERVIDORES ESTADUAIS INATIVOS, poderiam descontar 5% para o RIOPREVIDENCIA, e as PENSIONISTAS ficariam de FORA do DESCONTO.
    Qualquer forma de PUNIÇÃO A TODAS PENSIONISTAS ESTADUAIS( CIVIL OU MILITAR), seria uma AFRONTA à nossa CONSTITUIÇÃO FEDERAL.

    ResponderExcluir
  3. Eles tem mais e q perderem mesmo!!! não votaram nele!!! Chupa agora isso!!!

    ResponderExcluir
  4. Só no Brasil : SERVIDORES DA POPULAÇÃO acham que são PATRÃO. O Governo Estadual vai mudar essa lógica.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.