quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Bombeiro: reserva aos 30 anos de serviço

Nem todos os bombeiros militares terão que ir para a inatividade aos 32 anos de serviço. O Projeto de Lei 262/2015, aprovado na terça-feira, pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), elevou de 28 para 32 anos o tempo de serviço para que oficiais da corporação possam compor a chamada cota compulsória (obrigatória) para a reserva remunerada. Ou seja, se o texto for sancionado pelo governador, o comando somente poderá recrutar compulsoriamente para a reserva os oficiais que tiverem mais de 32 anos de serviço. Hoje, o limite é de 28 anos.

“Periodicamente, o comando precisa abrir postos de coronel para criar um fluxo na carreira. Quando o número necessário não é preenchido por voluntários, são recrutados bombeiros para a cota compulsória” , disse Flávio Bolsonaro, relator do projeto.

O texto não altera o tempo de serviço para a reserva com proventos integrais, que é de 30 anos.

FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.