sábado, 14 de novembro de 2015

SITUAÇÃO DA SAÚDE NO ESTADO

Mulher morre à espera de transferência para UTI mesmo com duas liminares favoráveis



Rosana tinha câncer: ela ficou internada em UPA por dez dias Foto: Arquivo Pessoal



Rosana Pereira de Oliveira morreu, aos 33 anos, à espera de um oncologista. Sequer teve a chance de tentar lutar contra o câncer de mama. Após dez dias internada na UPA de Cabuçu, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, ela nem chegou a ver um especialista, apesar das duas liminares na Justiça que exigiam a transferência da paciente. Rosana deixa três filhos.

— Ontem (sexta-feira) à noite, consegui a terceira liminar, e ela seria cumprida. Mas, quando a transferência saiu, não precisava mais. Ela já tinha morrido — lamenta o viúvo, Washington Luiz: — Se ao menos a transferência tivesse acontecido quando pediram, se tivessem acatado a primeira liminar, salvariam ela.

O EXTRA mostrou nesta sexta-feira o aumento do número de cidadãos que buscam o Judiciário no Estado do Rio para ter acesso à saúde.

Este ano, são 1.272 decisões favoráveis a mais em relação ao mesmo período de 2014. Por dia, em média, os juízes dão 64 sentenças que obrigam o poder público a garantir cirurgias e remédios e transferir pacientes para unidades adequadas.

O laudo médico emitido pela UPA de Cabuçu na última terça-feira aponta que Rosana estava “recebendo o tratamento possível dentro do protocolo de atendimento, não sendo o indicado para a paciente”. O documento também pedia a transferência para uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva com acompanhamento do de mastologia e oncologia.

A Secretaria estadual de Saúde informou que Rosana foi inscrita na Central Estadual de Regulação (CER) para conseguir uma vaga em um hospital, na quinta-feira da semana passada. No entanto, apenas ontem de manhã surgiu um leito no Hospital das Clínicas de Nova Iguaçu, mas a paciente não resistiu. A CER ainda informou que nenhum leito fica vazio e que encaminha pacientes atendendo critérios de urgência e disponibilidade de vagas.

FONTE: EXTRA

2 comentários:

  1. Sabe porque iss acontece...
    Nenhum Responsavel é Preso...Eles deixam de cumprir uma Ordem Judicial e fica por isso mesmo.
    Vai um cidadao comun deixa de cumprir uma Ordem Judicial....Vai preso no ato...

    ResponderExcluir
  2. E ainda tem BM querendo tirar o Fundo de Saúde, achando que o Estado vai lhe dar todo suporte.
    Por favor, pare e pensem antes de tomarem decisões, as quais nos levaria a situações críticas e não à soluções fantasiosas.
    Meus sentimentos a esta família, que tanto lutou e não conseguiu o atendimento adequado para o CA de mama, queriam o minimo de dignidade a tempo de salvar esta senhora, tão nova ainda.
    Minha esposa teve câncer de mama em 2014, diagnosticado e operado no nosso hospital por um excelente mastologista, Dr. Destro (Maj BM Méd), teve todo apoio e dedicação também no tratamento de oncologia (quimioterapia e radioterapia) em clinica conveniada ao CBMERJ.
    Muito sofrimento, por mais de um ano, mas graças a Deus está curada, apenas algumas sequelas que com o tempo desaparecerão.
    Antes em 2010, eu mesmo, tive que me submeter urgentimente a uma cirurgia de próstata, ainda em estágio benigno.
    Foi também um ano de problemas, mas fui tratado com a maior dignidade e carinho mesmo pela equipe médica, hoje Cel Miura e Maj Edvaldo, sou também muito grato a Deus e a eles.
    Não vejo possibilidade alguma de ter sido atendido de maneira mais digna da qual fui, em meu próprio hospital ( HCAP).
    Claro, temos problemas de internação, algumas coisas ainda podem melhorarem, enquanto outras já melhoraram.
    Parabéns ao pessoal do HCAP e que Deus os protejam, assim, como a nós também.
    Portanto, falo o que senti na carne e mais uma vez, tomem cuidado, para não embarcarem em uma canoa furada.
    Apenas mais uma olhadinha no Sistema de Saúde do nosso Estado, do nosso Brasil.
    Não façam tanta questão do mísero valor que é descontado para o Fundo de Saúde.

    Um grande abraço a família bombeiro.

    JUNTOS SOMOS FORTES !

    Sgt BM R/R - Brito.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.