quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Orçamento sancionado para 2016 garante reajuste a servidores


O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, sancionou o Orçamento do Estado para 2016 

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, sancionou o Orçamento do Estado para 2016, com uma previsão de receita bruta total de R$ 99,8 bilhões. No que diz respeito às despesas com pessoal, haverá um aumento de 21,6% nos gastos em relação a 2015, com estimativa de liberar R$ 44,7 bilhões para servidores ativos, inativos e pensionistas. O objetivo é conceder correções salariais de 3,30% a 47% garantidas por leis aprovadas na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), em 2014. Entre os beneficiários, estarão servidores da Segurança Pública, do Detran-RJ e da Saúde, entre outras categorias.

O Orçamento do Estado ainda lista os maiores gastos previstos para este ano: Previdência Social (R$ 17,8 bilhões), Segurança Pública (R$ 11,6 bilhões), Educação (R$ 8 bilhões), Saúde (R$ 6,8 bilhões) e Transporte (R$ 3,8 bilhões).

Para o Bilhete Único — gasto de custeio —, serão destinados R$ 560 milhões. No caso dos investimentos, um dos destaques serão gastos com linhas de metrô (R$ 958,7 milhões).

No quesito receitas, a previsão é que a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) chegue a R$ 42 bilhões, e que as receitas obtidas com royalties de petróleo e participação especial recebidos pelo Rio fiquem em torno de R$ 7,5 bilhões.

FONTE: EXTRA

2 comentários:

  1. O Governador deveria usar o bom senso e a inteligência antecipando o pagamento dos funcionários para antes do carnaval, assim será injetado na economia do Estado uma quantia considerável face ao feriadão de carnaval.

    ResponderExcluir
  2. Que parte desse dinheiro seja para a reposicao do efetivo do cbmerj que está muito abaixo do que manda a lei. E que as 600 vagas que o coronel Saraiva disse o governo liberou seja verdade.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.