quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Orçamento sancionado para 2016 garante reajuste a servidores


O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, sancionou o Orçamento do Estado para 2016 

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, sancionou o Orçamento do Estado para 2016, com uma previsão de receita bruta total de R$ 99,8 bilhões. No que diz respeito às despesas com pessoal, haverá um aumento de 21,6% nos gastos em relação a 2015, com estimativa de liberar R$ 44,7 bilhões para servidores ativos, inativos e pensionistas. O objetivo é conceder correções salariais de 3,30% a 47% garantidas por leis aprovadas na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), em 2014. Entre os beneficiários, estarão servidores da Segurança Pública, do Detran-RJ e da Saúde, entre outras categorias.

O Orçamento do Estado ainda lista os maiores gastos previstos para este ano: Previdência Social (R$ 17,8 bilhões), Segurança Pública (R$ 11,6 bilhões), Educação (R$ 8 bilhões), Saúde (R$ 6,8 bilhões) e Transporte (R$ 3,8 bilhões).

Para o Bilhete Único — gasto de custeio —, serão destinados R$ 560 milhões. No caso dos investimentos, um dos destaques serão gastos com linhas de metrô (R$ 958,7 milhões).

No quesito receitas, a previsão é que a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) chegue a R$ 42 bilhões, e que as receitas obtidas com royalties de petróleo e participação especial recebidos pelo Rio fiquem em torno de R$ 7,5 bilhões.

FONTE: EXTRA