quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Manifestação causa transtorno aos motoristas no Centro do Rio

O protesto organizado pelo Sind-Degase contou com o apoio de servidores de todas as áreas do Estado

Rio - Um protesto de servidores estaduais causou transtornos aos motoristas que passaram pela região do Centro, na tarde desta quarta-feira. Agentes da Cet-Rio atuaram na região para tentar dar mais fluidez ao tráfego. O trânsito era intenso em algumas vias. Por volta das 19h, a manifestação se dispersou. 

O ato foi organizado pelo Sind-Degase e ocorreu por conta do atual quadro de insegurança financeira que vivem os servidores do Estado do Rio. Entre os participais grupos estão a Associação dos Servidores da Defensoria Pública do Estado do RJ, Associação dos Servidores do Ministério Público do Estado do RJ, Associação de Policiais Militares do Estado do RJ entre outros de diversas categorias.

 

Protesto acontece em frente a AlerjFoto: da seguidora @MarziaMandarino

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, por volta de 15h39, foi interditada parcialmente a Rua Primeiro de Março, na altura da Alerj. O trânsito apresentava retenções nas principais vias do Centro. Às 18h20, foi liberada totalmente a Rua 1° de Março e interditada a Av. Rio Branco, a partir da Av. Pres Vargas que só foi totalmente liberada por volta de 19h. O trânsito era intenso na região.

Ainda segundo o COR, os motoristas que se deslocavam da Zona Sul em direção ao Centro deveriam optar pelo Túnel Rebouças, que tinha trânsito intenso. Quem estava na região da Glória deveria acessar a Lapa (Av. Mem de Sá) para chegar ao Centro.

FONTE: O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.