sábado, 13 de fevereiro de 2016

Servidores do Estado anunciam manifestação para o dia 2 de março e projetam greve geral


Protesto de funcionários estaduais em frente à Alerj

O dia 2 de março será de manifestação em frente à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). O funcionalismo, com a liderança do Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe), fará um ato de protesto contra o governador Luiz Fernando Pezão. A pauta cobrará, mais uma vez, o pagamento integral das parcelas que ainda restam do 13º salário e o retorno ao calendário antigo de pagamento, além de incluir críticas à proposta de alterar a Previdência Estadual.

Os líderes de categoria se movimentam para que seus grupos decidam, nos próximos dias, pelo estado de greve. A ideia é que o funcionalismo faça uma paralisação de advertência, por 48 horas, até o dia 4 de março. O passo seguinte será decretar greve geral no Estado.

FONTE: EXTRA

3 comentários:

  1. Valéria cristina esposa de militar13 de fevereiro de 2016 12:10

    Agora sim o povo carioca infelizmente tem que sentir na carne e vê oque nossas categorias estão passando só com reação esse mau caráter vai sair ,nossas famílias passando necessidade é uma vergonha para o servidor ,além da saúde dos hospitais do estado está pedindo socorro chega de carnaval e olimpíada temos que vê a realidade desse incompetente desgovernado vulgo PEZÃO!!!!!!! ¡

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente o SERVIDOR PÚBLICO perdeu a credibilidade de toda a sociedade, é um paradoxo , deixou de servir para se servir do público .

    ResponderExcluir
  3. AGORA SIM, VAMOS VOLTAR TODOS NA ALERJ, GREVE JÁ

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.