terça-feira, 8 de março de 2016

AMANHÃ NÃO TEM SALÁRIO - OBRIGADO PEZÃO


Governo do Rio não consegue dinheiro para pagar folha nesta quarta-feira e pede a ‘compreensão dos servidores’



Em comunicado enviado no fim da tarde desta terça-feira, o governo do estado confirmou que não conseguiu arrecadar o valor necessário para pagar a folha de pagamento do funcionalismo público, marcado para esta quarta-feira, dia 09/03. Na nota, o governo pede “a compreensão dos servidores” e promete o depósito para o dia 11/03, na próxima sexta-feira.


Na nota, o valor apresenta o valor necessário para quitar a folha de fevereiro: R$ 1,445 bilhão a 468.621 servidores, sendo 220.323 ativos, 153.463 inativos e 94.835 pensionistas. Deste montante, não foi especificado o quanto falta para que todos recebam.


O pagamento marcado para o dia 9 de março já foi em virtude de uma alteração proposta pelo Executivo. Desde a folha de dezembro, os depósitos passaram a ser no 7º dia útil ao mês seguinte ao trabalhado (antes eram no 2º dia). A mudança gerou a insatisfação dos servidores, que agora terão de lidar com novo atraso.

Confira o comunicado do governo na íntegra


O Governo do Rio informa que o pagamento da folha de fevereiro dos servidores ativos, inativos e pensionistas será feito nesta sexta-feira (11/3). O Estado pede a compreensão dos seus servidores e pensionistas, porém a postergação é necessária devido ao agravamento da crise financeira fluminense, provocada pelo aprofundamento da desaceleração da economia brasileira, recuo nos investimentos da Petrobras e queda nos preços do petróleo. O pagamento estava inicialmente previsto para esta quarta-feira (9/11). O valor a ser desembolsado pelo governo do estado será de R$ 1,445 bilhão a 468.621 servidores, sendo 220.323 ativos, 153.463 inativos e 94.835 pensionistas.


A forte recessão da economia brasileira, confirmada pelos dados do Produto Interno Bruto (PIB) divulgados na semana passada pelo IBGE, está afetando todos os estados brasileiros, em particular o Rio de Janeiro, cuja economia tem, pela sua vocação natural, forte peso do petróleo, cujos preços vêm despencando desde 2014. O PIB do país despencou 5,9% no último trimestre de 2015 ante igual período do ano anterior. O resultado ilustra a dimensão da crise econômica que castiga todas as unidades da Federação, obrigando vários estados a postergar ou parcelar o pagamento dos salários.


A quase paralisação das atividades da Petrobras, empresa que tem 80% das suas atividades no Estado do RJ, agrava significativamente a crise das finanças fluminenses. A partir do último trimestre de 2014, houve uma intensa mudança na arrecadação do Estado, provocada pela forte queda nos preços do petróleo, setor que representa 30% do PIB do estado.


O principal efeito da queda do preço do petróleo no Estado do Rio de Janeiro é na arrecadação com royalties. A receita com royalties despencou 38% em 2015, passando de R$ 8,7 bilhões em 2014 para R$ 5,5 bilhões no ano passado. Ainda em 2015, a arrecadação de ICMS do segmento de “petróleo, combustíveis e gás natural” despencou, em termos reais (descontada a inflação), 19,4% em relação a 2014. O preço do barril do petróleo caiu de US$ 110 em junho de 2014 para US$ 65 em junho de 2015. A média do mês passado foi de US$ 30.


O governo do estado mantém, como máxima prioridade, o pagamento dos salários dos servidores ativos, inativos e pensionistas. Os esforços para geração de receitas extraordinárias que permitam enfrentar as turbulências econômicas prosseguem.

19 comentários:

  1. mesak o que está faltando agora para os servidores do estado entrarem em greve.

    ResponderExcluir
  2. Minha dispensa não compreendeu, crente que amanha ia poder por comida em casa.É muito descaso sabe...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terei que pedir emprestado para comprar o leite da minha neta. Os legumes para a sopinha um amigo ja comprou pra mim. Plano dela atrasado. Luz atrasada. Amanha e o prazo pra pagar parcelamento do cartao que desde dezembro virou bola de neve. Misericordia, onde vamos parar ?

      Excluir
  3. A merda ainda vai ficar mais rala . E ai esta faltando o q ?

    ResponderExcluir
  4. E aí Deputado Daciolo o que vamos fazer, precisamos da sua liderança como em 2011 e 2012 colocando a população junto com os funcionários nas ruas solicitando a saída desse desgovernador. Vamos lá Deputado Federal venha nos ajudar aqui no Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  5. Minhas administradoras do cartão de crédito tb nao entenderam e vao cravar o juros no meu rabooo...governo FDP...

    ResponderExcluir
  6. Daqui a pouco, só vai ter dinheiro pro JUDICIÁRIO .

    ResponderExcluir
  7. VAMOS PARA ESSA PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

    ResponderExcluir
  8. Isso é crime de improbidade administrativa !
    Em um pais serio isso não poderia continuar!

    ResponderExcluir
  9. GOVERNADOR DESGRAÇADO , AINDA PEDE COMPREENSÃO. SERÁ QUE A BARRIGA DOS NOSSOS FILHOS VÃO ENTENDER. TOMARA QUE ESSE INFELIZ AMANHEÇA NO INFERNO , ASSIM COMO A CORJA D'ELE. VÃO MORRER E O DINHEIRO DESVIADO NÃO VAI SERVIR PARA NADA.

    GREVE TOTAL. MINHA GENTE ESSE GOVERNADOR ESTÁ BRINCANDO COM O FUNCIONALISMO ELE FAZ O QUE QUER E NINGUÉM TOMA UMA PROVIDÊNCIA.

    ResponderExcluir
  10. Somos como burros de carga não sabemos a força que temos

    ResponderExcluir
  11. É policiais falamos tanto q esse governo ía nos decepcionar,mas vcs não acreditaram agora segura a onda .

    ResponderExcluir
  12. Fora Dilma, Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão... Fora Dilma , Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão...


    Fora Dilma, Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão... Fora Dilma , Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão...


    Fora Dilma, Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão... Fora Dilma , Fora Pezão, Fora Pezão, Fora Pezão...

    ResponderExcluir
  13. É humilhante o descaso do governo com os ativos e pensionista do RJ, pagamos impostos, sofremos com os descontos altissímos, e na hora de recebermos os nossos salários em dia para honrar os nossos compromissos o governador diz que não dinheiro. Como fazer p/ pagamos nossas contas? Engraçado que as obras para as olimpíadas de 2016 está a todo vapor e o governo fala em crise no país, muito de nós conseguimos nos aposentar com a saúde em dia e muitos com sequelas adquiridas ne estado do RJ e muitos ainda estão trabalhando aguardando o dia D para se livrar desse estado malicioso, autoritário e sem respeito por todos nós.

    ResponderExcluir
  14. Sgt Affonso Gmar. Eu não aguento mais

    ResponderExcluir
  15. To a beira de fazer merda ta avisado

    ResponderExcluir
  16. E outra hein. Não conte com esse dinheiro na sexta feira.

    ResponderExcluir
  17. Engraçado é que o pagamento do funcionalismo público não tem nada haver com queda de arrecadação de royalties, assim diz a lei. Estão usando nosso dinheiro para cobrir despesas que deveriam serem pagas com os recursos do petróleo, como as obras para as olimpíadas. Greve geral, assim seremos vistos!!!

    ResponderExcluir
  18. Engraçado é que o pagamento do funcionalismo público não tem nada haver com queda de arrecadação de royalties, assim diz a lei. Estão usando nosso dinheiro para cobrir despesas que deveriam serem pagas com os recursos do petróleo, como as obras para as olimpíadas. Greve geral, assim seremos vistos!!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.