domingo, 13 de março de 2016

CALOTE NO PROG EM NITERÓI


Os bombeiros do 3° tiraram esses serviços pela prefeitura de Niterói desde janeiro. Suspenderam o contrato e ninguém recebeu

O MP encontrou irregularidades do contrato e mandou suspender

Só que os bombeiros que trabalharam nesse período, não receberam e também os oficiais fizeram panela e só escalavam os bombeiros do 3° sendo que Niterói tem 3 quartéis de bombeiros

PARABÉNS PREFEITURA DE NITERÓI, MAIS UMA PERNADA NO TRABALHADOR
(PERNADA 1 - POSTOS DE SALVAMENTO)






RECEBIDO POR WHATSAPP


14 comentários:

  1. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma safadeza! Um comandante que deixa de servir uma ceia descente para gastar dinheiro com câmeras para vigiar bombeiro (pra não dizer punir), não é de se estranhar que assine um contrato com irregularidades...

      Excluir
  2. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  3. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  4. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  5. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  6. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  7. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  8. Em meio à crise em que atravessamos, em meio a roubalheira e corrupção descarada e impune em que nosso país e estado atravessam, seria estranho se não tivesse algo arbitrário nesse convênio firmado entre o CBMERJ e a prefeitura de Niterói.
    Porém, os militares do 3 GBM acreditaram em seus representantes, que leram e assinaram o contrato suspenso pelo MP. São oficiais superiores e autoridades políticas, ou seja, são representantes, teoricamente pessoas preparadas e acostumadas com tais condutas... Fica até difícil julgar de onde vem a maior ignorância em assinar um contrato com 8 itens irregulares.
    A pimenta arde no olho de quem deixou sua família, amigos, lazer ou até mesmo outras atividades remuneradas para executar os serviços do ProeisBM, uma atividade legalmente reconhecida, mas é refrescante no olho de quem simplesmente diz que nada pode ser feito é que os militares não terão a remuneração desses serviços. Inclusive, não se sabe se consta no "contrato", os militares eram utilizados para exercer funções do quartel, tais como motorista, a guarnição avançada com o AR para queda de moto e poupava o oficial.

    ResponderExcluir
  9. O ministério público tem que ir em cima do comando e da prefeitura....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior é ouvir ele falar que se pudesse faria Prog... Imagina se fizesse e não recebesse?

      Excluir
    2. Foi muita ralação para no final levar um calote!

      Excluir
  10. Os militares deveriam se reunir e acionar a justiça, ir na corregedoria... Algo tem que ser feito, pois esses serviços foram trabalhados.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.