segunda-feira, 14 de março de 2016

Drama! Superação! Ha limites para uma mãe? Mãe e sargento do EXÉRCITO foi DEMITIDA enquanto lutava pela vida de seu filho e cuidava da própria saúde.

Drama! Superação! Ha limites para uma mãe? Nessa semana pós-dia da mulher lembramos de um drama e história de superação. Mãe e sargento do EXÉRCITO foi DEMITIDA enquanto lutava pela vida de seu filho e – pasmem – cuidava também da própria saúde.


Depois de processar o Exército, se sentir ameaçada e ter sido abandonada pela força terrestre, a sargento resolveu deixar o país por conta própria. Enfrentando os reiterados prognósticos negativos que vinham da rede de saúde da força terrestre, tirou uma licença e viajou para os Estados Unidos. Ela acreditava que o filho poderia ser curado.

Um grande baque.

Após alguns meses, mesmo em tratamento da própria saúde, a sargento foi demitida pelo comando do Exército brasileiro. É admissível isso, que a força mande para casa sem qualquer direito um militar que ingressou em gozo de saúde plena?

O deputado federal Cabo Daciolo recentemente apresentou projeto que visa corrigir isso. O deputado acredita que as Forças Armadas não deveriam demitir militares em tratamento de saúde. Daciolo alega que nem na iniciativa privada esse tipo de “abandono” acontece.

Quanto ao menino Gabriel, o exército alegava que o problema “não tinha jeito”. Mas, nos Estados Unidos foi descoberto que a criança tem um coagulo calcificado no cérebro, por isso tantas crises convulsivas que o deixam perigosamente debilitado. Por causa das crises o menino perdeu a fala. A família agora começa a ver luzes no fim do túnel de sofrimento que já dura vários anos. Mãe e filho abandonaram o Brasil em busca de solução para um problema que para a saúde do Exército era “impossível” de resolver.

A mãe de Gabriel informa que a criança finalmente fará uma cirurgia no cérebro para tentar corrigir os erros que alguns médicos no Brasil cometeram. Mas, depois disso ainda será necessário um acompanhamento cuidadoso. Mas, ela teme o futuro, conta que o Fundo de saúde do Exército tem DESCUMPRIDO decisões judiciais seguidas em relação a assistência para seu filho.

“Independente disso vamos dar um jeito de manter Gabriel em tratamento aqui nos Estados Unidos. E pediremos a Deus para que o NOVO COMANDANTE do Exército AUTORIZE o tratamento do Gabriel aqui nos Estados Unidos. Toda essa história de superação vocês irão ver na TV GLOBO INTERNACIONAL pois Gabriel a cada dia está melhor contrariando TODAS AS NEGATIVAS das JUNTAS MÉDICAS MILITARES que o diagnosticaram sem perspectivas de melhoras.”

A rede Globo internacional tomou conhecimento do caso, enviou uma equipe e em breve estará no ar uma reportagem completa contando o drama e a história de superação vivida pela família de Gabriel.