sexta-feira, 18 de março de 2016

Protesto contra o governo reúne 4 mil

Segue firme a mobilização dos servidores do Estado do Rio contra as ações promovidas pelo governador Luiz Fernando Pezão em virtude do agravamento da crise financeira que afeta as contas públicas. Ontem, mais de quatro mil servidores de 30 categorias participaram de novo ato público em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Estiveram presentes funcionários da Segurança Pública, Educação, Saúde, Cecierj, Degase, Detran, Justiça Estadual e demais áreas. Os servidores que compõem o Muspe, movimento unificado, encerram hoje os três dias de greve propostos como forma de pressionar o governo.



Servidores de 30 categorias se reuniram em frente à Alerj (Samuel Tosta – Sepe)

Vão se manter de braços cruzados os servidores da Educação, da Cecierj e universidades estaduais. Funcionários da área de Segurança vêm promovendo “operações tartarugas” como forma de protesto. Integrante da coordenação do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), Marta Moraes, informou que os integrantes do movimento unificado vão se reunir na próxima terça-feira com o líder do governo na Alerj, deputado Edson Albertassi (PMDB): “Apresentaremos pauta unificada ao governador e outra específica aos secretários. Na terça-feira esperamos negociar a retirada definitiva do projeto da reforma da previdência”.

FONTE: O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.