sexta-feira, 8 de abril de 2016

Associação dos Bombeiros critica ajuda de custo de R$ 100 para transporte


O bombeiro, caminhando pela Linha Vermelha 

O cabo do Corpo de Bombeiros Altamiro Rodrigues da Cruz, sem dinheiro para transporte, decidiu ir a pé da Ilha do Governador a Charitas, em Niterói, para cumprir o treinamento obrigatório. Ele solicitou ajuda de custo, no dia anterior, e não foi atendido. O comando da corporação informou que socorreu o cabo, durante a caminhada, para evitar riscos, e que ele não foi punido pelo ato. A Associação dos Bombeiros diz que os servidores têm ajusta de custo de R$ 100 para transporte desde 2012.

— Recebemos uma ajuda de custo que não nos ajuda em nada — disse Mesac Eflaín, presidente da Associação dos Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro. — Há anos que não recebemos um reajuste e temos de conviver com essa situação.

Os servidores do Corpo de Bombeiros integram o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Muspe), mas, em função do regime interno, não podem aderir a greve geral que começou na última quarta-feira.

FONTE: EXTRA

Um comentário:

  1. GENTE, ESSE IDIOTA DO COMANDANTE DESSE BOMBEIRO DEVE SER HOMENAGEADO PELA ASSEMBLÉIA DO ESTADO.
    NÃO PUNIR UM FUNCIONÁRIO POR NÃO TER DINHEIRO PARA TRABALHAR E SERVIR DE ESCRAVO É ALGO GRANDIOSO.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.