segunda-feira, 4 de abril de 2016

Dornelles fará reunião com representantes do funcionalismo Cada um dos 32 órgãos envolvidos fará reinvidicações em encontro na quarta


Dornelles recebe representantes de vários setores do setor público na próxima quarta-feira 

RIO - O governador em exercício, Francisco Dornelles (PP), vai se reunir com representantes de vários setores do serviço público estadual no Palácio Guanabara na próxima quarta-feira. Cada um dos 32 órgãos envolvidos fará suas reivindicações, que não são poucas, diante da grave crise que o Estado do Rio enfrenta. Segundo Antonio Virginio Fernandes, um dos coordenadores do Sindicato dos Trabalhadores das Universidades Públicas (Sintuperj), independentemente do resultado da conversa, está prevista uma assembleia no mesmo dia, que vai decidir sobre uma possível greve geral. O encontro foi marcado pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe).

A principal instituição de ensino superior do Estado, a Uerj, está com suas atividades paralisadas desde o dia 7 de março.

— O governador vai nos atender às 9h. Mas, de qualquer maneira, o ato está programado e vamos realizá-lo. Faremos uma assembleia, às 14h, no Largo do Machado, e de lá sairemos em passeata até o Palácio Guanabara — explica Fernandes.

Entre as reivindicações do Sintuperj, que representa também os funcionários da Uenf (Universidade do Norte Fluminense) e Uezo (Universidade da Zona Oeste), estão a volta do calendário de pagamento para o primeiro dia útil de cada mês (atualmente é no 10º dia útil) e a integralização de uma parcela restante no pagamento do décimo terceiro.

Segundo Fernandes, a categoria procura um entendimento com o governo e busca o diálogo como forma de encerrar a greve o mais rápido possível.

— Seria muito importante para nós que ela não se prolongasse. Mas vai depender de o governador nos dar as saídas que precisamos ter no atendimento mínimo das pautas. Ele diz que não tem dinheiro para pagar os servidores, que está na dependência de um empréstimo de R$ 1 bilhão que estão tentando pegar em Brasília. Vamos ver se na quarta-feira teremos essa resposta. Pelo menos para tranquilizar um pouco a gente, para termos condição de receber o salário de março no dia 14, como previsto — conclui o servidor.

FONTE: O GLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.