quinta-feira, 7 de abril de 2016

Governador anuncia parcelamento de salários de servidores do estado Policiais militares e civis, bombeiros e professores, no entanto, receberão o valor integral



O governador em exercício, Francisco Dornelles - Gabriel de Paiva 30-03-2016 / Agência O Globo

RIO - O governador em exercício, Francisco Dornelles, acabou de anunciar ao GLOBO que os salários dos servidores públicos estaduais serão parcelados em razão da crise de arrecadação. Ele garantiu, no entanto, que os vencimentos de policiais militares e civis, bombeiros e professores serão depositados integralmente. O pagamento deverá ser feito no dia 14, décimo dia útil do mês.

A folha de pagamento do Executivo do mês de março é de cerca de R$ 2 bilhões. O déficit de caixa do estado previsto para este ano, devido à queda na receita de royaltes, é de R$ 20 bilhões.

Até a quarta-feira, oficialmente, o governo do estado negou o parcelamento e afirmou que “todos os esforços” estão sendo feitos para que o pagamento se mantenha no décimo dia útil do mês (dia 14 de abril).

Ainda na quarta-feira, servidores públicos estaduais fizeram um protesto contra atrasos em pagamentos pelo estado e por melhorias nas condições de trabalho. Eles caminharam do Largo do Machado para o Palácio Guanabara, na Zona Sul, onde foram recebidos pelo governador em exercício, Francisco Dornelles, que não deu definição de como (e quando) serão pagos os salários. Ficou agendada uma nova reunião com o Sepe, no dia 12, e uma audiência com o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (Muspe), ainda na semana que vem. O trânsito ficou complicado na Zona Sul. Policiais do Batalhão de Grandes Eventos acompanharam a manifestação, que terminou por volta de 18h40m.

- O governador não passou nenhuma informação sobre pagamento de salário. Mas ele falou que se estivesse no nosso lugar, estaria fazendo a mesma coisa. Que nós estamos sem salário e estamos sem condição de pagar as nossas contas. Ele afirmou que a nossa luta é justa - contou Marta Moraes, coordenadora do Sepe.

Ao todo, 30 sindicatos e duas associações, em um total de 32 categorias, participaram do protesto, segundo o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais. Segundo o Muspe, 16 categorias estão em greve. Entre elas, policiais civis, professores estaduais e funcionários do Detran.

GOVERNO DEPOSITA R$ 9,8 MILHÕES PARA POLICIAIS E BOMBEIROS

O governo do estado depositou, nesta quinta-feira, R$ 9,8 milhões referentes à gratificação do Regime Adicional de Serviço (RAS) de policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários. Os recursos estarão disponíveis nas contas bancárias dos servidores até a próxima segunda-feira, e são relativos a novembro de 2015.

Os valores do RAS são os seguintes: Polícia Militar - R$ 4,1 milhões, Polícia Civil - R$ 1,8 milhão, Corpo de Bombeiros – R$ 2,6 milhões e Secretaria de Administração Penitenciária - R$ 1,2 milhão.

PEZÃO COMENTA PAGAMENTO DO RAS

Em sua página pessoal no Facebook, o governador Luiz Fernando Pezão, que está internado no Hospital Pró-Cardíaco desde terça-feira, para tratar um câncer, postou: "No nosso esforço para honrar todos os compromissos com os servidores, conseguimos depositar R$ 9,8 milhões para o pagamento da gratificação do RAS, o Regime Adicional de Serviço. Estará nas contas dos policiais civis e militares, bombeiros e agentes penitenciários na segunda-feira. O servidor é nosso foco. Seguimos na luta!".

FONTE: O GLOBO

Um comentário:

  1. Sinceramente sou contra privilegiar algumas categorias e outras não. Isso é uma jogada do governo para esvaziar o movimento de greve. Todos somos trabalhadores e merecemos os salários em dia. Não concordo com isso. "Tem q ser bom para todos."

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.