segunda-feira, 25 de abril de 2016

Lei aprovada pela Alerj em 2013 deu sinal verde para aval para Cavalo de Troia no RioPrevidência


Em minha postagem anterior (Aqui!) coloquei a questão de necessidade da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) ter aprovado a captação externa de recursos para o RioPrevidência, e não precisei esperar muito para que um leitor deste blog mostrasse que sim! 

A Lei 2.666/2013 (ver duas imagens em sequência) foi aprovada pela Alerj no dia 18/12/2013 para possibilitar ao RioPrevidência captar cerca de R$ 4.8 bilhões no “mercado doméstico ou internacional” com antecipação dos royalties do petróleo!

O interessante aqui me parece ser a conexão entre o reforço de caixa do RioPrevidência e a antecipação dos roaylties do petróleo, já que uma coisa não tem necessariamente a ver com a outra, ou não deveria. Além disso, a autorização da Alerj foi para um valor máximo de R$ 4.8 bilhões (algo em torno de US$ 2.06 bilhões no dia da aprovação da Lei 2.666/2013) e o fundo criado nos EUA para captar recursos para o RioPrevidência vendeu US$ 3.1 bilhões segundo dados divulgados pela imprensa corporativa. Isso dá, em conta grosseira, um venda excedente de títulos de mais de 1 bilhão de dólares!

Ainda que eu saiba que dificilmente teremos uma ação transparente por parte da maioria dos deputados da Alerj, há que existir uma pressão dos sindicatos dos servidores, e da sociedade em geral, para que se apure como é que se deu esse processo de bancarrota do RioPrevidência e quem foram os que ganharam com esse tipo de manobra que já foi chamada de “exótica”. 

Ah, sim, não é preciso apurar quem perdeu com esse imbróglio, pois já se sabe que foram os servidores públicos estaduais e a população que depende dos seus serviços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.