quarta-feira, 20 de abril de 2016

Maioria de pensionistas não recebe 13º salário

Se não bastasse estar sem o pagamento referente ao mês de março, a maioria dos 80 mil pensionistas do Estado do Rio ficou também sem o depósito da última parcela do 13º salário. O crédito que deveria ter sido feito na última segunda-feira não ocorreu e os segurados não viram a cor do dinheiro, conforme prometido.

Desta vez não foi por falta de recursos financeiros, já que o montante de cerca de R$ 18 milhões estava disponível desde o dia 18. O que impediu o repasse para a conta dos segurados do Rioprevidência foi um problema operacional que não foi revelado pelo governo. Segundo fontes do estado, a previsão é que o dinheiro seja depositado a partir de hoje. Ontem, ninguém deste grupo recebeu. Os quase 80 mil pensionistas que ficaram sem receber não anteciparam a segunda metade do 13º por meio de crédito especial ofertado pelo Bradesco em dezembro de 2015. A segunda parcela foi dividida em cinco vezes. Diversas reclamações foram enviadas para a coluna por e-mail e ao blog (http://blogs.odia.ig.com.br/coluna-do-servidor/)

A Secretaria de Planejamento esclareceu que o pagamento da última parcela da segunda metade do 13º foi paga dia 18. “Alguns erros operacionais foram detectados na folha dos pensionistas e estão sendo corrigidos e o pagamento está sendo feito”.

ESTADO VAI RECORRER
Termina às 15h30 de hoje o prazo estipulado pela Justiça para que o estado pague as aposentadorias e pensões de março a 137 mil segurados. A Procuradoria Geral vai recorrer da decisão “por absoluta falta de recursos nos cofres do estado para cumprir a sentença”. A decisão é do juiz Felipe Pinelli da Central de Assessoramento Fazendário do TJ-RJ.

ARRESTO DE R$ 1 BILHÃO
De acordo com a Defensoria Pública, autora da ação que exigiu o pagamento imediato, caso o depósito não seja efetuado em 24 horas, será determinado arresto do valor de R$1 bilhão. Com isso, todo dinheiro encontrado nas contas do estado será depositado em uma conta judicial. Em seguida, o montante será transferido para os segurados.

OBSTRUÇÃO DE PAUTA
Pela terceira sessão consecutiva não houve votação no plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A obstrução ocorre porque a maioria dos parlamentares defende que a Casa vote o projeto de decreto legislativo que anula a decisão do governo de atrasar o pagamento de aposentados e pensionistas.

AUXÍLIO DO LEGISLATIVO
O Colégio de Líderes da Alerj se reúne hoje às 12h para discutir como o Legislativo pode ajudar para que o Executivo cumpra a decisão judicial. Uma das sugestões que será analisada na reunião é o encaminhamento de ofício ao Poder Judiciário solicitando que não seja cassada a liminar da 10ª Vara de Fazenda Pública.

ENCONTRO COM O MUSPE
Os servidores que representam o Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado do Rio de Janeiro (Muspe) têm reunião marcada para as 17h30 de hoje com o governador em exercício Francisco Dornelles. O encontro deveria ter ocorrido na última segunda-feira, mas foi transferido para hoje.

FONTE: O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.