quarta-feira, 20 de abril de 2016

NOVIDADES DA REUNIÃO DO MUSPE COM O GOVERNADOR DORNELLES



O MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais) se reuniu com o Governador Francisco Dornelles na tarde de hoje, 20/04/16, para discutir a pauta de seis itens que impactam diretamente na vida do servidor e da população do Estado do Rio de Janeiro:

1. Contra qualquer retaliação aos servidores e contra o corte de ponto;

2. Contra o pacote de medidas que penalizam os servidores, conforme o PL18/2016 (aumento da contribuição previdenciária de 11% para 14%, congelamento do salário por 2 anos, incluindo triênios e progressões);

3. Retorno do calendário de pagamento até o 2º dia útil;

4. Contra o parcelamento de salários e do 13º;

5. Reposição das perdas salariais de 2015, conforme a Constituição Federal;

6. Pelo fim das OSs e terceirizações no Funcionalismo Público do Estado. 

Ao fim da reunião, que durou cerca de uma hora, o MUSPE saiu com os seguintes avanços:

1. O governador em exercício se comprometeu a não enviar para a ALERJ qualquer projeto que prejudique o servidor. 

2. Não haverá corte de ponto e retaliação aos servidores em greve

3. Será formada uma comissão de 7 (sete) servidores representantes de entidades sindicais para cobrar informações que levaram o Estado ao atual caos financeiro e apontar possíveis soluções. 

O MUSPE saiu vitorioso porque tem a palavra do governador de que o diálogo está aberto e que não haverá projeto de lei para retirar direitos dos servidores. Na próxima quinta, dia 28/04/16, às 17h30, o MUSPE tem uma nova reunião com o governador. E vamos perguntar, abrir as contas do Estado, questionar e fazer o que deve ser feito: tornar os servidores públicos e a população prioridades para o governo. 

Juntos somos fortes!
Nem um passo daremos atrás
Deus está no controle

4 comentários:

  1. Muito bom gurreiros dO MUSPE !!!! JUNTOS SOMOS FORTES! !! MIZAEL BOMBEIRO / MAGÉ.

    ResponderExcluir
  2. Tá, e os inativos e pensionistas, q/ estão sem seus salários, o que ficou resolvido ???

    ResponderExcluir
  3. E desde quando político tem palavra
    Querem superar a crize corta 50% dos salário d todos os vereadores prefeitos deputados e governadores
    E 50% da verba de gabinetes

    ResponderExcluir
  4. E sobre as T erceirizacoes o que foi resolvido? esse sim Dr o maior câncer dentro do serviço público.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.