quarta-feira, 27 de abril de 2016

Pezão e Dornelles escapam das pedaladas fiscais



Lindbergh Farias (PT-RJ) salvou a pele de boa parte dos governadores brasileiros, nesta terça-feira (26), na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

Inclusive do interino Francisco Dornelles (PP) e do titular Luiz Fernando Pezão (PMDB).

É que o Tribunal de Contas da União (TCU) pediu ao Senado que batesse o martelo sobre a venda da dívida ativa dos estados. Seria uma operação de crédito ou venda de ativos?

Lindbergh foi o relator. Para ele, seria venda de ativos. A posição foi seguida pelos colegas.

Se os senadores tivessem optado por operação de crédito, a negociação seria considerada... uma pedalada fiscal!

Numa interpretação dessas, Dilma Rousseff (PT) caiu no processo de impeachment.

Pedido é ordem

Tasso Jereissati, do PSDB do Ceará, chegou a pensar em pedir vistas do projeto.

“Senador, foi um pedido do governador Dornelles”, foi logo explicando Lindbergh.

Tasso desistiu das vistas e a matéria foi logo aprovada.

FONTE: EXTRA

2 comentários:

  1. Servidor Indignado27 de abril de 2016 12:53

    Esperar oque desse Lindberg...
    Nas proximas Eleições o povo do Rio votem nele novamente...

    ResponderExcluir
  2. lindenberg seu canalha ex cara pintada um dia você vai pagar gente não votem nesse cara nunca mais to com nojo desses politicos corruptos.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.