segunda-feira, 2 de maio de 2016

Federação entra na Justiça para arrestar do Estado valor da folha de abril dos servidores


Diversas categorias estão em greve desde o início da crise 

Entre hoje e amanhã, a Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp) espera tutela provisória para arrestar o valor total da folha de pagamento de abril dos 465 mil servidores estaduais, dos ativos aos aposentados e pensionistas. A medida cautelar está nas mãos do juiz Leonardo Grandmasson Ferreira, desde a última sexta-feira.

Na petição que cobra o bloqueio das contas, a Fasp aponta a necessidade de se respeitar o calendário antigo dos servidores, com pagamentos até o 3º dia útil do mês seguinte ao trabalhado e sua validade para os meses seguintes.

— Pelo tempo da Justiça, teremos uma decisão até amanhã. Na pior das hipóteses, todos os servidores poderão receber seus salários até a sexta-feira — disse o advogado Carlos Henrique Jund, que assina a ação.

A Fasp, na petição, pede os dados para a transferência dos valores aos servidores, e ainda estipula multas a quem desrespeitar a ordem judicial. A reivindicação mais grave é enquadrar o governador em exercício, Francisco Dornelles, em crime de responsabilidade pelo não pagamento dos servidores até o 3º dia útil.

A judicialização dos pagamentos ganha coro entre líderes sindicais. O presidente do Sindicato dos Médicos (SinMed-RJ), Jorge Darze, lembra que as representações precisam fazer o que for do seu alcance para garantir o dinheiro na conta do servidor.

— Eu sempre digo que não vamos nos furtar a recorrer ao judiciário. Se os pagamentos não forem feitos no prazo, nós vamos recorrer por um direito que é nosso. Estamos falando de verba alimentícia.

FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.