terça-feira, 28 de junho de 2016

A ABMERJ APÓIA TODA A LUTA POR DIREITOS - POLÍCIA CIVIL NA RUA

2 comentários:

  1. ISTO SIM É COMANDO, QUANDO SEU SUPERIOR BRIGA PELO DIREITO DE SEUS SUBORDINADOS E CATEGORIA , NA PMERJ ISTO NUNCA IRA ACONTECER POIS OS CORONEIS ESTAO QUERENDO AGRADAR O GOVERNO E CHIBATADA NOS PRAÇAS, NA PMERJ EXISTEM DUAS POLICIA : OFICIAIS E PRAÇAS, QUEREM EXEMPLO: MORRE MIL PRAÇAS É SÓ MAIS UM SOL QUE NASCE NO CÉU, MORRE UM OFICIAL O COMANDO BOTA VINTE BATALHOES SUFOCANDO O MORRO MOSTRANDO A DIFERENÇA QUE SÓ CEGO NAO QUER VER.

    ResponderExcluir
  2. COMISSÃO QUER REDUÇÃO NO TEMPO DE PROMOÇÃO DE BOMBEIROS

    Durante uma audiência pública da Comissão de Defesa Civil da Alerj, realizada nesta quinta-feira (23/6) no Palácio Tiradentes, o secretário de Estado de Defesa Civil, Ronaldo Alcântara, afirmou que sugeriu ao presidente da Casa, deputado Jorge Picciani (PMDB), a inclusão das duas outras categorias na legislação. Segundo Ronaldo, como a lei determina que o decreto do Executivo reescalone o interstício para a promoção apenas dos bombeiros do quadro da área da saúde (técnicos de enfermagem e radiologia e auxiliares de consultório dentário), ele receia que um novo adendo prejudique ainda mais o processo, que já está atrasado. "O impacto financeiro em 2016, caso o decreto seja publicado, contemplando os bombeiros da área de saúde, já é de três milhões de reais. Caso os promovidos por bravura e cursados também sejam incluídos no decreto, os custos serão muito maiores e podem atrasar ainda mais estas mudanças tão desejadas", declarou Ronaldo.

    O presidente da comissão, deputado Flávio Bolsonaro (PSC), disse que irá se reunir com o líder do governo na Alerj, deputado Edson Albertassi (PMDB), para formalizar o apoio da Casa a todas as categorias de bombeiros que pleiteiam a redução do tempo de interstício. "Não pode haver descriminação entre os quadros. Com o apoio de Ronaldo, vamos nos reunir e propor esta inclusão na legislação, ao mesmo tempo em que iremos lutar para que a Casal Civil cumpra a regulamentação da Lei 7.121 e o decreto enfim seja publicado", ressaltou o deputado. fonte: http://www.alerj.rj.gov.br/Visualizar/Noticia/38732

    Acho que o CMTE GERAL está se esforçando para incluir os cabos cursados/bravura nesse pleito. Gostaria de saber a opinião do SOS a esse respeito. Acho legal publicar o esforço do CMTE, que é uma ação em favor da tropa, se essa for a interpretação dos senhores também. Obrigado.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.