sexta-feira, 17 de junho de 2016

GOVERNO DIZ A DEFENSORIA QUE NÃO SABE SE PAGA ESTE MÊS OS SALÁRIOS


A Defensoria Pública do Rio de Janeiro informa que, em resposta ao ofício protocolado ontem (15), a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) esclareceu nesta quinta-feira (16) que “os valores estimados pelo Tesouro do Estado não permitem garantir uma data específica” para pagamento da segunda parcela dos vencimentos de junho dos servidores públicos ativos, inativos e pensionistas, referentes à competência de maio/2016. Informa, ainda, que a quitação da folha de pagamento do Estado só se dará após "o pagamento de despesas obrigatórias, como consignações às instituições financeiras e repasses constitucionais dos demais poderes".

Também atendendo a ofício expedido por esta Defensoria, a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) informou que não é de sua competência “atribuir data para complementação do pagamento da folha referente ao mês de maio/2016” e informou que montante para integralização do valor devido da folha de pagamento é de R$ 460.069.460,09 (quatrocentos e sessenta milhões, sessenta e nove mil, quatrocentos e sessenta reais e nove centavos).

Nesta sexta-feira, às 11h30, defensores públicos que acompanham o caso explicarão as medidas judiciais a serem adotadas em transmissão ao vivo aqui na página. Acompanhe!

FONTE: FACEBOOK

Um comentário:

  1. IMPEACHEMNT JÁ!!!
    INTERVENÇÃO JÁ!!!
    QUALQUER COISA PARA TIRAR O PMDB DO GOVERNO, INCLUSIVE O PRESIDENTE DA ALERJ QUE ESTÁ CONIVENTE COM ESSA SACANAGEM TODA. ACORDEM MUSPE VAMOS AGIR IMEDIATAMENTE!!!!

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.