quarta-feira, 13 de julho de 2016

Bombeiros quase são linchados durante salvamento e reclamam de demora da PM

Bombeiros do Recanto das Emas que socorreram vítimas de um acidente foram alvos de agressões durante o salvamento. O caso ocorreu no Recanto das Emas, no último domingo, e os militares reclamaram da demora na chegada da PM para ajudá-los na ocorrência. A confusão começou depois de um acidente envolvendo uma moto com dois homens e um carro, entre as quadras 311 e 511. O condutor da moto morreu no local do acidente e os bombeiros socorreram o outro homem.


Enquanto os militares estabilizavam e transportavam o ferido, familiares do motorista da motocicleta chegaram ao local e começaram a quebrar e a incendiar o carro envolvido no acidente. Viraram o veículo e, depois disso, partiram para cima dos bombeiros que faziam os atendimentos. ” 

Determinei que os militares entrassem nas viaturas, deixassem os materiais de sinalização e isolamento no local do acidente. Saímos com o pessoal chutando e esmurrando as viaturas e voltamos ao quartel para não sermos linchados”, revela o sargento Wilton Costa, que denunciou o caso. “Eu queria entender por que em uma situação de tamanho perigo, a PM-DF demorou mais de 50 minutos para nos prestar apoio”, questionou o sargento dos bombeiros.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.