sábado, 23 de julho de 2016

Categorias organizam ato em Copacabana

Protesto ocorrerá no domingo, às 10h. Funcionários públicos pedem que o crédito volte a ser realizado até o 2º dia útil



Rio - O Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Rio (Musp) organiza ato no próximo domingo, às 10h, em Copacabana, em protesto aos atrasos do pagamento de salários e benefícios de ativos, inativos e pensionistas do estado. As categorias pedem que o crédito volte a ser realizado até o 2º dia útil.

Desde março — quando foram pagos os vencimentos de fevereiro —, o funcionalismo vem recebendo seus salários no 10º dia útil. O prazo foi estabelecido em decreto do governo publicado no Diário Oficial no dia 9 de março. 


Já os salários de maio foram parcelados em duas vezes: a primeira parte foi creditada em 14 de junho e a segunda somente no dia 4 de julho.


Membro do Musp e presidente do Sindicato dos Médicos do Rio (Sinmed-Rio), Jorge Darze diz que os servidores vão denunciar a cariocas e turistas a “calamidade” que o funcionalismo vive. “A pauta unificada é da regularização de salários e de benefícios e pensões dos aposentados”, diz.

“Vamos expor a fraude que é o decreto de calamidade financeira, uma manobra do estado para conseguir os R$ 2,9 bilhões para a Segurança nos Jogos. Já os servidores continuam na incerteza. Não há preocupação com o funcionalismo. A preocupação é olímpica”, declara Darze, acrescentando a imprevisibilidade do pagamento de 13º salário.

Total incerteza

A preocupação de servidores com seus vencimentos se estende ao 13º salário. Eles temem que a gratificação seja parcelada como ocorreu ano passado. A última parcela do 13º referente a dezembro de 2015 foi quitada em abril deste ano. A Seplag havia anunciado que não haveria antecipação em julho e que o governo tem até o fim de dezembro para pagar o abono.

FONTE: O DIA

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.