sábado, 2 de julho de 2016

Defensoria vai apurar falta de repasse de consignados por parte do governo do Estado do Rio


O Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon) da Defensoria Pública do Rio vai abrir um procedimento para apurar a inclusão dos nomes de servidores públicos em cadastros restritivos de crédito. A ação tem sido praticada por bancos que concedem empréstimos consignados a funcionários públicos, inativos e pensionistas, pois o Estado do Rio teria deixado de repassar os valores, apesar dos descontos feitos nos contracheques. Representantes de cerca de 30 instituições financeiras serão chamados a prestar esclarecimentos, assim como integrantes da Secretaria estadual de Planejamento.

Este é o caso da servidora aposentada Ana Magalhães, de 53 anos. Ela vê os descontos no contracheque, mas teve o nome negativado porque o banco alega que o governo não fez os repasses.

— Eu sou aposentada por invalidez e estou numa situação crítica. É uma covardia — disse ela, que está com o aluguel atrasado.

FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.