terça-feira, 5 de julho de 2016

Policiais do Rio recebem o público olímpico com faixas: ‘Welcome to hell’

Com salários atrasados, bombeiros e policiais fazem seguidos protestos no aeroporto internacional do Rio e dizem que estão com as cabeças a prêmio. Três morreram no final de semana.publicado 4 de julho de 2016, 3:59 p.m.

Os policiais e bombeiros do Rio protestaram nesta segunda (4) ao aeroporto do Galeão contra o atraso nos salários e a falta de estrutura para enfrentar a criminalidade na sede dos Jogos Olímpicos deste ano. No final de semana, três policiais morreram e já são 54 mortes este ano no estado.
Os manifestantes usam faixas em inglês com dizeres como “Welcome to hell” para chamar a atenção do público e dos atletas dos Jogos.


ABMERJ

Segundo Marcelo Mata, diretor da Associação dos Bombeiros Militares do Rio de Janeiro (ABMERJ), os policiais receberam hoje a última parcela do salário de maio. O salário de junho não caiu na folha de pagamento.

“Os policiais têm sido nitidamente caçados pelo poder paralelo da criminalidade. Não temos coletes à prova de balas para toda a corporação e não temos armamento adequado, enquanto eles (os criminosos) usam fuzis”, disse Mata ao BuzzFeed Brasil.


ABMERJ

Um dos casos que revoltaram os policiais foi a morte, na noite de sexta-feira, do sargento Antonio Marcos, do Corpo de Bombeiros. Segundo a ABMERJ, Marcos fazia um bico e foi parado em uma falsa blitz na BR 101, em São Gonçalo.

“Mataram o sargento quando viram que era policial. A criminalidade paga prêmio para quem mata um policial, um bombeiro. É um ‘prêmio de guerra’”, disse o diretor da ABMERJ.


Em resposta ao BuzzFeed Brasil, a Secretaria de Estado de Segurança do Rio considerou “legítimas” as reivindicações dos policiais, confirmou o atraso nos pagamentos e informou que o governo depositará esta semana as gratificações referentes ao primeiro semestre do ano passado e as dos policiais que trabalharão nas Olimpíadas.

De acordo com a secretaria, um contingente de 85 mil pessoas vai atuar nos Jogos, sendo 47 mil em segurança, defesa civil e ordenamento e 38 mil das Forças Armadas. Ainda segundo a assessoria, o governo federal investiu R$ 350 milhões em segurança nas Olimpíadas, sendo gastos R$ 100 milhões em equipamento de proteção individual, como os coletes.

FONTE: BUZZ FEED

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.