quinta-feira, 21 de julho de 2016

Suspeito de balear PM em assalto é executado dentro de ambulância

Quatro homens fortemente armados interceptaram a viatura dos Bombeiros. Paciente estava sendo transferido para o hospital após tiroteio em pizzaria.


Viatura dos Bombeiros foi interceptada por bandidos que executaram um suspeito de assalto a uma pizzaria (Foto: PMPE/WhatsApp)

O suspeito de assaltar uma pizzaria, no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife, e de balear umpolicial militar durante um confronto ocorrido após o crime, na noite da quarta-feira (20), foi executado dentro da ambulância do Corpo de Bombeiros, a caminho do Hospital da Restauração (RH), na área central da capital pernambucana. O veículo hospitalar foi interceptado na Avenida Caxangá, na Zona Oeste da cidade, por um carro ocupado por quatro homens encapuzados e fortemente armados.

Os desconhecidos, ainda foragidos, renderam o médico, o motorista e o socorrista e invadiram a viatura. Em seguida, efetuaram disparos na cabeça e no rosto da vítima. O suspeito estava na maca e ligado por fios a equipamentos de monitoramento e de atendimento de urgência. As informações foram confirmadas pela PM e pelos Bombeiros.

De acordo com a Polícia Militar, depois do confronto no restaurante no Ipsep, o suspeito, que tinha sido ferido pelo policial militar durante a troca de tiros, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, bairro próximo ao local do crime. Na unidade de saúde, foi constatada a necessidade de transferência. Então, um médico, já identificado pela polícia, recusou a escolta que seria feita pela PM.

O profissional de saúde requisitou a presença de uma equipe da Polícia Civil. Enquanto a viatura da corporação se dirigia para a UPA, o médico ordenou a partida imediata da ambulância, mesmo sem a proteção policial. Na rota para o HR, a viatura hospitalar passou a trafegar pela Avenida Caxangá, onde ocorreram a abordagem feita pelos bandidos e a execução do suspeito.

A Força-Tarefa do departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já tem a identificação do médico que autorizou a saída da ambulância sem escolta. Vai tomar o depoimento para saber os motivos pelos quais ele ordenou a transferência do acusado sem proteção. [Veja vídeo abaixo].

O assalto
O PM do 6º Batalhão foi baleado ao reagir a um assalto. Ele levou três tiros. De acordo com a corporação, o soldado, de 31 anos, estava na pizzaria com os familiares. Dois homens chegaram e anunciaram a investida.

O policial foi encaminhado para o HR. A corporação informou que ele passaria por cirurgia na noite desta quarta-feira, mas afirmou que ele não corria o risco de morrer. O segundo homem envolvido na ação conseguiu fugir.

FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.