segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Governo do Rio inicia pagamento dos salários de julho dos servidores do Estado


Os servidores do Estado do Rio já começaram a receber seus salários na noite desta segunda-feira. Membros da Secretaria de Fazenda e da Segurança Pública — policiais militares e civis, bombeiros e agentes penitenciários — confirmam o depósito dos vencimentos. Em nota, a Secretaria de Fazenda afirmou que os salários serão pagos integralmente a todos os servidores até o 10º dia útil. Neste mês, porém, o Estado tem de cumprir medida do Supremo Tribunal Federal (STF) que o obriga a quitar a folha até a próxima quarta-feira, sob risco de arresto das contas públicas.

O governo ainda não especificou qual o critério encontrado para priorizar o pagamento de determinadas categoria, como as escolhidas para receber nesta segunda-feira. Os servidores ativos e inativos da Secretaria de Fazenda e da Segurança Pública receberam integralmente.

Desde o dia 14 de julho, os servidores estão amparados por uma liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre uma ação da Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp). Nela, ficou estabelecida a obrigação do governo de quitar toda a folha de pagamento até o 3º dia útil.

Ainda nesta segunda-feira, mesmo com informações dando conta do possível pagamento, membros do governo sustentaram que o Estado aguardava decisão do STF sobre o recurso a decisão da Fasp.

FONTE: EXTRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.