quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Na crise, Corpo de Bombeiros diminui expediente no Estado do Rio


Mudança é para militares que exercem funções administrativas

O Corpo de Bombeiros passará a funcionar com expediente administrativo reduzido. O horário de trabalho será de 8h ao meio-dia, de segunda a sexta-feira, em todas as Unidades de Bombeiros Militares e órgãos da Secretaria de estado de Defesa Civil, para a redução das despesas. O novo horário será adotado a partir da sexta-feira, e a determinação foi publicada no boletim da corporação. Os serviços de emergência e socorro não serão afetados pela mudança.

Segundo a nota, a determinação será suspensa assim que a situação financeira das unidades e da Defesa Civil forem normalizadas.

Com a medida, ficam suspensos a instrução técnico-profissional e o treinamento físico militar para os militares pertencentes ao serviço administrativo. Alguns setores terão que manter o funcionamento mínimo no período da tarde, previsto por protocolo do Corpo dos Bombeiros.

Os profissionais responsáveis pela manutenção e reparo das viaturas continuarão a trabalhar normalmente, já que o serviço de emergência não pode ser afetado.

O Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP), as políclínicas e as odontoclínicas funcionarão em dois expedientes: das 8h ao meio-dia e das 13h às 17h.



Confira a nota dos Bombeiros sobre o assunto:

O Corpo de Bombeiros informa que a medida tem por objetivo a redução de custeio no que diz respeito ao expediente administrativo. A corporação reforça que a mudança não abrange as ações operacionais - socorro e emergência - que seguirão em pleno funcionamento. A redução da carga horária administrativa perderá o efeito tão logo a situação financeira se normalize.

FONTE: EXTRA

4 comentários:

  1. TEM MAIS É QUE PARAR,SÓ ASSIM TEREMOS VALOR.

    ResponderExcluir
  2. O CBMERJ deveria manter esse sistema de meio expediente para sempre, pois as forças armadas já o faz a tempo. Com isso irá economizar para ter dinheiro em benefício do CBMERJ, da população e também dos bombeiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas aqui tem a neurose que temos que PARECER melhores.

      Excluir
  3. Vcs podem dá melhores explicações sobre retirada do fundo de saúde como eu faço

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.