segunda-feira, 1 de agosto de 2016

BATALHA CONTRA A PLP 257 NA CÂMARA FEDERAL

NOTÍCIA IMPORTANTE 


APÓS REUNIÃO DOS DEPUTADOS FRAGA (DF) E CAPITÃO AUGUSTO (SP), JUNTAMENTE COM O CORONEL MILER (DIRETOR DA FENEME) JUNTO AO MINISTRO DA FAZENDA, FICOU ACORDADO QUANTO AO PROJETO DE LEI COMPLETAR 257/16:

Durante os 24 meses não pode ter reajuste acima do índice geral de correção.

Ressalvada:

- promoção ao posto imediato;

- indenização de direitos não gozados (férias, licenças ...);

- não terá Previdência complementar 

- contribuição previdenciária 11%

- não aplicação das regras (direitos e garantias) dos servidores Civis da União aos Militares.

Esses itens foram PROMESSAS feitas e anotadas na hora.

O texto definitivo está sendo fechado neste momento no M.F. vamos continuar acompanhando.

FONTE: Whatsapp


Servidores públicos se mobilizam contra a aprovação do PLP 257



CSB organiza uma série de manifestações a partir desta segunda-feira em Brasília
Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) realiza a partir desta segunda-feira, dia 1º, em Brasília, uma série de atos e mobilizações contra a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP) 257.
Com o argumento de que pretende renegociar as dívidas dos estados e do Distrito Federal com a União, o PLP 257 poderá impor aos servidores públicos uma série de perdas e retrocessos, incluindo o congelamento de salários e a retirada de direitos já garantidos e consolidados ao longo dos anos.
Com a volta dos deputados federais à ativa após o recesso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, convocou uma sessão extraordinária para esta segunda-feira (01/08), às 16h, e incluiu o PLP 257 na pauta.
Diante deste cenário que poderá causar danos a todos os servidores públicos do País, a CSB trabalha para pressionar e conscientizar os deputados federais e toda a sociedade sobre o impacto negativo da aprovação da proposta.
O objetivo é garantir que os trechos do PLP que trazem prejuízos aos servidores sejam retirados do texto original do projeto.
Desde o início da manhã desta segunda-feira, servidores e dirigentes realizam um ato no Aeroporto Internacional de Brasília, com uma panfletagem no desembarque do terminal aéreo.
Também nesta segunda, às 14h, está prevista uma plenária na sede do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (Sindipol/DF). Outras ações deverão ocorrer diretamente no Congresso Nacional.
“Os trabalhadores do setor público não são os responsáveis pela situação econômica e financeira dos estados e, por isso, não podem ser penalizados. Convocamos todos os servidores públicos a estarem unidos neste momento de luta. Não podemos recuar”, afirma o presidente da CSB, Antonio Neto.
Confira a agenda de mobilizações contra o PLP 257:
– Atos nos aeroportos
Panfletagem e mobilizações nos terminais aéreos na segunda-feira (01/08) e na terça-feira (02/08).
– Plenária dos servidores em Brasília
Na segunda (01/08), às 14h, na sede do Sindipol/DF: Setor de Clubes Esportivo Sul – SCES – Trecho 02 – Lotes 02/51.
– Ações no Congresso Nacional
Atos e mobilizações na terça-feira (02/08) e na quarta-feira (03/08).
FONTE: CSB

Um comentário:

  1. Como ficou a situação? essa questão é gravíssima.

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.