quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Em um dia, Dornelles assina 14 decretos de isenções fiscais a empresas e produtos


Política de isenções fiscais é defendida pelo governo do estado 

Na edição desta quarta-feira do Diário Oficial do Estado, o governador em exercício, Francisco Dornelles, assinou 14 acordos que tratam de isenções fiscais (quando o Rio abre mão de impostos a fim de atrair investimentos) para empresas específicas ou para produtos. Ao todo, sete novas companhias entraram na lista das que passam a ter tratamento especial tributário. As isenções fiscais foram oferecidas a quatro firmas de distribuição de produtos em atacado, além de três empresas dos setores de beleza e cosméticos, alimentos e bebidas. O restante dos decretos alterou as isenções já oferecidas a companhias que trabalham com determinados produtos, como perfumes e águas de colônia.

Os decretos foram editados dias após a divulgação de um relatório da Secretaria estadual de Fazenda confirmando que o governo estourou seu limite de endividamento. As renúncias fiscais, porém, são consideradas uma alternativa positiva para o crescimento econômico do Rio. A Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico comentou que os 14 decretos editados serão responsáveis pelo incremento de R$ 270 milhões, por ano, na arrecadação, além de garantir a geração ou a manutenção de seis mil empregos em todo o Estado do Rio.

Em maio, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou, ao analisar as contas do governo de 2015, que o Rio de Janeiro acumulou uma renúncia fiscal de R$ 185 bilhões, entre 2007 e 2015. Desde junho, uma auditoria é feita pelo TCE para avaliar os detalhes de cada acordo de isenção e os retornos oferecidos pelas empresas.

— Os incentivos trouxeram empresas e geraram empregos. Hoje, 70% das isenções são aprovadas após uma discussão entre todos os estados. É política comum no país — disse Gustavo Barbosa, secretário estadual de Fazenda.

FONTE: EXTRA

4 comentários:

  1. O que mais me revolta é q ALERJ não faz nada para tirar esse DEMÔNIO DESGRAÇADO do governo.
    Esse FDP está prejudicando tanta gente. Ele vai perecer no inferno seu doente, está condenado a morte.

    ResponderExcluir
  2. http://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2016-10-06/sergio-cabral-e-condenado-em-acao-por-incentivos-fiscais-irregulares-a-michelin.html

    ResponderExcluir

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.