quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Justiça arresta mais R$ 223 milhões do Estado para pagamento de servidores

Decisão foi determinada pela 8ª Vara de Fazenda Pública

Rio - A Justiça confiscou, nesta quinta-feira, R$ 223 milhões das contas do governo do Rio de Janeiro para o pagamento dos salários de setembro dos servidores públicos do estado. A decisão foi determinada pela 8ª Vara de Fazenda Pública.

A Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp) entrou com uma ação civil pública e pediu o arresto das contas, após o estado do Rio não cumprir determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) de quitar a folha de pagamento até o 3º dia útil do mês. 

De acordo com a Fasp, os valores estão à disposição para serem repassados aos servidores. A definição de quais servidores irão receber será feita pelas secretarias de Planejamento e Fazenda.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Fazenda, R$ 29 milhões já foram apreendios dos cofres públicos para pagamento dos servidores somente nesse ano.

Servidores da segurança devem receber nesta quinta

Os servidores da segurança púplica devem receber os 30% restante dos salários nesta quinta-feira, informou o Governo do Estado. Os outros 70% tinham sido depositados no início do mês. Já os servidores inativos da área de segurança vão receber 100% dos pagamentos. 

Ainda de acordo com o governo, a previsão é que todos os servidores tenham recebido até 17 de outubro.

FONTE: O DIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"O Estado não tem poder algum sobre a palavra, as idéias e as convicções de qualquer cidadão dessa República e de profissionais dos meios de comunicação social." (Ministro Celso de Mello - Supremo Tribunal Federal) - Se identifiquem por gentileza, comentar não é crime!MUITO IMPORTANTE: O foco do movimento é a DIGNIDADE. E é para esse objetivo que o blog existe. Por isso, comentários que não compartilhem do mesmo objetivo poderão ser removidos. Não podemos publicar ofensas! Não insista! Defenda sua ideia ou crítica de forma respeitosa.